Banca de DEFESA: BIANCA COUTINHO MUNIZ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BIANCA COUTINHO MUNIZ
DATA : 30/08/2021
HORA: 10:00
LOCAL: https://meet.google.com/ftg-nvat-pns
TÍTULO:

DESENVOLVIMENTO DE MODELO COMPUTACIONAL DE EXPOSIÇÃO PARA AVALIAÇÃO DE DOSE EM PACIENTES DE RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA


PALAVRAS-CHAVES:

Fantomas; Radiologia odontológica; MCE; EGSnrc


PÁGINAS: 59
RESUMO:

A Radiologia Odontológica é uma modalidade da Radiologia essencial para o diagnóstico e planejamento terapêutico de patologias orais. No entanto, como nenhuma exposição aos raios-X pode ser considerada completamente livre de riscos, existe uma responsabilidade em garantir uma proteção radiológica adequada. Ainda mais quando dentro do campo de exposição estão órgãos-críticos da região da cabeça e pescoço como a tireoide, as glândulas salivares e o cristalino. A Dosimetria Computacional utiliza de Modelos Computacionais de Exposição (MCEs) para realizar avaliações dosimétricas em situações de exposição a radiação. Tais modelos são compostos essencialmente por um algoritmo simulador de uma fonte radioativa, um fantoma computacional e um código Monte Carlo (MC) para simular transporte, a interação da radiação com a matéria, assim como avaliar a energia depositada nas regiões de interesse. Esse trabalho desenvolveu um MCE para avaliar dose em órgão críticos da cabeça e pescoço em exposições de pacientes em exames periapicais. O fantoma computacional construído a partir de imagens do fantoma físico Alderson Rando com 32 dosímetros termoluminescentes (TLDs) posicionados nos pontos de interesse foi acoplado ao código MC EGSnrc para gerar o MCE EGSnrc/ODONTO. De tal forma que a avaliação da dose absorvida nas regiões dos órgãos críticos pudesse ser avaliada e comparada com simulações experimentais para validação do modelo. Apresentando o maior desvio percentual na região da glândula salivar sublingual à direita (26,25%), e o menor desvio percentual pode ser observado para o cristalino esquerdo (0,93%), um desvio adequado para a validação do modelo. Logo, os resultados mostram que tanto o fantoma ODONTO pode ser utilizado para aplicações de exposição na região do crânio e pescoço quanto a validação para o MCE EGSnrc/ODONTO pode simular de maneira satisfatória exames periapicais para avaliação de dose no paciente.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - ISABELLE VIVIANE BATISTA DE LACERDA
Interno - 1524611 - JOSE ARAUJO DOS SANTOS JUNIOR
Externo ao Programa - 140.182.093-04 - José Wilson Vieira - IFPE
Notícia cadastrada em: 11/08/2021 17:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02.ufpe.br.sigaa02