PGGGEN PROGRAMA DE POS-GRADUACAO EM GENETICA - CB DEPARTAMENTO DE GENETICA - CB Telefone/Ramal: Não informado

Banca de QUALIFICAÇÃO: ELVIA JÉSSICA DA SILVA OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ELVIA JÉSSICA DA SILVA OLIVEIRA
DATA : 27/04/2022
LOCAL: Google Meet: https://meet.google.com/xgi-enka-auv / Horario: 09:00hs
TÍTULO:

Expressão de genes relacionados a biossíntese de osmoprotetores em pinhão-manso após estímulo salino


PALAVRAS-CHAVES:

osmoproteção; salinidade; RNA-Seq.


PÁGINAS: 168
RESUMO:

O pinhão-manso (Jatropha curcas) é uma oleaginosa, encontrada em regiões áridas, com potencial para a produção de biocombustíveis e controle de erosão do solo. A planta é considerada tolerante a seca e, diferentes acessos, apresentam respostas variadas à salinidade dos solos. Um dos mecanismos adaptativos que as plantas
possuem para defender-se do estresse salino é a expressão de genes relacionados com a biossíntese de osmoprotetores, compostos capazes de atuar contra o estresse, sem prejudicar o funcionamento fisiológico das células. Este trabalho identificou potenciais genes relacionados à osmoproteção em
J. curcas, mediante estímulo
salino, caracterizando as vias metabólicas relacionadas. A identificação foi realizada a partir da expressão de genes em raízes de dois acessos de
J. curcas (Jc171 e Jc183) após aplicação do sal (3h; 150 mM NaCl) via transcriptômica RNA-Seq. As principais vias metabólicas identificadas, tendo por base compostos osmoprotetores, foram: inositol fosfato e derivados (mio-inositol e derivados), amido e sacarose (trealose), galactose (oligossacarídeos da família rafinose) e arginina e prolina (poliaminas). Associados aos genes foram evidenciados fatores de transcrição das famílias WRKY, MYB, Gata-type, Dof-type, bHLH, bZIP, HD-ZIP, AP2/ERF, MADSbox, TCP e C2H2 como aqueles que estão supostamente regulando a expressão de transcritos observados nas bibliotecas RNA-Seq. Esses resultados ampliam o conhecimento sobre a resposta de J. curcas após estímulo salino e são de grande valia para o melhoramento genético da espécie, na busca de materiais mais tolerantes
a salinidade, além disto, o estudo possibilita inferir sobre a atuação de osmoprotetores e os processos para minimizar danos causados a planta.



MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - MARCUS VINÍCIUS LOSS SPERANDIO - UFRPE
Presidente - 1551125 - TERCILIO CALSA JUNIOR
Externo à Instituição - WILSON JOSÉ DA SILVA JÚNIOR
Notícia cadastrada em: 18/04/2022 10:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02.ufpe.br.sigaa02