PPGE PROGRAMA DE POS-GRADUACAO EM ECONOMIA - CAA CAMPUS DO AGRESTE - CA Telefone/Ramal: 99296-1738

Banca de DEFESA: RAFAELA CAMILA DA SILVA FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAFAELA CAMILA DA SILVA FERREIRA
DATA : 30/05/2022
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DAS POLÍTICAS DE PRÊMIO POR PRODUTIVIDADE NAS ESCOLAS PÚBLICAS BRASILEIRAS: CONTRIBUIÇÕES DA GESTÃO EDUCACIONAL DE PERNAMBUCO


PALAVRAS-CHAVES:

Pernambuco. Avaliação de políticas públicas. Prêmio de salário por desempenho de professores e funcionários. Bônus educacional.


PÁGINAS: 76
RESUMO:

O objetivo desta dissertação é avaliar a política de prêmios por produtividade no desempenho dos professores e servidores nas escolas estaduais do Governo de Pernambuco durante o período de 2013 a 2019, utilizando o modelo estatístico de diferenças em diferenças (DD). Para estimação do modelo, foram utilizados dados dos censos escolares do INEP (Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos), coletados nas provas do SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica) para as escolas públicas do ensino básico e médio do estado de Pernambuco. Para seleção das escolas tratadas no modelo, utilizou-se as informações da Secretaria de Educação do estado de Pernambuco sobre a concessão do bônus escolar nos anos de 2013, 2015, 2017 e 2019. A estimação do modelo DD, para avaliação do bônus no período, foi feita com base nas contribuições recentes de aperfeiçoamento do modelo, conforme mostrado na literatura internacional e nacional revisada. Tomou-se a base teórica desses trabalhos para orientar a metodologia empírica seguida no estudo. Foram analisados os efeitos da política de premiação sobre o desempenho dos alunos nas provas de matemática e português no quinto e nono anos do ensino fundamental e terceiro ano do ensino médio e evolução na nota do IDEB. Os testes de robustez aplicados na análise mostraram que a política de premiação com bônus financeiro adotada pelo Governo de Pernambuco, a partir de 2008, foi eficaz para aumentar as notas dos alunos nas disciplinas de português e matemática em 8,47 e 8,42 pontos, respectivamente, nas escolas estaduais que foram beneficiadas com o bônus salarial. Houve também um aumento da nota do IDEB de 1,71 pontos nos anos finais e 1,49 nos anos iniciais do ensino fundamental e de 0,17 pontos no ensino médio.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - GUERINO EDÉCIO DA SILVA FILHO - UFRPE
Interna - 1554974 - MONALIZA DE OLIVEIRA FERREIRA
Presidente - 311.544.253-04 - WELLINGTON RIBEIRO JUSTO - URCA
Notícia cadastrada em: 19/05/2022 23:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02.ufpe.br.sigaa02