Banca de DEFESA: ARTHUR PIMENTEL GOMES DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ARTHUR PIMENTEL GOMES DE SOUZA
DATA : 18/03/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Online
TÍTULO:

EFEITOS DA PANDEMIA DE COVID-19 SOBRE A OCORRÊNCIA DE ROUBOS: UM MODELO DE DECISÃO ESPACIAL


PALAVRAS-CHAVES:

Apoio a decisão multicritério; Análise estatística; GIS-MCDA; COVID-19;
Segurança pública


PÁGINAS: 163
RESUMO:

O Estado de Pernambuco tem sido destaque nos últimos anos devido à queda na
criminalidade após a implantação do programa Pacto pela Vida. Contudo, o advento da
pandemia de COVID-19 no ano de 2020 gerou uma grave crise socioeconômica a nível
mundial. As medidas restritivas reduziram a circulação de pessoas nas ruas e,
consequentemente, afetaram a atividade criminal. Neste sentido, o presente estudo busca
construir um modelo de apoio a decisão para investigar a vulnerabilidade de uma região da
cidade do Recife, Brasil, a roubos. Para isso, foram combinadas técnicas estatísticas e espaciais
sobre os dados da propagação espacial da COVID-19 e os dados georreferenciados de roubos a
fim de munir o decisor durante a construção de suas preferências. Em um primeiro instante,
explorou-se a situação epidemiológica na cidade do Recife com base na evolução da doença
mês a mês frente às restrições governamentais. Então restringiu-se o estudo a uma fase do início
da pandemia (Abril a Julho de 2020) para o qual há disponibilidade de dados georreferenciados
ao nível de bairros. Inicialmente examinou-se a evolução dos clusters de casos e da taxa de
letalidade em dez datas específicas, acompanhada pela exploração das características
socioeconômicas destes locais por meio de análise de quartis. Como complemento, uma análise
de regressão evidenciou como os serviços essenciais e as características socioeconômicas
conseguiram explicar o número de casos notificados ao longo das dez datas selecionadas. Em
um segundo instante, delimitou-se o estudo de roubos para os bairros de Boa Viagem e Pina
(Recife, Brasil). Investigou-se, então, a evolução dos clusters de roubos nestes bairros em
diferentes divisões temporais antes e durante a pandemia, bem como as características
socioeconômicas destas áreas. Seguiu-se por uma exploração de 37 fatores socioeconômicos e
instalações comerciais com base em análise de quintis, correlação de Pearson e correlação
espacial. Posteriormente foram selecionados cinco meses específicos representativos de
diferentes fases da pandemia para conduzir uma análise de regressão, identificando os
principais preditores. Por fim, construiu-se um modelo multicritério para obter a classificação
dos setores censitários em Boa Viagem e Pina quanto a vulnerabilidade a roubos.
 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - SILVIO HAMACHER
Presidente - 1510962 - CAROLINE MARIA DE MIRANDA MOTA
Interno - 1549303 - CRISTIANO ALEXANDRE VIRGINIO CAVALCANTE
Notícia cadastrada em: 15/03/2022 09:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02.ufpe.br.sigaa02