Banca de DEFESA: LUCIANE VASCONCELOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUCIANE VASCONCELOS SANTOS
DATA : 13/06/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO:

Avaliação dos Efeitos Antinociceptivo, Anti-inflamatório e Gastroprotetor do Extrato Hidroalcóolico das Folhas do Jatobá (Hymenaea cangaceira Pinto, Mansano & Azevedo)


PALAVRAS-CHAVES:

Úlcera; Gastroproteção; Inflamação; Extrato Hidroalcóolico; Caatinga


PÁGINAS: 100
RESUMO:

Úlceras pépticas são lesões no trato digestivo, onde há perda do tecido superficial estendendo-se pela submucosa e podendo chegar até ao tecido muscular. Como sintomas a dor e a inflamação estão presentes e o estresse oxidativo oriundo das causas (etanol ou H. pilori, por exemplo) favorece o quadro inflamatório e consecutivamente a lesão gástrica. Embora existam diversos medicamentos para tratamento dessa condição, não existe um tratamento totalmente eficaz, duradouro e seguro. A região brasileira da Caatinga abriga um grande número de espécies vegetais de recorrente consumo. Plantas da família Hymenaea se mostram promissoras na área de terapia para o trato gastrointestinal, apesar de ainda serem relativamente raros na literatura os trabalhos sobre essa família. Frente a isso, o presente trabalho visou investigar o efeito gastroprotetor  e mecanismos do extrato hidroalcóolico das folhas do Jatobá (Hymenaea cangaceira) em modelo animal experimental. Para tal, o extrato foi sintetizado e diferentes doses foram aplicadas em camundongos albinos da linhagem Swiss, com os devidos controles para comparação. De acordo com os resultados obtidos nesse trabalho foi possível obter com um bom rendimento o EHHc e determinar a sua composição química, tendo como componente majoritário o ácido gálico. Os testes farmacológicos mostraram que EHHc apresentou excelente atividade, dose dependente, para os modelos nociceptivos, anti-inflamatório, antioxidante e gastroprotetor. Frente ao perfil de citocinas inflamatórias foi visto que o presente extrato foi capaz de atenuar os níveis das citocinas pró-inflamatórias IL-1β, IL-6 e TNF-α. Já em relação aos parâmetros oxidativos (níveis de malondialdeído, glutationa reduzida e muco gástrico) permitiu corroborar a ação gastroprotetora desse extrato. O mecanismo de ação de EHHC envolve o óxido nítrico e síntese de prostaglandinas, enquanto não provoca nenhum efeito de toxicidade aguda, mesmo em doses muito elevadas em relação à dose terapêutica. Além de valorizar uma espécie endêmica da caatinga brasileira, os resultados do presente estudo podem impulsionar a utilização dessa espécie pela comunidade local e pelas indústrias farmacêuticas, bem como favorecer pesquisas futuras que testem esses efeitos em humanos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 037.833.854-40 - EMMANUEL VIANA PONTUAL - UFPE
Externa ao Programa - 029.282.653-25 - KÁTIA ALVES RIBEIRO - UFPE
Presidente - 1134040 - MARIA TEREZA DOS SANTOS CORREIA
Externa ao Programa - 039.611.054-13 - MARÍLIA CAVALCANTI CORIOLANO - UFPE
Notícia cadastrada em: 16/05/2022 16:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01.ufpe.br.sigaa01