Banca de DEFESA: JULIA CINTRA ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JULIA CINTRA ALMEIDA
DATA : 16/08/2021
HORA: 09:00
LOCAL: https://meet.google.com/ynu-quss-aht
TÍTULO:

BIOCIDAS DE TERCEIRA GERAÇÃO NO SISTEMA ESTUARINO DO RIO CAPIBARIBE (SERC), RECIFE - PERNAMBUCO


PALAVRAS-CHAVES:

Estuário; Material particulado em suspensão; Sedimentos; GC-MS; Extração em fase sólida


PÁGINAS: 115
RESUMO:

Biocidas anti-incrustantes são compostos químicos adicionados às tintas que revestem embarcações e/ou estruturas submersas para evitar o crescimento de organismos. Esses compostos foram desenvolvidos e aperfeiçoados ao longo dos anos e são divididos em 3 gerações - a última geração é a mais utilizada devido à menor toxicidade aos organismos não-alvo e menor persistência ambiental. Os biocidas desta geração são conhecidos como co-biocidas ou biocidas de reforço pois potencializam os efeitos causados pelos metais. Os objetivos deste estudo foram (i) investigar a presença dos biocidas clorotalonil, diclofluanida e Irgarol no Sistema Estuarino do Rio Capibaribe (SERC) e (ii) sintetizar os estudos realizados nas duas últimas décadas quanto à ocorrência ambiental e distribuição destes biocidas na América Latina e Caribe. A metodologia proposta – extração em fase sólida e quantificação por cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas – para a matriz aquosa foi implantada no Laboratório de Compostos Orgânicos em Ecossistemas Costeiros e Marinhos (OrganoMAR). Amostras de água, sedimentos e material em suspensão foram coletadas ao longo do SERC, considerando fontes potenciais - iates clubes, porto, confluência de rios e zona de turbidez máxima estuarina (ZTM). O clorotalonil não foi detectado em nenhuma matriz coletada e o Irgarol foi detectado apenas no sedimento, com concentrações variando de <1,0 a 3,4 ng g-1. A diclofluanida foi detectada na água (4,6 a 24,2 ng L-1), no material particulado (4,9 a 21,6 ng L-1) e no sedimento (1,3 a 25,1 ng g-1). As maiores concentrações de diclofluanida na água e no material particulado foram observadas na ZTM e na confluência dos rios formadores da Bacia do Pina, onde a hidrodinâmica local favorece o acúmulo dos contaminantes na coluna d’água. As maiores concentrações nos sedimentos foram detectadas nas imediações dos iates clubes, sugerindo que as embarcações atracadas são fontes potenciais de diclofluanida e Irgarol e que a baixa hidrodinâmica nas proximidades favorece a deposição do material particulado. Este estudo reenfatiza a importância da hidrodinâmica local na distribuição dos contaminantes dentro do sistema estuarino e reporta, pela primeira vez, a ocorrência de biocidas anti-incrustantes de 3ª geração no SERC. As informações geradas são subsídios fundamentais para auxiliar os cientistas e as agências governamentais nas tomadas de decisões para regulamentação do uso e descarte desses compostos a fim de reduzir os possíveis impactos causados nos sistemas aquáticos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ÍTALO BRAGA DE CASTRO - UNIFESP
Interno - 1673287 - CARLOS AUGUSTO FRANCA SCHETTINI
Presidente - 1742675 - ELIETE ZANARDI LAMARDO
Externa à Instituição - FIAMMA EUGÊNIA LEMOS ABREU
Interno - 1778982 - GILVAN TAKESHI YOGUI
Notícia cadastrada em: 07/07/2021 09:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02.ufpe.br.sigaa02