PPGMAT PROGRAMA DE POS-GRADUACAO EM MATEMATICA - CCEN DEPARTAMENTO DE MATEMATICA - CCEN Telefone/Ramal: Não informado

Banca de DEFESA: RAFAEL DOS SANTOS CAVALCANTI

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAFAEL DOS SANTOS CAVALCANTI
DATA : 26/05/2022
HORA: 14:00
LOCAL: meet.google.com/tpu-zwma-rzm
TÍTULO:

KCC-theory and its Applications to Coral Reef Modelling


PALAVRAS-CHAVES:

Teoria KCC. Volterra-Hamilton. Estabilidade de Produção. Recife de Corais. Espaços Finsler.


PÁGINAS: 65
RESUMO:

As equações diferenciais de segunda ordem (SODE) têm desempenhado um importan- tissímo papel do estudo de modelos físicos e biológicos, em particular, o sistema de Volterra- Hamilton (4.13) é um dos SODE mais usados em problemas ecológicos. Desenvolvemos os assuntos nevessários de geometria Finsler afim de esturdarmos alguns aspectos das trajetórias que são soluções de um sistema de Volterra-Hamilton. Algumas vezes as geodesicas de uma espaço Finsler podem ser encaradas como um um sistema de Volterra-Hamilton, onde as estas trajetórias podem ser interpretadas como uma produção de uma espécie no meio-ambiente, e o funcional métrico pode representar o funcional do custo de produção. No sentido biológico, foi apresentado por Antonelli em, (ANTONELLI; RUTZ, 2005), os espaços Finsler bidimensionais as- sociados a cada tipo de iteraração entre espécies. Espaços de curvatura são considerados para investigar a estabilidade de produção de duas espécies, durante suas interações de produção, pela curvatura Gaussian de Berwald K para bidimensionais espaços Finsler (ANTONELLI; INGARDEN; MATSUMOTO, 1993). Um outro assunto importante neste trabalho é a ideia de semisprays e sprays (3.2), que representa um SODE algum espaço Finsler, por exemplo. Alguns invariantes geométricos, chamados de invariantes KCC, são calculados para estudar aspectos das trajetótias soluções de um semispray. Usamos a teoria dos sistemas de Volterra-Hamilton e seus funcionais de custo para estudar a dinâmica populacional e o processo de produção de um recife de corai em recuperação de branqueamento, mostrar que o custo de produção permanece o mesmo após o processo. A teoria KCC com seus invariantes geométricos são determinantes para o modelo proposto afim de descrever a interação simbiótica renovada entre as algas e os corais.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - LÁSZLÓ KOZMA
Interno - 2583017 - FERNANDO ANTONIO NOBREGA SANTOS
Interna - 1838567 - SOLANGE DA FONSECA RUTZ
Notícia cadastrada em: 21/05/2022 18:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01.ufpe.br.sigaa01