Banca de QUALIFICAÇÃO: EDUARDO VICTOR RAMALHO LUCENA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDUARDO VICTOR RAMALHO LUCENA
DATA : 16/07/2021
LOCAL: Sala virtual PPGEF-UFPE
TÍTULO:

EFEITO DA IDADE RELATIVA E MATURAÇÃO NO DESEMPENHO

COMPETITIVO EM JOVENS ATLETAS DE JUDÔ


PALAVRAS-CHAVES:

Artes marciais, Grupos etários, Desempenho atlético, Esportes.


PÁGINAS: 29
RESUMO:

O objetivo deste estudo é analisar o Efeito da Idade Relativa nos competidores pernambucanos de judô, fazendo-se a diferenciação por desempenho competitivo, maturação e categorias etárias. Serão avaliados judoístas de ambos os sexos, com idade entre 11 e 30 anos. Trata-se de um estudo observacional. O estudo terá duração de dois encontros, antes da competição acontecer, durante a pesagem dos atletas. A coleta de dados será dividida em três momentos: mensuração das medidas antropométricas utilizados na formula do PVC, classificação de todos os participantes por ordem de desempenho competitivo e, num terceiro momento, coleta e análise das datas de nascimento. A categorização dos grupos leva em consideração o desempenho de todos os participantes, ao final de cada competição, publicada em súmula na página oficial da CBJ. Esta súmula classifica os competidores na seguinte ordem: i) grupo 1 (G1) – é o grupo dos medalhistas, com o primeiro, segundo e os dois terceiros colocados; ii) grupo 2 (G2) – os dois quintos e os dois sétimos colocados e o iii) grupo 3 (G3) do nono colocado em diante. Em seguida, os atletas serão agrupados em quartis, de acordo com suas respectivas datas de nascimento. Os nascidos em janeiro, fevereiro e março foram classificados dentro do quartil 1 (Q1), os nascidos em abril, maio e junho no quartil 2 (Q2), julho, agosto e setembro no quartil 3 (Q3) e os nascidos em outubro, novembro e dezembro no quartil 4 (Q4). Também serão subdividas em semestres, sendo os nascidos de janeiro a junho no primeiro semestre (S1) e os nascidos de julho a dezembro no segundo semestre (S2). Para análise dos dados, será utilizado o teste de Qui-Quadrado em cada um dos semestres e nos quartis para determinar a associação do desempenho competitivo e a maturação biológica, com as datas de nascimento (EIR), através da significância entre os desvios das frequências esperadas e observadas em cada uma das situações, adotando-se a significância de p < 0,05. Caso seja detectada alguma diferença significante, uma análise post hoc pelo método de Bonferroni será utilizado para saber onde está ocorrendo. Os dados serão analisados pelo Software SPSS Statistics na sua versão 25.0


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - MARCELO MASSA - USP
Presidente - 1362904 - PEDRO PINHEIRO PAES NETO
Interno - 2064226 - SAULO FERNANDES MELO DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 14/07/2021 00:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02.ufpe.br.sigaa02