PPGBF PROGRAMA DE POS-GRADUACAO EM BIOLOGIA DE FUNGOS - CB DEPARTAMENTO DE MICOLOGIA - CB Telefone/Ramal: (81) 9992-99039

Banca de DEFESA: ATHALINE GONÇALVES DINIZ

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ATHALINE GONÇALVES DINIZ
DATA : 30/08/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO:

PATOGENICIDADE DE ISOLADOS DO COMPLEXO DE ESPÉCIES Fusarium incarnatum-equiseti CONTRA INSETOS-PRAGA EM LABORATÓRIO E NO CAMPO


PALAVRAS-CHAVES:

Fungos entomopatogênicos, Fusarium sulawesiense, Fusarium pernambucanum, Fusarium caatingaense, Extratos botânicos, Controle combinado.


PÁGINAS: 95
RESUMO:

Nasutitermes corniger é considerado uma importante praga urbana, que causa danos a edificações
históricas, construções urbanas, árvores ornamentais e frutíferas. Spodoptera frugiperda e
Dactylopius opuntiae são pragas agrícolas do milho e palma forrageira, respectivamente, que
também podem atacar diferentes culturas. O controle dos referidos insetos é feito com o uso
agrotóxicos, que causa danos ao agroecossistema, saúde do homem e de animais. Como forma de
reduzir este tipo de controle, fungos e extratos vegetais vem sendo estudados. Neste estudo
avaliamos a patogenicidade de 27 isolados do Complexo de Espécies Fusarium incarnatum-equiseti
(FIESC) contra N. corniger e S. frugiperda: quatro Fusarium sulawesiense (= FIESC 16), seis
Fusarium pernambucanum (= FIESC 17) e dezessete Fusarium caatingaense (= FIESC 20).
Avaliamos também o efeito da combinação de URM 6778 e URM 6779 de F. caatingaense
combinados aos extratos aquosos de Ricinnus communis e Nicotiana tabacum no controle de D.
opuntiae no campo. Para os testes de patogenicidade contra N. corniger e S. frugiperda foram
utilizadas suspensões de 1 × 107

conídios/mL. A mesma concentração de esporos foi utilizada no
estudo de campo contra D. opuntiae, para URM 6778 e URM 6779 combinados aos extratos de R.
communis a 5% e N. tabacum a 10% respectivamente. Os compostos químicos biologicamente
ativos dos extratos foram identificados após triagem fitoquímica. Os dados de mortalidade de N.
corniger acumulada ao quinto dia foram submetidos a análise de variância (ANOVA) e as médias
comparadas pelo teste de Scott – Knott (p ≤.05). As variáveis (isolado e tempo) foram submetidos à
análise de regressão. Os dados de mortalidade de D. opuntiae foram corrigidos pela fórmula de
Schneider-Orelli, submetidos a análise de variância (ANOVA) e as médias comparadas pelo teste
Tukey a 5%. A interação dos agentes de controle combinados foi avaliada pela fórmula de
Koppenhöfer et al. (2000). Os resultados do estudo revelaram a ausência de patogenicidade dos
isolados de Fusarium contra S. frugiperda. Contudo, todos os isolados testados contra N. corniger
foram patogênicos, com mortalidade acumulada confirmada de 38,22 – 96%. Os maiores valores de
mortalidade acumulada confirmada foram observados para URM 7560 de F. sulawesiense
(88,89%), URM 7556 de F. pernambucanum (96%) e URM 6783 de F. caatingaense (84,89%). No
estudo de campo os tratamentos combinados apresentaram interação aditiva e foram eficazes no
controle de D. opuntiae, com mortalidade corrigida de 90,82% para URM 6779 + N. tabacum a
10% e 82,11% para URM 6778 + R. communis a 5%.


MEMBROS DA BANCA:
Externa ao Programa - 071.869.044-32 - ANA CARLA DA SILVA SANTOS - UFPE
Externa à Instituição - MARIELE PORTO CARNEIRO LEÃO
Presidente - 1964832 - PATRICIA VIEIRA TIAGO
Interno - 2250781 - ROGER FAGNER RIBEIRO MELO
Externa à Instituição - VIRGINIA MICHELLE SVEDESE - UNIVASF
Notícia cadastrada em: 29/08/2021 23:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01.ufpe.br.sigaa01