Banca de DEFESA: FABIO VINICIUS MARLEY SANTOS LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FABIO VINICIUS MARLEY SANTOS LIMA
DATA : 31/08/2021
HORA: 08:30
LOCAL: GOOGLE METTING
TÍTULO:

 Observações geodésicas multi-sensores aplicadas para a caracterização de secas e monitoramento de massa hidrológica.


PALAVRAS-CHAVES:

Extremos climáticos, Indices de seca; GRACE (Gravity Recovery and Climate Experiment); NDVI (Normalized Difference Vegetation Index); TWS (Total Water Storage).


PÁGINAS: 83
RESUMO:

 A dissertação aborda sensores geodésicos aplicados ao monitoramento de extremos climáticos como a seca e variações de massa hidrológica. A área de estudo trata da Região Hidrográfica do Atlântico Nordeste Oriental (NEAHR) no Brasil, localizada no extremo nordeste brasileiro, com cerca de 24 milhões de habitantes desde o Piauí até Alagoas, onde ocupa 3,4% do território nacional, uma área de aproximadamente 287 mil km², abrangendo boa parte do Semiárido brasileiro caracterizada por apresentar períodos de estiagens prolongadas e temperaturas elevadas durante todo o ano. A dissertação é estruturada em dois artigos o primeiro apresenta o comportamento da variabilidade de massa hidrológica no NEAHR a partir de combinações de dados temporais  da missão Gravity Recovery and Climate Experiment (GRACE) a partir do armazenamento total de água na superfície terrestre (TWS), imagens de sensoriamento remoto do Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer (MODIS) a bordo do satélite TERRA a partir do Normalized Difference Vegetation Index (NDVI), volume de água nos 346 reservatórios existentes na região, dados de precipitação a partir de pluviômetros para cálculo do índice de seca Standardized Precipitation Index - SPI . Os resultados confirmam a coesão entre as variações do TWS com o volume de água e NDVI, obtendo uma forte correlação de 0,78 e 0,77 respectivamente. As escalas do Índice de Precipitação Padronizado (12, 24 e 36 meses) mostraram uma correlação moderada e forte com o TWS de 0,57, 0,73 e 0,72 respectivamente e identificaram a última seca severa regional de 2012 a 2017. O segundo artigo utiliza índices de seca a partir de observações temporais de diversas fontes como o (GRACE) e o seu sucessor GRACE Follow – On, dados de precipitação do Climatic Research Unit (CRU) e estações de monitoramento contínuo do Global Positioning System (GPS). Entre os índices avaliados estão o Combined Climatic Deviation Index (CCDI), Drought Severity Index (DSI), Vertical Crustal Deformation Index (DIVCD) e o SPI em múltiplas escalas (03, 06, 12, 24 e 36 meses) Os resultados encontrados mostram fortes correlações (r) = 0.76 e 0.66 entre o CCDI e o SPI-03/06. O DSI se correlacionou fortemente com os SPI-24/36 obtendo (r) =0.69 e 0.76. O DIVCD apresentou algumas limitações, porém se mostrou promissor para detectar as frequências de secas hidrológicas, variando suas correlações (r) = 0.22 até 0.62 de fraca á fortes com o SPI-24. Destaca-se que todos os índices aqui aplicados tiveram a sensibilidade de identificar a última seca severa de 2012 a 2018 bem como a continuidade deste extremo que vem agravando a situação de vulnerabilidade à seca na região para os anos de 2019 e 2020.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - PEDRO RODRIGUES MUTTI - UFRN
Presidente - 1769444 - RODRIGO MIKOSZ GONCALVES
Interno - 040.199.406-65 - VAGNER GONÇALVES FERREIRA - UFPR
Notícia cadastrada em: 23/08/2021 09:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01.ufpe.br.sigaa01