Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFPE

2024
Dissertações
1
  • RÔMULO BRITO OLIVEIRA
  • APLICAÇÃO DAS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA, GESTÃO DE RISCO E CONFORMIDADE NO SERVIÇO PÚBLICO, À LUZ DO MODELO TAM: UM ESTUDO NO INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA

  • Orientador : LUIZ CARLOS MIRANDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUIZ CARLOS MIRANDA
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • JULIANA GONCALVES DE ARAUJO
  • Data: 11/01/2024

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação teve como principal objetivo aplicar, no Instituto Federal da Bahia (IFBA), as práticas de Governança, Gestão de Riscos e Conformidade (GRC), com base nos modelos internacionais COSO-ERM, ISO 31000 e PMBOK. Além de investigar a percepção dos usuários no uso de um sistema de GRC através do Modelo de Aceitação de Tecnologia (TAM). Para alcançar esse objetivo, foram realizadas abordagens metodológicas distintas, reportadas em dois estudos. O primeiro, composto por uma abordagem qualitativa, realizada por meio de uma pesquisa-ação desenvolvida na estrutura administrativa do IFBA, dentre os participantes estavam servidores e gestores da área administrativa, abrangendo também os departamentos vinculados. No estudo foi possível desenvolver as práticas de GRC materializadas mediante técnicas, dentre elas a análise SWOT, Brainstorming, análise de causa e efeito, e por último uma matriz de riscos composta por medidas de probabilidade x impacto. Conforme os resultados, foi possível identificar eventos de risco, e estabelecer o nível de criticidade dos riscos que podem atrapalhar os objetivos do IFBA. Assim, sob uma ótica ampla e consistente foi possível perceber oportunidades de melhoria para tornar a gestão da organização mais eficiente sugerindo técnicas de planos de ação e monitoramento. Concluindo que a utilização de práticas de GRC são eficientes para a melhoria da gestão no serviço público. No segundo estudo, com abordagem quantitativa, mediante questionário dedicado aos participantes do primeiro estudo, avaliados por meio da escala Likert de sete pontos. O estudo investigou a percepção dos usuários na utilização de um sistema de GRC desenvolvido a partir do modelo proposto, através da aplicação do Modelo de Aceitação de Tecnologia (Technology Acceptance Model – TAM), essa Teoria, originada nos estudos de Davis em 1986, localizou um arcabouço conceitual fundamental para compreender como as pessoas percebem e adotam novas tecnologias. O estudo avalia os níveis de percepção em relação à utilidade percebida e à facilidade de uso percebida do sistema, e compara as diferentes percepções de grupos hierárquicos entre gestores e subordinados, de servidores da área administrava do IFBA, utilizando correlação de Pearson para detectar relações entre os parâmetros TAM, e testes de hipóteses para identificar a existência de diferenças significativas entre os grupos. Os resultados comprovam a aplicabilidade do modelo TAM, para estimar e medir a utilidade e facilidade de uso percebida, em relação ao de uso de novas tecnologias e, também, as diferentes percepções por meio de variáveis externas, que revelam diferenças significativas por diferentes grupos, na percepção do sistema proposto. Assim, este estudo contribui no desenvolvimento de estudos na temática GRC sistematizando a execução prática orientada pelos modelos internacionais, além de apontar às diferentes percepções dos servidores usuários do sistema a luz da teoria TAM.


  • Mostrar Abstract
  • Qualificação de Mestrado 

2
  • VALÉRIA PERPÉTUA EVARISTO TEIXEIRA
  • MECANISMOS DE FINANCIAMENTO PÚBLICO DO SISTEMA DE JUSTIÇA DO BRASIL: O CASO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO

  • Orientador : MAURICIO ASSUERO LIMA DE FREITAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • MAURICIO ASSUERO LIMA DE FREITAS
  • MONALIZA DE OLIVEIRA FERREIRA
  • Data: 30/01/2024

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo versa sobre os mecanismos de financiamento do Poder Judiciário. Para isso
    analisa a relação custo-eficiência, como também propõe a construção de um novo valor de custos
    da atividade judicial, tomando como referencial o desembolso do cidadão para aquisição dos
    serviços judiciais ou extrajudiciais. O presente estudo se apresenta no formato de artigo, composto
    por duas produções acadêmicas que se complementam atingindo seu propósito. Na primeira é feito
    um estudo da eficiência da justiça Comum no Brasil, evidenciando que custos e eficiência guardam
    relação, de modo que uma alocação de recursos assertiva, tende a diminuição de custos, como
    proporciona mais eficiência na prestação jurisdicional. O estudo também evidencia um comparativo
    da justiça brasileira com outros países. Na segunda, o escopo do estudo é analisar o custo real para
    a efetiva prestação dos serviços ofertados pelo Poder Judiciário no Estado de Pernambuco,
    discutindo o custo da atividade extrajudicial, praticada pelos cartórios, na política de financiamento
    do poder judiciário. Os dados utilizados são secundários, extraídos de fontes diversas tanto
    nacionais quanto internacionais. Admite-se como hipótese, respectivamente por frentes de
    produções acadêmicas: Que custo com o sistema judiciário brasileiro é relativamente maior e menos
    eficiente do que países com sistemas similares e que tais custos podem estar subavaliados por não
    considerar os custos ocultos decorrentes de atos extrajudiciais. O estudo apoia-se na teoria da
    Escolha Pública, nesse sentido, é explanado como a discricionariedade dos gestores impacta no
    financiamento desse Poder. Os resultados obtidos mostraram que uma política de financiamento
    própria, arrojada, com altas alíquotas e maior arrecadação, não garante necessariamente mais
    eficiência, mas sim a qualidade do gasto dos recursos a disposição. Em contrapartida, uma política
    de sanção a litígios predadores, com prática de alíquotas mais altas, pode repercutir em melhor
    eficiência. Os melhores níveis de eficiência, concentram-se em Tribunais de maior porte, mostrando
    que níveis maiores de trabalho não diminuem a eficiência. Quanto à internacionalização da
    pesquisa, constatou-se que na Europa há países que conseguem concluir um processo com apenas
    5% do tempo de tramitação praticado no Brasil, como também há países que possibilitam um
    dispêndio financeiro por cidadão 89% menor do que no Brasil. Quanto à análise dos custos, o
    serviço extrajudicial apresenta-se como o principal vetor de custos ocultos para atingimento do
    objetivo da Justiça Brasileira, verificou-se que houve inúmeros projetos legislativos para reforma
    do modelo extrajudicial, porém não foram exitosos com alegação de trazer riscos
    financeiros/orçamentários, enquanto o desembolso com a magistratura judiciária é crescente,
    extrapolando assim forte associação a teoria da Escolha Pública. Analisado o período entre 2015 a
    2022, há uma discrepância em 13% entre os custos reais e divulgados, os testes apontam que a
    reformulação da atividade extrajudicial, é a melhor alternativa para a sociedade, visto que
    adicionado ao orçamento da Justiça, seriam necessários menos esforços financeiros advindo da
    sociedade para o financiamento e promoção do alcance dos objetivos do Poder Judiciário.


  • Mostrar Abstract
  • O presente estudo versa sobre os mecanismos de financiamento do Poder Judiciário. Para isso
    analisa a relação custo e eficiência, como também propõe a construção de um novo valor de
    custos da atividade desse poder, tomando como referencial o desembolso do cidadão para
    aquisição dos serviços judiciais ou extrajudiciais. O presente estudo se apresentará no formato de
    artigo, composto por duas produções acadêmicas que se complementam atingindo seu propósito.
    Na primeira será feito um estudo comparativo da justiça brasileira com demais países analisando
    os fatores prepoderantes nos indicadores de eficiência, evidenciando a relação custos e eficiência.
    Na segunda, o escopo do estudo sera afunilado para justiça estadual, considerando o Tribunal de
    Justiça de Pernambuco, analisar-se-á o custo real para a efetiva prestação dos serviços ofertados
    pelo Poder Judiciário no Estado de Pernambuco no ano de 2021, com o inituito de mostrar a
    realidade dos cartórios pernambucanos e como esses são impactados pela política de
    financiamento do poder judiciário. Os dados utilizados são secundários, extraídos de fontes
    diversas tanto nacionais quanto internacionais. Admite-se como hipótese, respectivamente por
    frentes de produções acadêmicas: Que custo com o sistema judiciário brasileiro é relativamente
    maior e menos eficiente do que países com sistemas similares e que tais custos podem estar
    subavaliados por não considerar os custos implícitos decorrentes de atos extrajudiciais. O estudo

    apoia-se na teoria da Escolha Pública e na Teoria dos Custos de Transação, nesse sentido, propõe-
    se verificar via análise documental os valores e alíquotas, praticada entre os tribunais,

    comparando-os com relatório de eficiência a fim de extrapolar o impacto da discricionariedade do
    gestor nos mecanismos de financiamento.

3
  • HIGOR FELIPE CAVALCANTI DE ANDRADE
  • Conflito nas percepções dos Profissionais Contábeis e Empresários das MPMEs da Região Metropolitana do Recife sobre Fatores de Causa Mortis e o Uso da  Informação Contábil
  • Orientador : LUIZ CARLOS MIRANDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUIZ CARLOS MIRANDA
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • JULIANA GONCALVES DE ARAUJO
  • Data: 08/02/2024

  • Mostrar Resumo
  •     


  • Mostrar Abstract
  •                                            

4
  • SUSANE CARLA SOUZA PEREIRA
  • Governança e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: análise nos
    Institutos Federais do Brasil a partir do orçamento público

  • Orientador : FERNANDO GENTIL DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRUNA FACCIN CAMARGO
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • FERNANDO GENTIL DE SOUZA
  • LUCAS ALMEIDA DOS SANTOS
  • Data: 19/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta pesquisa é identificar o cumprimento dos Objetivos de
    Desenvolvimento Sustentável (ODS) pelos Institutos Federais (IF) do Brasil, a partir
    do orçamento público. A falta de orientação metodológica para identificação de
    ações orçamentárias para cumprimento da Agenda dos ODS 2030 pode limitar a
    análise da Governança frente ao gasto público sustentável. Os 17 objetivos
    estabelecidos pela ONU para acabar com a pobreza, proteger o meio ambiente e
    garantir que todas as pessoas possam desfrutar de paz e prosperidade possuem a
    característica de serem transversais. Sendo assim, foi utilizada a Teoria de Redes
    para explicar a classificação de ações a partir do orçamento nos IF. Como
    metodologia, foi utilizada a combinação de diversos modelos existentes utilizados
    por entes federativos com a identificação de seus gastos para a implementação da
    Agenda 2030, com adaptações aplicáveis às instituições de Educação. Foi verificado
    o Plano Plurianual (PPA) como instrumento de planejamento para execução de
    políticas públicas e as ações orçamentárias dispostas na Lei Orçamentária Anual
    como mecanismo de execução das diretrizes traçadas no PPA. Para tanto, foram
    coletadas ações orçamentárias utilizadas pelos IF no ano de 2022, para confrontar
    com as 169 metas dos 17 ODS. As análises indicaram que não houve a instituição
    de metas no PPA 2020-2023 para a promoção do desenvolvimento sustentável pelo
    governo federal. Entretanto, a pesquisa traz como principal conclusão que os IF
    podem contribuir para a Agenda 2030 ao colaborar, de maneira transversal, com o
    alcance de diversos ODS distintos do ODS 4, Educação de qualidade. O estudo
    contribui na prática para a governança pública, com análise que possibilita identificar
    potenciais alternativas para a verificação do desenvolvimento sustentável por órgãos
    públicos, além de ser capaz de auxiliar no direcionamento de prioridades
    estratégicas para a execução das despesas públicas.


  • Mostrar Abstract
  • O objetivo desta pesquisa é identificar o cumprimento dos Objetivos de
    Desenvolvimento Sustentável (ODS) a partir do orçamento público. A falta de
    orientação metodológica para identificação de ações orçamentárias para
    cumprimento da Agenda dos ODS 2030 pode limitar a análise da Governança frente
    ao gasto público sustentável. Os 17 objetivos estabelecidos pela ONU possuem a
    característica de serem transversais. Sendo assim, será utilizada a Teoria de Redes
    para explicar a classificação de ações a partir do orçamento, nos Institutos Federais.
    Como metodologia, será utilizada a técnica desenvolvida pelo município de Belo
    Horizonte, com adaptações aplicáveis à instituições de Educação. O estudo espera
    contribuir na prática para a governança pública, com metodologia que identifique
    potenciais objetivos. Espera-se alcançar a contribuição teórica mediante
    identificação das bases da teoria das Redes para as ODS.

5
  • SILVANA VIEIRA FRANÇA
  • TESOURO GERENCIAL E IPSAS 17:

    Uma análise do controle patrimonial dos bens imóveis nos Institutos Federais

    da Região Nordeste

  • Orientador : FERNANDO GENTIL DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRUNA FACCIN CAMARGO
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • FERNANDO GENTIL DE SOUZA
  • LUCAS ALMEIDA DOS SANTOS
  • Data: 19/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação tem o objetivo de analisar as possibilidades do TG acerca
    dos bens imóveis, especificamente das obras já concluídas e não evidenciadas
    como imóveis, dentro do contexto da NBC TSP 07 e da IPSAS17, tendo como objeto
    de análise os IFs da região Nordeste. O problema da pesquisa reside na lacuna
    percebida na efetividade do controle patrimonial, considerando as particularidades
    do Tesouro Gerencial e as diretrizes estabelecidas pela IPSAS 17, especialmente
    dos Institutos Federais do Nordeste. Pretende-se com isso realizar uma análise
    aprofundada desses desafios, identificando as lacunas e propondo melhorias para
    otimizar a gestão patrimonial. A metodologia adotada abrange uma revisão
    sistemática da literatura relacionada ao Tesouro Gerencial, IPSAS 17 e gestão
    patrimonial, seguida por uma pesquisa de campo nos Institutos Federais da Região
    Nordeste. Os resultados esperados incluem a identificação de práticas eficazes e
    deficiências no controle patrimonial, bem como propostas de aprimoramento
    alinhadas ao Tesouro Gerencial e às diretrizes da IPSAS 17. Este estudo visa
    contribuir para a eficácia da gestão patrimonial nos Institutos Federais,
    proporcionando insights valiosos para aprimoramentos futuros e promovendo uma
    gestão financeira mais alinhada às boas práticas contábeis internacionais.


  • Mostrar Abstract
  • A pesquisa tem como objetivo analisar o uso do Sistema Tesouro Gerencial
    (TG), dentro do contexto da International Public Sector Accounting Standard (IPSAS)
    número 17, referente ao Ativo Imobilizado, nos Institutos Federais (IFs) de Educação
    no Brasil. A dissertação é proposta em dois capítulos. O primeiro capítulo, verificará
    como o TG pode contribuir para o fornecimento de informações gerenciais úteis para
    auxiliar os gestores na tomada de decisões, a partir de uma perspectiva patrimonial, enfocada nos preceitos do imobilizado trazidos pela IPSAS17, considerando a
    importância do patrimônio público, objeto da contabilidade. Para isso, será extraído
    relatórios do TG, sob o enfoque patrimonial. O segundo capítulo, identificará o perfil
    dos contadores dos IFs do Brasil e os relatórios utilizados para auxiliar os gestores
    na tomada de decisões. Nos dois capítulos qualitativos serão métodos de pesquisa
    bibliográfica, descritiva e documental. No capítulo 2 será aplicado questionário aos
    contadores dos IFs do Brasil. Esta pesquisa é relevante pois o TG disponibiliza
    possibilidades de análises que não são utilizadas pelos gestores públicos dos IFs e
    poderiam contribuir para análises gerenciais e cumprimento da IPSAS e tomada de
    decisões. 

6
  • NICKOLAS PATRICK GARCIA DUARTE
  • AS RELAÇÕES DAS CARACTERÍSTICAS DOS CONSELHOS DE ADMINISTRAÇÃO E DAS PRESSÕES INSTITUCIONAIS SOBRE A QUALIDADE DOS RELATÓRIOS DE SUSTENTABILIDADE DAS EMPRESAS BRASILEIRAS

  • Orientador : UMBELINA CRAVO TEIXEIRA LAGIOIA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • UMBELINA CRAVO TEIXEIRA LAGIOIA
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • JULIANA GONCALVES DE ARAUJO
  • Data: 22/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • A dissertação aborda a qualidade e integração dos Relatórios de Sustentabilidade das entidades brasileiras, verificando os fatores internos e externos às entidades que podem apresentar relação sobre a divulgação. O documento está segregado em três seções principais (artigos), distintas. Primeira, foi realizada uma revisão sistemática da literatura sobre os fatores que possam influenciar a qualidade dos relatórios de sustentabilidade. Segunda, foram avaliados os relatórios de sustentabilidade das empresas brasileiras em função das características dos conselhos de administração. Terceira, foi realizada uma análise sobre a qualidade da divulgação em relação às pressões institucionais observadas por meio dos isomorfismos mimético e normativo. A amostra da pesquisa é composta pelas empresas participantes do Índice iBovespa. Resultando em 381 observações, dispersas entre os anos de 2014 e 2022. Para avaliação do nível de integração e qualidade das informações dispostas nos relatórios, será utilizado o modelo proposto por Sun et. al. (2022), que resultará em um Índice de Qualidade com pontuação variando entre 0 e 63 para cada relatório-ano analisado. Como resultados, foi realizado no primeiro artigo, um levantamento dos fatores presentes na literatura que influenciam a qualidade dos relatórios, permitindo o refinamento das demais seções. O segundo artigo apresentou relação positiva para as variáveis de Independência do conselho, Asseguração Externa e Adoção do GRI, além de demonstra uma relação negativa com o Tamanho dos Conselhos de Administração. O terceiro, demonstrou relação positiva para as variáveis de participação em índices como ISE e participação no Prêmio ABRASCA, além da variável Participação Acionária do Governo apresentar relação positiva com a qualidade dos relatórios de sustentabilidade. Como produto, as três seções contribuem para o aprimoramento da qualidade dos relatórios nacionais de sustentabilidade, incentivando empresas e formuladores de políticas a melhorar seus mecanismos institucionais e de governança corporativa, além de alertar investidores sobre medidas como asseguração externa dos relatórios e a adoção de metodologias de divulgação, como o GRI, que têm um efeito positivo sobre a qualidade dos relatórios.


  • Mostrar Abstract
  • O projeto busca abordar a qualidade e integração dos Relatórios de Sustentabilidade e
    Responsabilidade Social, verificando os fatores internos e externos às entidades que podem
    apresentar influência sobre a divulgação. A proposta está segregada em três projetos distintos.
    Primeiro, foi realizada uma revisão sistemática da literatura sobre os fatores que possam
    influenciar a qualidade dos relatórios de sustentabilidade. Segundo, pretende-se avaliar a
    qualidade dos Relatórios de Sustentabilidade em relação às características dos conselhos e
    iniciativas de governança e divulgação. Terceiro, busca relacionar a qualidade da divulgação com
    as pressões institucionais observadas por meio dos isomorfismos mimético e normativo. A
    amostra da pesquisa será composta pela carteira iBovespa 2023, representada por 84 empresas.
    Para avaliação do nível de integração e qualidade das informações dispostas nos relatórios, serão
    observados nove tópicos distintos relacionados aos interessados, que resultarão em um índice
    composto com pontuação variando entre 0 e 72 para cada relatório/empresa analisados nos anos
    de 2018 a 2022. As características internas (composição de conselho; tamanho dos conselhos;
    dualidade dos CEO; asseguração dos relatórios) e características externas (comportamento
    miméticos de empresas do mesmo setor; sensibilidade ao meio ambiente; qualificação contábil
    dos CEO) serão relacionadas ao índice de qualidade coletado na pesquisa buscando as relações de
    influência do processo de divulgação. Espera-se como resultados acrescentar na compreensão em
    como as empresas reagem às expectativas dos interessados observando a qualidade dos relatórios.
    Assim como, espera-se contribuir para que empresas e reguladores possam adotar mecanismos
    distintos visando incrementar a qualidade da divulgação em sustentabilidade.

7
  • FERNANDA BORGES DE ARAÚJO
  • A influência de vieses cognitivos e viés motivacional na tomada de decisão sobre orçamento público: evidência experimental em um instituto federal de educação.

  • Orientador : LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CARLOS EDUARDO FACIN LAVARDA
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • Data: 22/02/2024

  • Mostrar Resumo
  •     

    A pesquisa aqui desenvolvida, através de um experimento laboratorial, investigou o
    efeito da ancoragem, status quo, enquadramento e excesso de confiança nas
    decisões sobre orçamento público dos gestores do Instituto Federal de Educação,
    Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), sob o teste de diferentes vieses cognitivos
    derivados da teoria do prospecto e viés motivacional no contexto de execução da
    despesa orçamentária e gestão pública. A natureza da tarefa experimental consistiu
    na manipulação de situações hipotéticas de tomada de decisão, em um cenário
    realista, com o objetivo de verificar se os vieses cognitivos e o viés motivacional,
    manifestavam-se nas respostas dos gestores pesquisados. O design experimental
    do tipo within-participants e a coleta de dados foram extraídos pela aplicação de
    questionário (presencial e on-line) aos membros do colégio de dirigentes (CODIR)
    do IFBA - gestores, possuindo mais de cinco anos de exercício na Instituição. A
    variável independente “conhecimento” foi manipulada e a “experiência” mensurada,
    através de situações concretas. Os resultados demonstraram que as tomadas de
    decisões dos gestores do IFBA e os seus julgamentos sobre a execução da despesa
    pública foram influenciadas pelos vieses cognitivos e motivacional; demonstrando
    gestores excessivamente confiantes, mesmo em decisões erradas. Os achados
    contribuem para a administração pública comportamental, avanço em políticas de
    gestão pública e suas organizações, tomada de decisão gerencial, replicando
    estudos anteriores e ampliando no sentindo de as manipulações refletirem situações
    de um cenário real de decisão daqueles que efetivamente exercem o papel principal
    de decidir sobre a execução da despesa nas unidades gerenciadas.


  • Mostrar Abstract
  •     

8
  • FERNANDO SANTOS DA PAIXÃO
  • Evidências da relação entre a adoção de IPSAS nos países e a
    transformação digital no setor público das economias mundiais

  • Orientador : DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • JOAO MARCELO ALVES MACEDO
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • Data: 23/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Evidências da relação entre a adoção de IPSAS nos países e a
    transformação digital no setor público das economias mundiais


  • Mostrar Abstract
  • Evidências da relação entre a adoção de IPSAS nos países e a
    transformação digital no setor público das economias mundiais

9
  • CAIO ARRUDA SOUZA HENRIQUES
  • Evidências do impacto da Lei das Estatais no tax avoidance de Empresas Estatais

  • Orientador : VINICIUS GOMES MARTINS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • ROBÉRIO DANTAS DE FRANÇA
  • VINICIUS GOMES MARTINS
  • Data: 26/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa tem como objetivo analisar qual o impacto da Lei 13.303/16 no tax avoidance de Empresas Estatais listadas na B3. Para isto, o trabalho explora a variação exógena na governança corporativa das empresas estatais brasileiras listadas na B3, decorrente da promulgação da Lei 13.303/16, por meio de um desenho quase-experimental com o uso da técnica de Diferenças em Diferenças (DID). As evidências apresentadas por esta pesquisa podem apontar caminhos acerca das regras legislativas sobre a gestão das empresas estatais listadas na B3. Os resultados evidenciaram que a Lei impactou o tax avoidance fazendo as firmas do grupo de tratamento reduzirem a ETR, fato este que pode ser explicado pelo incremento na eficiência nas atividades e gestão das empresas em consequência das novas regras e práticas adotadas devido a Lei. A pesquisa também contribui com a discussão em torno da Lei 13.303/16, além de ser uma oportunidade para a compreensão da eficácia dessa Lei para as estatais por meio de um método de inferência causal, vista sob a ótica da governança corporativa e do tax avoidance.


  • Mostrar Abstract
  • A literatura que investiga as razões por trás do planejamento tributário agressivo tem crescido significativamente. Uma explicação amplamente discutida é o papel da transparência corporativa nesse fenômeno (Wang, 2010; Taylor & Richardson, 2014; Chen et al., 2014; Balakrishnan et al., 2018). No entanto, ainda não existe um consenso estabelecido sobre à relação entre essas variáveis, devido aos resultados mistos encontrados em termos de significância estatística e direção das relações. Essas inconsistências podem ser atribuídas às limitações empíricas dos estudos de associação, em particular à endogeneidade das variáveis utilizadas, o que dificulta a identificação de possíveis efeitos causais entre esses fatores (Kerr, 2019). Com o intuito de superar as limitações dos estudos de associação e fornecer à literatura evidências robustas sobre o fenômeno em questão, esta pesquisa se propõe a analisar o efeito causal da transparência corporativa na agressividade tributária. Para isso, será explorada a variação exógena na transparência corporativa das empresas estatais brasileiras listadas na B3, decorrente da promulgação da Lei 13.303/2016 (Lei das Estatais).  Para isso, esta proposta de pesquisa utilizará um desenho de DID para explorar a resposta causal da agressividade tributária em função da variação exógena na transparência das firmas estatais em razão da mudança legal. Esse tipo de técnica permitirá estabelecer inferências causais mais precisas entre as variáveis analisadas. Utilizar-se-á uma amostra com as empresas listadas na B³, no período de 2010 a 2019. Os anos de 2020, 2021 e 2022 não farão parte da amostra devido ao impacto da pandemia do COVID-19, o que poderia afetar as variáveis e trazer algum viés para esta pesquisa. Já a escolha do período a partir do ano de 2010 se deu pela mudança do padrão contábil brasileiro ao padrão internacional da IFRS, com o advento da Lei Nº 11.638/2007.

10
  • ALEXANDRE ROGÉRIO SANTANA DA SILVA
  • Análise da Relação da Assistência Estudantil com o
    Desempenho Acadêmico



  • Orientador : DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • JOAO MARCELO ALVES MACEDO
  • LUIZ CARLOS MIRANDA
  • Data: 28/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Análise da Relação da Assistência Estudantil com o
    Desempenho Acadêmico


  • Mostrar Abstract
  • Análise da Relação da Assistência Estudantil com o
    Desempenho Acadêmico

11
  • IANE MARIA SILVA PEREIRA
  • BLENDED FINANCE: UMA ESTRUTURA PARA ALAVANCAR INVESTIMENTOS PARA O ALCANCE DOS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL


  • Orientador : CHARLES ULISES DE MONTREUIL CARMONA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CHARLES ULISES DE MONTREUIL CARMONA
  • RAIMUNDO NONATO RODRIGUES
  • SHEILA SAYURI KATAOKA
  • Data: 28/02/2024

  • Mostrar Resumo
  • Blended Finance é uma estrutura utilizada mundialmente de forma estratégica, para alavancar investimentos que contribuam para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), desse modo, diferentes tipos de organizações públicas e privadas, buscam cada vez mais se envolver estrategicamente nas estrutura de blending nos países em desenvolvimento apoiando iniciativas e projetos sustentáveis. A presente pesquisa teve como objetivo analisar os impactos da utilização do Blended Finance em busca do alcance dos ODS, em projetos ou iniciativas de sustentabilidade com foco climático. Para isso, a pesquisa enfocou em uma abordagem qualiquantitativa e foi utilizado o software Microsoft Excel para a análise dos dados quantitativos e produção de estatísticas descritivas. Os resultados apontaram que os países de renda média e setores como o de energia são priorizados pelos investidores. A utilização de capital concessional de fontes públicas e instituições de desenvolvimento que equilibram os riscos financeiros, a evidenciação dos impactos através de métricas quantitativas e projetos de baixo risco são os principais fatores que contribuem para a maximização de recursos. Em relação às fontes de financiamentos destacam-se os Multilateral Development Banks (MDB) e as Development Finance Institutions (DFI) sendo estes os fornecedores de recursos mais frequentes nos projetos analisados, além da forte participação do setor privado nos financiamentos, que tende a crescer. Para pesquisas futuras, sugere-se investigar a evidenciação das métricas de impacto e a utilização de instrumentos não subvencionais pela GEF que promovem a capacidade de seus projetos gerarem retornos financeiros.


  • Mostrar Abstract
  •          


12
  • LARISSA SAUANE MELQUIADES DA ROCHA PEREIRA
  • GERENCIAMENTO DE RESULTADOS ORÇAMENTÁRIOS MUNICIPAIS EM PERÍODOS ELEITORAIS: AS CARACTERÍSTICAS DOS GESTORES IMPORTAM?

  • Orientador : VINICIUS GOMES MARTINS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIMAS BARRETO DE QUEIROZ
  • FERNANDO GENTIL DE SOUZA
  • VINICIUS GOMES MARTINS
  • Data: 08/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa visa investigar se as características dos gestores impactam no gerenciamento de resultados realizado no período eleitoral. O cenário empírico para análise são os municípios baianos e as características observadas dos prefeitos foram gênero, idade, experiência funcional e educação formal. Para esse fim, utilizou-se regressões de dados em painel com efeitos fixos, com dados de 2015 a 2022. Como proxy para o gerenciamento de resultados foram utilizados accruals orçamentários discricionários. As evidências encontradas mostram que, em termos médios, há uma maior probabilidade dos prefeitos baianos de se envolverem em gerenciamento de resultados orçamentários durante o ciclo eleitoral, em específico, no ano pré-eleitoral, quando estes são do gênero masculino. Os resultados também sugerem que prefeitos (independente do gênero) mais novos em anos pré-eleitorais possuem uma maior inclinação para a prática de gerenciamento de resultados orçamentários. Entretanto, não houveram evidências estatísticas significantes para inferir sobre os possíveis efeitos das características experiência prévia em gestão e formação em ensino superior. A conclusão central desta pesquisa indica que a capacidade explicativa da escolha contábil oportunista cresce quando se adota uma abordagem abrangente, com concordância teórica que engloba condições econômicas e fatores comportamentais, os quais refletem as características e idiossincrasias dos indivíduos.


  • Mostrar Abstract
  • As motivações por trás dos comportamentos oportunistas no contexto do gerenciamento de resultados no âmbito municipal se revelam, portanto, um tema de grande interesse para os pesquisadores, uma vez que não há um consenso teórico e empírico estabelecido sobre os fatores que levam os gestores públicos a manipularem os números contábeis, tampouco se suas características individuais colaboraram para uma maior inclinação para a prática oportunista. Essa falta de consenso reflete uma carência de evidências empíricas robustas nessa área de estudo (Bisogno & Donatella, 2022). Visando contribuir para a mitigação dessa lacuna, esta proposta de pesquisa tem como objetivo identificar motivações associadas às práticas de gerenciamento de resultados no âmbito dos municípios baianos e explorar a intensidade, das potenciais motivações, em função de características demográficas dos gestores municipais. Ao considerar uma perspectiva multifatorial, esta pesquisa pode trazer contribuições para a literatura. Para isso, propõe-se explorar se as motivações ciclo eleitoral, legislação e sociodemográficas do município possuem alguma associação sobre o gerenciamento de resultados por parte dos prefeitos locais baianos, além disso, condicionar a intensidade dessas possíveis associações com a características demográficas dos prefeitos. Os resultados da pesquisa podem fornecer e ampliar informações sobre quais motivações mais impactam o comportamento oportunístico dos prefeitos e como essas estão associadas às características demográficas dos prefeitos, algo que pode ser do interesse dos cidadãos, reguladores e demais partes interessadas em utilizar as demonstrações contábeis para tomar decisões. Para órgãos de controle e reguladores, que podem utilizar os achados para analisar os critérios de risco sobre o gerenciamento de resultados e no auxílio no processo de fiscalização dessas instituições, possibilitando o desenvolvimento e/ou atualização de normativos sobre o tema. 

13
  • JOHNATAN BEZERRA DE MELO
  • Os papéis da padronização internacional das normas contábeis
    no setor público e da cultura nacional no desenvolvimento do
    governo eletrônico: Evidência global

  • Orientador : DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • LUIZ CARLOS MIRANDA
  • ROMMEL DE SANTANA FREIRE
  • Data: 24/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • Os papéis da padronização internacional das normas contábeis
    no setor público e da cultura nacional no desenvolvimento do
    governo eletrônico: Evidência global


  • Mostrar Abstract
  • Os papéis da padronização internacional das normas contábeis
    no setor público e da cultura nacional no desenvolvimento do
    governo eletrônico: Evidência global

14
  • YURI VIANA DA MOTA
  • DISCLOSURE AND PANDEMIC RISK: ANALYSIS OF DISCLOSURE ABOUT PANDEMIC RISKS BY HEALTH INSURANCE COMPANIES IN BRAZIL

     
  • Orientador : KATHERINE ELIZABETH HORTON
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALDO LEONARDO CUNHA CALLADO
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • KATHERINE ELIZABETH HORTON
  • Data: 24/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • DISCLOSURE AND PANDEMIC RISK: ANALYSIS OF DISCLOSURE ABOUT PANDEMIC RISKS BY HEALTH INSURANCE COMPANIES IN BRAZIL

     

  • Mostrar Abstract
  • Evidence of the need for disclosure of prospective pandemic risk in health care
    insurance: an approach based on the RBC and VBM of Brazilian entities

15
  • ALINE DUARTE DA SILVA
  • EMPREENDEDORAS EM AÇÃO: PRÁTICAS DE
    CONTROLE INTERNO FISCAL EM PEQUENOS
    NEGÓCIOS

  • Orientador : ANA LUCIA FONTES DE SOUZA VASCONCELOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA LUCIA FONTES DE SOUZA VASCONCELOS
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • LILIANE CRISTINA SEGURA
  • Data: 29/07/2024

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem como objetivo analisar como as metodologias ativas educacionais, na modalidade Blended Learning, podem contribuir para a educação fiscal. Estudos anteriores evidenciam a necessidade de aprofundamento nesse tema. Esta obra será composta por dois artigos que investigarão das mencionadas metodologias. O primeiro artigo abordará a percepção de aprendizagem dos discentes de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Pernambuco, no que tange à educação fiscal por meio da utilização de metodologias ativas educacionais (Especificamente, Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP), Aprendizagem Baseada em Projetos (PBL), sala de aula invertida, gamificação e a aprendizagem por meio do uso da inteligência artificial, especificamente, o ChatGPT). Neste sentido, será utilizado questionário encaminhado por e-mail institucional. O segundo artigo, demanda a aplicação das metodologias e ferramentas, pois buscará analisar a aprendizagem a partir do uso destes. Trata-se de uma pesquisa de métodos mistos, isto é, utilizará a técnica de triangulação metodológica (qualitativa e quantitativa), exploratória e descritiva, com critérios de seleção da amostra baseados na formação e acessibilidade dos respondentes. Considerando a disparidade de informações entre a população (principal) e o Estado (agente), uma das bases teóricas fundamentais deste estudo é a Teoria da Agência. Essa teoria é complementada pela Teoria da Aprendizagem, a qual é utilizada para fundamentar a relação entre a educação fiscal e as metodologias ativas. A técnica de análise de dados utilizada a estatística descritiva e a análise de conteúdo. Serão utilizados os softwares de análise textual Iramuteq, além do Microsoft Excel e do Google Forms. Dessa forma, o trabalho tenciona colaborar para o aprimoramento do processo de ensino-aprendizagem por meio de metodologias ativas educacionais aplicadas aos conteúdos fiscais, deste modo, promovendo a conscientização fiscal e o pleno exercício da cidadania.


  • Mostrar Abstract
  • O presente estudo tem como objetivo analisar como as metodologias ativas educacionais, na modalidade Blended Learning, podem contribuir para a educação fiscal. Estudos anteriores evidenciam a necessidade de aprofundamento nesse tema. Esta obra será composta por dois artigos que investigarão das mencionadas metodologias. O primeiro artigo abordará a percepção de aprendizagem dos discentes de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Pernambuco, no que tange à educação fiscal por meio da utilização de metodologias ativas educacionais (Especificamente, Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP), Aprendizagem Baseada em Projetos (PBL), sala de aula invertida, gamificação e a aprendizagem por meio do uso da inteligência artificial, especificamente, o ChatGPT). Neste sentido, será utilizado questionário encaminhado por e-mail institucional. O segundo artigo, demanda a aplicação das metodologias e ferramentas, pois buscará analisar a aprendizagem a partir do uso destes. Trata-se de uma pesquisa de métodos mistos, isto é, utilizará a técnica de triangulação metodológica (qualitativa e quantitativa), exploratória e descritiva, com critérios de seleção da amostra baseados na formação e acessibilidade dos respondentes. Considerando a disparidade de informações entre a população (principal) e o Estado (agente), uma das bases teóricas fundamentais deste estudo é a Teoria da Agência. Essa teoria é complementada pela Teoria da Aprendizagem, a qual é utilizada para fundamentar a relação entre a educação fiscal e as metodologias ativas. A técnica de análise de dados utilizada a estatística descritiva e a análise de conteúdo. Serão utilizados os softwares de análise textual Iramuteq, além do Microsoft Excel e do Google Forms. Dessa forma, o trabalho tenciona colaborar para o aprimoramento do processo de ensino-aprendizagem por meio de metodologias ativas educacionais aplicadas aos conteúdos fiscais, deste modo, promovendo a conscientização fiscal e o pleno exercício da cidadania.

Teses
1
  • ARTHUR DO NASCIMENTO FERREIRA BARROS
  • EXAMINING INCENTIVE CONTRACTS FOR WHISTLEBLOWING INTENTIONS: A SYSTEMATIC-EXPERIMENTAL APPROACH

     
  • Orientador : KATHERINE ELIZABETH HORTON
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDSON BRAGA DE AGUIAR
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • JOSÉ ALONSO BORBA
  • KATHERINE ELIZABETH HORTON
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • Data: 21/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • This proposal aims to answer if a combined reward-penalty incentive contract would
    increase whistleblowing intentions compared to individual contracts (rewards or penalties). In
    addition, it aims to test if a combined reward-penalty incentive contract would increase
    whistleblowing intentions when the whistle-blower has a close relationship with the
    perpetrator compared to when the whistle-blower does not have a close relationship with the
    perpetrator, and when the wrongdoer has high status compared to when the wrongdoer has
    low status. I intend to perform three between-participants experiments. One 3 x 1, in which I
    will manipulate the Incentive Contract (reward versus penalty versus reward-penalty). In
    addition, two 3 x 2 where I will manipulate (1) the Closeness of the working relationship
    (close versus not close) and (2) the Status of the wrong doer (low versus high), both
    interacting with the incentive contract manipulation. I propose to randomly assign
    professionals using the Prolific© tool and participants will be presented with a case scenario
    adapted from pre-validated experimental designs. I also intend to perform a systematic
    review of the literature on whistleblowing and incentive contracts. Currently, I am collecting
    data to do the first screening and am selecting the papers that will compose the sample.


  • Mostrar Abstract
  • This proposal aims to answer if a combined reward-penalty incentive contract would
    increase whistleblowing intentions compared to individual contracts (rewards or penalties). In
    addition, it aims to test if a combined reward-penalty incentive contract would increase
    whistleblowing intentions when the whistle-blower has a close relationship with the
    perpetrator compared to when the whistle-blower does not have a close relationship with the
    perpetrator, and when the wrongdoer has high status compared to when the wrongdoer has
    low status. I intend to perform three between-participants experiments. One 3 x 1, in which I
    will manipulate the Incentive Contract (reward versus penalty versus reward-penalty). In
    addition, two 3 x 2 where I will manipulate (1) the Closeness of the working relationship
    (close versus not close) and (2) the Status of the wrong doer (low versus high), both
    interacting with the incentive contract manipulation. I propose to randomly assign
    professionals using the Prolific© tool and participants will be presented with a case scenario
    adapted from pre-validated experimental designs. I also intend to perform a systematic
    review of the literature on whistleblowing and incentive contracts. Currently, I am collecting
    data to do the first screening and am selecting the papers that will compose the sample.

2023
Dissertações
1
  • LUCIANA DE MORAIS ARRUDA
  • Determinantes do Nível de Adequação Entre as Práticas de
    Controle Interno das Instituições Federais de Ensino Superior
    Brasileiro e o Modelo Coso-ERM

  • Orientador : JERONYMO JOSE LIBONATI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CHARLES ULISES DE MONTREUIL CARMONA
  • JERONYMO JOSE LIBONATI
  • JOSE LINDENBERG JULIAO XAVIER FILHO
  • Data: 02/02/2023

  • Mostrar Resumo
  •        

    O objetivo desta pesquisa foi identificar os determinantes do nível de adequação das práticas

    de controle interno das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) Brasileiras ao COSO-
    ERM. Nesse sentido, a pesquisa contribui proporcionando informações relevantes para outros

    pesquisadores do tema, visto que são capazes de produzir um conjunto de conhecimento, por
    meio da análise e reflexão crítica sobre a produção científica, além de servir como um
    diagnóstico para investigar o tema central da pesquisa. Em relação à metodologia,
    questionários foram enviados com questões relacionadas aos cinco componentes do COSO
    ERM 2007 (Governança e Cultura, Estratégia e Definição de Objetivos; Performance; Análise
    e Revisão; e Informação, Comunicação e Divulgação) a 107 IFES e a partir das respostas,
    pôde-se avaliar as práticas de controle interno de 75 instituições a fim de calcular o nível de
    adequação destas práticas em relação ao framework do COSO-ERM. O nível de adequação ao
    COSO foi a variável dependente escolhida para esta pesquisa, calculado levando-se em conta
    o número de questões do questionário (18) e a escala likert de 0 a 4, logo a pontuação mínima
    atingida é 0 e a máxima é 72. As variáveis independentes foram divididas em perfil dos
    respondentes (função, formação, tempo na função e idade) e características das IFES (tipo,
    localização geográfica, receitas/despesas e tempo de existência). Os principais achados
    mostraram que o nível de adequação mais prevalente foi Baixo (38,9%) para a amostra,
    contudo, para os Institutos o nível de adequação foi médio (41,1%). As informações
    financeiras e o tempo de funcionamento das IFES não estão associadas ao nível de adequação
    Baixo/Muito baixo ou Médio/Alto. Analisando a pontuação média dos scores referente ao
    nível de adequação, foi possível observar também que os profissionais que atuavam no
    gabinete do Reitor apresentaram maior pontuação (50,3) em comparação aos demais setores.
    Excetuando-se os profissionais que constam como “outros” no questionário, os profissionais
    com formação em administração apresentaram a segunda maior pontuação do nível de
    adequação (40,6) já aqueles que percebiam o estágio da implementação do For Risk na sua
    instituição como implantado ou parcialmente implantado apresentaram maior pontuação (60,0
    e 57,5, respectivamente). As demais características: Tipo de Instituição, Tempo na Função,
    Idade e Localização Geográfica não foram significativas na análise.


  • Mostrar Abstract
  •        
2
  • JEFFERSON TADEU PEREIRA
  • GOVERNANÇA PÚBLICA E ACCOUNTABILITY NOS MUNICÍPIOS DE
    ALAGOAS: UMA ANÁLISE A PARTIR DOS RELATÓRIOS DE CONTROLE
    INTERNO
  • Orientador : FERNANDO GENTIL DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BRUNA FACCIN CAMARGO
  • LUCAS ALMEIDA DOS SANTOS
  • FERNANDO GENTIL DE SOUZA
  • Data: 14/02/2023

  • Mostrar Resumo
  • A Constituição Federal de 1988 prevê diversos tipos de controle institucionais, além da
    garantia do controle social por parte da população em geral como mecanismos de democracia.
    Esse controle tem como fundamento básico a transparência da informação pública. O objetivo
    deste estudo é analisar a correlação do nível de transparência dos relatórios de gestão emitidos
    pelas unidades de controle interno com as características administrativas e indicadores
    socioeconômicos dos municípios. Foi realizada uma pesquisa empírica para analisar o nível
    de transparência apresentado nos Relatórios de 2018, com base na amostra de 40 municípios
    incluídos entre os 102 do estado de Alagoas. Para isso, foi desenvolvido um Índice de
    Transparência de Relatórios do Controle Interno (ITRCI), com base em estudos nacionais e
    internacionais, com o objetivo de verificar o nível de evidência das informações públicas
    apresentadas nos relatórios anuais e os incentivos que afetam essa divulgação. O estudo indica
    que, em média, os níveis de transparência pública dos relatórios são baixos (15,7%), sem
    contribuições significativas para o controle da administração pública. Além disso, pode-se
    concluir que não há correlação linear entre as condições socioeconômicas dos municípios e os
    níveis de transparência na evidência de informações sobre gestão pública, segundo o
    coeficiente de correlação da Pearson. Por outro lado, pode-se considerar que há uma
    correlação positiva entre as características administrativas dos municípios que possuem
    servidores de carreira (efetivos) lotados na unidade de controle interno e os níveis de
    transparência evidenciados.

  • Mostrar Abstract
  • Existe Informação Útil fora do Portal da Tranparência? Uma análise à luz dos relatórios de gestão das prefeituras alagoanas. 

3
  • RILDO TEIXEIRA LEITÃO JUNIOR
  • Determinantes do Prêmio de Controle em Processos de
    Aquisição do Mercado Brasileiro à luz do Valor de Controle e
    suas Métricas de Valuation

  • Orientador : MAURICIO ASSUERO LIMA DE FREITAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSETE FLORENCIO DOS SANTOS
  • MAURICIO ASSUERO LIMA DE FREITAS
  • UMBELINA CRAVO TEIXEIRA LAGIOIA
  • Data: 23/02/2023

  • Mostrar Resumo
  •    

    A aquisição do controle de uma empresa envolve, muitas vezes, o pagamento de
    prêmio, um valor adicional ao preço de mercado dessa companhia, conhecido como
    prêmio pelo controle. Esse prêmio pode estar relacionado à possibilidade de
    expropriação de direitos dos acionistas minoritários, como também, ao potencial de
    criação de valor da empresa adquirida a partir de mudanças em suas políticas
    financeiras, o denominado valor de controle. O objetivo deste trabalho é investigar
    se o valor de controle pode explicar os prêmios de controle registrados em
    processos de aquisição de empresas no mercado brasileiro. Foi realizada uma
    pesquisa quantitativa, por meio de estatística descritiva e econométrica, para
    analisar o comportamento do valor de controle e dos prêmios e avaliar a relação de
    impacto entre essas variáveis, em 20 aquisições de controle de empresas que
    registraram oferta pública de ações entre 2004 e 2020. Para isso, o valor econômico
    da empresa foi estimado sob duas condições: (i) valor econômico contido nos laudos
    de avaliação dos processos oferta pública de ações; (ii) reavaliação dessas
    empresas utilizando medidas ótimas de desempenho. A diferença entre ambas foi
    definida como o valor de controle para efeito de medição do impacto do potencial de
    criação de valor nos prêmios de controle, sendo utilizado o método do fluxo de caixa
    descontado para estimar o valor econômico das companhias. O estudo indica que
    houve um prêmio médio de 27% e que 60% das empresas apresentaram valor de
    controle, ou seja, potencial de criação de valor, sendo esse valor incremental de, em
    média, 124%. O coeficiente de correlação de Pearson apontou uma forte correção
    positiva entre o valor de controle e o prêmio, 0,94, e o teste t de diferença entre
    média indicou não haver diferenças estatisticamente significativas entre a média do
    prêmio de controle e a média do valor de controle. As regressões lineares, simples e
    múltipla, evidenciaram que o valor de controle explicou 90% das variações no
    prêmio e que cada variação de R$ 1 milhão no valor de controle impacta em R$ 180
    mil o prêmio pelo controle, sendo que, o potencial de criação de valor está
    concentrado no período da perpetuidade do valor econômico da empresa. O teste de
    Wilcoxon indicou que o lucro operacional antes das despesas financeiras e a
    variação das necessidades de capital de giro foram as variáveis intrínsecas do fluxo
    de caixa que impactaram o valor de controle no período da perpetuidade.


  • Mostrar Abstract
  •    

4
  • FILIPE FERREIRA DOS SANTOS
  • A INFLUÊNCIA DA RELIGIOSIDADE SOBRE O CONSERVADORISMO: UM
    ESTUDO SOBRE O JULGAMENTO DE CONTADORES

  • Orientador : DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • RIACRDO SUAVE
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • RAQUEL WILLE SARQUIS
  • Data: 24/02/2023

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa tem como objetivo identificar se a religiosidade e fatores como
    gênero, idade, nível de escolarização, experiência profissional e localização geográfica
    podem influenciar o julgamento e a prática do conservadorismo dos profissionais em
    contabilidade. A amostra é composta por observações brasileiras e portuguesas e conta
    com a participação de 223 profissionais brasileiros e 113 profissionais portugueses. Como
    instrumento de coleta de dados, um questionário foi aplicado aos profissionais buscando
    conhecer o perfil desses respondentes e os colocando diante de situações simuladas do
    dia a dia do profissional de contabilidade com o intuito de avaliar se seus comportamentos
    são influenciados pela presença da religiosidade em suas vidas. A partir das respostas
    enviadas pelos participantes, os dados foram analisados por meio da estatística descritiva,
    análise fatorial, bem como estimou-se modelos de regressão múltipla por mínimos
    quadrados ordinários (MQO). As análises de regressão apontaram relações significativas
    entre a religiosidade e os níveis de conservadorismo contábil. Os resultados também
    indicaram que os profissionais com mais tempo de trabalho são mais conservadores do
    que aqueles que estão nos anos inicias da profissão, além de evidenciar uma relação
    positiva entre o nível de escolaridade e o grau de conservadorismo. Adicionalmente, as
    análises demonstram que os profissionais mais religiosos estão menos relacionados a
    desvios de conduta e comportamento antiético, bem como os profissionais mais jovens
    podem ser mais susceptíveis a comportamentos antiéticos. Por fim, no que se refere às
    variáveis relativas às características individuais de faixa etária, localização geográfica, o
    tipo de religião e o tempo que é adepto àquela religião não foram encontradas
    significância estatística.


  • Mostrar Abstract
  • A INFLUÊNCIA DA
    RELIGIOSIDADE SOBRE O CONSERVADORISMO: UM ESTUDO COM
    CONTADORES BRASILEIROS E PORTUGUESES.

5
  • RUTH FONSÊCA DE ARAÚJO
  • A NÃO DUALIDADE REDUZ AS PRÁTICAS DE GERENCIAMENTO DE RESULTADOS? Evidências do Brasil

  • Orientador : VINICIUS GOMES MARTINS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CRISTIAN BAÚ DAL MAGRO
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • ORLEANS SILVA MARTINS
  • VINICIUS GOMES MARTINS
  • Data: 27/02/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa analisou se a mudança regulatória ocorrida em 2011, que vedou a
    dualidade de CEO para as empresas inseridas nos segmentos de listagem especiais da
    B3, impactou no gerenciamento de resultados (GR) destas empresas. O GR foi
    mensurado através dos accruals discricionários e das atividades reais, utilizando-se o
    modelo Kothari (2005) e de Roychowdhury (2006), respectivamente. Para isso, foi
    utilizado o método Difference-in-Difference (DiD), estudando-se o efeito causal da não
    dualidade nos outcomes de práticas oportunistas da gestão das firmas. Os dados
    referentes a não dualidade foram coletados dos formulários de referência (FR) de cada
    empresa, enquanto que os dados para a identificação do gerenciamento de resultados
    foram extraídos da plataforma Economatica®, resultando em uma amostra de 110
    empresas, e sendo utilizado o período de 2008 a 2017. Os resultados demonstraram um
    impacto no GR das empresas brasileiras por meio de accruals discricionários, enquanto
    que sem efeitos no GR por atividades reais, o que pode estar atrelado à sua dificuldade
    de detecção. Além disso, testes adicionais foram realizados para a verificação dos
    outcomes, podendo-se observar a persistência dos resultados.


  • Mostrar Abstract
  • IMPACTO DA OBRIGATORIEDADE DA NÃO DUALIDADE DE CEO NO
    GERENCIAMENTO DE RESULTADOS DE EMPRESAS BRASILEIRAS

6
  • MARIA CRISLANY DOS SANTOS OLIVEIRA
  • Network, Vantagem Competitiva e Desempenho em Pequenas
    Empresas

  • Orientador : LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JERONYMO JOSE LIBONATI
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • WENDY BEATRIZ WITT HADDAD CARRARO
  • Data: 10/04/2023

  • Mostrar Resumo
  •            

    O objetivo desse estudo foi analisar os efeitos da network na vantagem competitiva e no
    desempenho organizacional de pequenas empresas. A amostra foi composta por observações
    em sete cidades do agreste pernambucano e contou com a participação de 166 gestores de
    pequenas empresas. Os dados foram coletados utilizando uma survey e em seguida foram
    mensurados fatores representativos das variáveis de interesse. Por fim, procedeu-se à análise
    utilizando a técnica de regressão linear. Os resultados demonstraram que as variáveis não
    foram significativas no modelo, mas revelaram que a network é um fenômeno reconhecido
    pelos proprietários/gestores de pequenas empresas, porém, não é uma técnica amplamente
    estruturada. Este estudo contribuiu para a teoria das redes ao evidenciar como as dinâmicas
    entre ator-rede estão sendo constituídas em pequenas empresas e por reconhecer o potencial
    instrutivo da network como ferramenta de apoio nas atividades laborais. Adicionalmente,
    fornece dados exclusivos sobre pequenas empresas organizadas em Arranjos Produtivos
    Locais (APL) e reforça o debate sobre a possibilidade de tais organizações atuarem em rede.


  • Mostrar Abstract
  •            

7
  • IGOR GERARD TAVARES PEREIRA
  • CRIPTOATIVOS: um estudo acerca do tratamento contábil
    adotado por empresas listadas na Securities and Exchange
    Comission – SEC

  • Orientador : FILIPE COSTA DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FILIPE COSTA DE SOUZA
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • RODRIGO VICENTE DOS PRAZERES
  • Data: 30/08/2023

  • Mostrar Resumo
  •      

    A necessidade de buscar novas formas de ganhos levou diversas entidades à adesão de
    Criptoativos, reproduzindo a necessidade de compreensão do tratamento contábil adequado a
    estes Ativos. Desta forma, o presente estudo investigou e discutiu o tratamento contábil de
    Criptoativos adotados por empresas listadas na Securities and Exchange Commission – SEC
    conforme a Tentative Agenda Decision – TAD emitida pela International Standarts
    Accounting Board – IASB em 2019. Este trabalho realizou uma análise de relatórios
    financeiros das empresas norte-americanas listadas na SEC entre os períodos de 2021 e 2022,
    através do emprego da técnica bag-of-words na distinção de evidências de investimentos em
    Criptoativos. Foram analisadas 7 entidades que possuíam registro de aquisições em
    Criptoativos, com obtenções registradas em seus relatórios financeiros anuais como Ativos
    Caixa e Equivalentes de Caixa, Intangíveis, Despesas Antecipadas, Clientes e Recebíveis e
    Ativo/Passivo de Custodiante, além de mensurações por meio do Custo com Perdas por
    Imparidade, Valor Justo e Custo Amortizável. Em geral, as finalidades de aquisição foram
    para investimento/especulação, meio de pagamento e como custodiante, com previsão de
    permanência de longo prazo. Os resultados encontrados permitem indicar que o tratamento
    contábil adotado está inconsistente daquele praticado pela literatura e na proposta incluída
    pelo IASB, por meio da TAD. As limitações de pesquisa incluem o baixo número de
    entidades analisadas conforme descrição literal inserida no banco de dados EDGAR da SEC.
    Como proposta para pesquisas futuras, sugere-se uma investigação em um setor específico
    para expressar o tratamento contábil para Criptoativos emitido por firmas de um segmento de
    atuação econômica com o objetivo de investigar se há concordância.


  • Mostrar Abstract
  •      

8
  • VANÚCIA DE OLIVEIRA SANTOS CAIRES
  • A relação dos estilos de liderança e da inteligência emocional na
    percepção das dimensões do controle interno: Um estudo no
    Instituto Federal da Bahia

  • Orientador : CLAUDIO DE ARAUJO WANDERLEY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIO DE ARAUJO WANDERLEY
  • JERONYMO JOSE LIBONATI
  • JOAO EUDES BEZERRA FILHO
  • Data: 14/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • Grande parte das pesquisas anteriores se voltaram para análise de fatores institucionais e
    organizacionais que afetam o controle interno, desconsiderando fatores pessoais ou
    comportamentais que possam influenciar sua implementação. Nesse contexto, o objetivo desta
    pesquisa foi identificar a relação dos estilos de liderança e da inteligência emocional dos
    gestores das áreas administrativa e de ensino do IFBA na percepção das dimensões do
    controle interno de acordo com os componentes do modelo COSO. Atualmente, o controle
    interno é de relevância fundamental em uma gestão pública, contribuindo para uma boa
    governança, sendo uma importante ferramenta para a transparência dos atos públicos e para
    garantir a eficiência na consecução dos objetivos e metas institucionais. O estudo ocorreu no
    Instituto Federal da Bahia (IFBA) através da aplicação de questionário aos gestores para
    buscar uma melhor compreensão sobre aspectos comportamentais que podem influenciar as
    percepções quanto à importância atribuída ao controle interno. O questionário foi construído
    com base em instrumentos já testados previamente por outros autores sendo enviado
    eletronicamente por meio da plataforma Google Forms, tendo um total de 71 respondentes
    que compuseram a amostra final do estudo. A abordagem metodológica da pesquisa foi
    quantitativa com utilização de estatística descritiva e inferencial, na estratégia de
    levantamento survey, tendo caráter descritivo e explicativo com corte transversal. Os
    resultados indicam que quando os gestores adotam um estilo de liderança transformacional
    tendem a atribuir uma maior relevância às dimensões do controle interno. Por outro lado, não
    foram encontradas evidências estatísticas que demonstram a relação entre as variáveis
    liderança transacional e inteligência emocional com a percepção da importância do controle
    interno. Ademais, foi constatada uma provável relação indireta entre inteligência emocional e
    importância percebida do controle interno, uma vez que, verificou-se uma relação positiva e
    significativa entre inteligência emocional e liderança transformacional. Identificou-se, ainda,
    que há uma diferença de percepção entre o controle interno que os participantes do estudo
    consideram implementado na instituição e a importância que os mesmos atribuem às suas
    dimensões. Dessa forma, é importante uma reflexão nesse sentido para que se possa ajustar as
    estratégias de controle interno alinhando-as com a importância percebida pelos gestores,
    visando aprimorar a eficácia da gestão e a governança da instituição. Por fim, a pesquisa se
    apresenta como uma relevante contribuição para a comunidade acadêmica, possibilitando o
    aprofundamento de discussões sobre a temática, ao atentar para fatores comportamentais que
    podem impactar numa efetiva implementação do controle interno na Administração Pública e,
    por conseguinte, no alcance dos objetivos dessas organizações.


  • Mostrar Abstract
  • Esta pesquisa tem como objetivo identificar a relação dos estilos de liderança e da
    inteligência emocional na percepção das dimensões do controle interno de acordo com os
    componentes do modelo COSO. O estudo ocorrerá através da aplicação de questionário
    aos gestores da área administrativa e de ensino do Instituto Federal de Educação, Ciência
    e Tecnologia da Bahia (IFBA), buscando uma melhor compreensão sobre fatores
    comportamentais que podem impactar nas percepções quanto à importância das
    dimensões do controle interno. Atualmente, o controle interno é de relevância
    fundamental em uma gestão pública, constituindo uma importante ferramenta para a
    transparência dos atos públicos e para garantir a eficiência na consecução dos objetivos e
    metas institucionais. A abordagem metodológica da pesquisa será quantitativa com
    utilização de estatística descritiva e inferencial, na estratégia de levantamento survey,
    tendo caráter descritivo e explicativo com corte transversal. Grande parte das pesquisas
    anteriores se voltaram para análise de fatores institucionais e organizacionais que afetam
    o controle interno, desconsiderando fatores pessoais ou comportamentais que serão
    abordados neste estudo com a finalidade de identificar variáveis que possam influenciar
    a implementação do controle interno. Sendo assim, a pesquisa se apresenta como uma
    relevante contribuição para a comunidade acadêmica, possibilitando o aprofundamento
    de discussões sobre a temática, ao atentar para fatores que podem impactar numa efetiva
    implementação do controle interno na Administração Pública e, por conseguinte, no
    alcance dos objetivos dessas organizações.

Teses
1
  • RICARDO FERREIRA DANTAS
  • Título: O papel da sofisticação dos investidores sobre o comportamento do mercado
    de ações no contexto da COVID-19

  • Orientador : VINICIUS GOMES MARTINS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CHARLES ULISES DE MONTREUIL CARMONA
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • LUIZ FELIPE DE ARAÚJO PONTES GIRÃO
  • PAULO HENRIQUE PEREIRA DE MENESES VAZ
  • UMBELINA CRAVO TEIXEIRA LAGIOIA
  • VINICIUS GOMES MARTINS
  • Data: 29/05/2023

  • Mostrar Resumo
  •  

    O objetivo desta pesquisa foi analisar como o choque exógeno no sentimento dos
    investidores, associado à notícia do primeiro caso de Covid-19 no Brasil, impactou o
    mercado de ações brasileiro, incluindo o preço e o volume negociado, em nível
    agregado e por setor econômico. Além disso, explorou-se como a reação dos
    investidores variou de acordo com o nível de sofisticação, refletido em seu
    comportamento de negociação. Por fim, a pesquisa buscou identificar possíveis
    heterogeneidades que possam explicar os impactos observados. Assim, sob os
    fundamentos das teorias comportamentais, foi realizada uma pesquisa quantitativa
    com as ações de empresas listadas na B3, utilizando dados de alta frequência
    referente aos anos de 2019 e 2020. Para atingir o objetivo proposto foram utilizados
    métodos estatísticos que fossem capazes de estabelecer inferência causal, quais
    sejam: Regressão Descontínua e Diferença em Descontinuidade. Os resultados
    demonstram que a notícia pandêmica afetou o comportamento de negociação dos
    investidores, na média, com reflexos negativos sobre o preço das ações e com
    aumento do volume negociado, mas com efeitos heterogêneos sobre os investidores
    com diferença de sofisticação. Investidores sofisticados reagiram à notícia com
    aumento nas vendas de ações, possivelmente pela incerteza sobre as consequências
    da crise. Já os investidores pouco sofisticados não manifestaram um comportamento
    homogêneo em função do choque, isto é, os resultados das estimativas foram
    significativos tanto no aumento de compras quanto de vendas de ações. Na análise
    setorial, verificou-se que em todos setores econômicos, com exceção do setor
    financeiro, o preço das ações foi impactado negativamente após o choque no
    sentimento dos investidores provocado pela notícia pandêmica, com significância
    estatística para os setores de bens de capital, bens de consumo, petróleo, gás e
    biocombustíveis e o setor de saúde. Além disso, apesar da notícia pandêmica ter
    afetado o preço das ações de praticamente todas as empresas, independentemente
    do setor de atuação, algumas características das firmas pré-pandemia atenuaram o
    impacto da notícia, quais sejam: empresas jovens, pequenas, com menor nível de
    rentabilidade, menor endividamento e não auditada por Big Four. Os resultados da

    pesquisa são relevantes e úteis para a compreensão dos impactos de choques
    repentinos no sentimento dos investidores e esse, por conseguinte, sobre o mercado
    de ações brasileiro. A identificação dos efeitos heterogêneos da notícia pandêmica
    sobre os investidores, dependendo do nível de sofisticação, é importante porque pode
    ajudar a entender como diferentes grupos de investidores reagem a eventos como
    esse e como isso afeta o mercado de ações. Além disso, a análise setorial mostra que
    a notícia pandêmica afetou negativamente o preço das ações em todos os setores,
    exceto no setor financeiro. Essa informação é relevante para investidores que desejam
    diversificar suas carteiras de investimento, pois pode ajudá-los a identificar setores
    que foram menos afetados pelo choque no sentimento. A identificação das
    características das empresas que atenuaram o impacto da notícia também é relevante,
    pois pode ajudar a entender como as empresas podem se preparar para enfrentar
    choques exógenos como esse no futuro. Empresas jovens, pequenas, com menor
    nível de rentabilidade, menor endividamento e não auditada por Big Four podem ser
    mais resilientes a choques exógenos e, portanto, mais atraentes para investidores em
    momentos de crise. Por fim, a pesquisa contribui para a literatura sobre finanças e
    mercado de capitais, pois fornece evidências empíricas robustas sobre o efeito causal
    do sentimento dos investidores sobre o mercado de ações brasileiro. Os resultados
    podem ser úteis para pesquisadores que desejam investigar questões relacionadas ao
    mercado de capitais em períodos de crise.


  • Mostrar Abstract
  • Este projeto de tese tem como objetivo central apresentar propostas que visam preencher
    lacunas no tocante ao sentimento do investidor e variáveis do mercado acionário brasileiro. Para
    atingir o objetivo proposto, pretende-se desenvolver três estudos, quais sejam: i) Existe relação
    causal entre o sentimento do investidor e variáveis de mercado das firmas? ii) O sentimento dos
    influenciadores digitais do mercado financeiro manifestado nas mídias sociais, como é o caso
    do Twitter, tem relação com variáveis do mercado acionário brasileiro? iii) O nível de
    sofisticação dos investidores exerce algum papel na relação do sentimento com variáveis do
    mercado acionário? Para o primeiro estudo, pretende-se utilizar estratégias de identificação que
    se apresentem adequadas para atingir o objetivo proposto, como o uso de design Diff-in-Disc.
    A população da pesquisa compreende o conjunto de ações negociadas na B3, das quais serão
    utilizados os dados históricos (preço de negociação, volume de negociação, dentre outras) em
    alta frequência. No que tange o segundo estudo, o objetivo é investigar empiricamente se o
    sentimento extraído das postagens dos influenciadores digitais de investimentos do mercado
    brasileiro no Twitter tem efeito sobre variáveis do mercado de ações. Para execução da
    pesquisa, está sendo proposto a utilização de aprendizado de máquina supervisionado para
    atribuição do sentimento às postagens (cerca de 210.000) obtidas por meio de uma API
    (Application Programming Interface) fornecido pelo Twitter, no período de 2019 e 2020, e
    utilização de técnicas estatísticas semelhantes a sugerida para o primeiro estudo. Para o
    fechamento desta proposta de tese, pretende-se averiguar o papel da sofisticação dos
    investidores na relação do sentimento sobre as variáveis do mercado acionário, também
    aplicando estratégias de identificação que possa verificar causalidade entre as variáveis. Os
    resultados iniciais se mostram promissores em fornecer inferência causal sobre as variáveis de
    interesse.

2
  • GUSTAVO HENRIQUE COSTA SOUZA
  • Análise da Relação entre a Transparência da Inteligência
    Artificial e a Tomada de Decisões Gerenciais

  • Orientador : CLAUDIO DE ARAUJO WANDERLEY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CLAUDIO DE ARAUJO WANDERLEY
  • EDGARD BRUNO CORNACCHIONE JUNIOR
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • JOSÉ CARLOS TIOMATSU OYADOMARI
  • VINICIUS GOMES MARTINS
  • Data: 19/06/2023

  • Mostrar Resumo
  •    

    A tecnologia, notadamente aquela relativa às ferramentas e modelos de inteligência
    artificial (IA), tem afetado e até redefinido o papel dos seres humanos no tocante ao
    processo decisório das organizações. Neste contexto, para um(a) gestor(a) abdicar das
    próprias impressões e experiências pessoais, e delegar a um modelo de IA a decisão que
    antes lhe cabia, é necessário que este modelo seja transparente e adequado à referida
    decisão. Dados os diferentes graus de transparência da IA e os distintos tipos de decisão
    gerencial, a presente tese doutoral propõe a seguinte questão de pesquisa: a aderência
    dos gestores às recomendações de um modelo de IA é afetada pela transparência do
    referido modelo e pelo tipo de decisão envolvida? A pesquisa adiciona argumentos à
    literatura sobre a chamada Human-Computer Interaction e, indiretamente, agrega
    nuances argumentativos que reforçam a discussão sobre a confiança na inteligência
    artificial. Para responder à questão de pesquisa, foi realizado um Artefactual Field
    Experiment com design experimental do tipo between-participants 2 x 2. As variáveis
    independentes foram a transparência (manipulada em dois níveis: alta vs baixa) e o tipo
    de decisão (também manipulada em dois níveis: operacional vs estratégica). A variável
    dependente foi a percepção dos gestores – manifesta no grau de aderência deles às
    recomendações feitas pelo modelo de IA do case. Utilizando o software Survey Monkey,
    a pesquisa foi aplicada a funcionários da área tática de uma instituição financeira no
    Brasil. Todos os participantes tinham participação e/ou poder de gestão, e foram
    aleatoriamente alocados entre os grupos que representaram as quatro condições
    experimentais. Foram obtidas 102 respostas válidas. A análise de variância (ANOVA)
    das respostas obtidas permitiu concluir que a relação entre Transparência e Aderência é
    de natureza inversa – e não direta – isto é: mais Transparência implica menos Aderência.
    Assim, o efeito principal da Transparência sobre a Aderência, embora existente, aponta
    para uma direção oposta à da previsão teórica formulada. Além disso, verificou-se que
    Decisão não é capaz, por si só, de alterar de forma estatisticamente significativa a
    percepção dos gestores – e, consequentemente, não provoca uma modificação substantiva
    na sua Aderência. Por fim, ao examinar a interação entre as variáveis Transparência e
    Decisão constatou-se que esta interação, de fato, ocorre e afeta de forma significativa a
    Aderência dos gestores às recomendações do sistema de inteligência artificial. Entretanto,
    este efeito apresentou sinal contrário ao da predição teórica realizada. Assim, não é
    possível afirmar que o efeito positivo da alta transparência sobre a Aderência é maior em
    decisões operacionais que em decisões estratégicas. Estes achados têm uma tripla
    implicação: primeiramente, contribuem para os estudos sobre Explainable Artificial
    Intelligence, aprimorando o entendimento sobre o impacto da transparência da IA no
    processo decisório; em segundo lugar, fornecem um subsídio teórico sobre como, no
    design de recommender systems, o tipo de decisão interage com a transparência da IA
    para orientar as decisões dos gestores; e, por fim, oferecem um insight sobre o papel da
    confiança na tecnologia afeta a aderência dos gestores às recomendações feitas por
    modelos de inteligência artificial.


  • Mostrar Abstract
  •    

3
  • JAMILLE CARLA OLIVEIRA ARAUJO
  • GOVERNANÇA PÚBLICA NA COVID-19: MEDIDAS CONTINGENCIAIS EM

    GOVERNOS SUBNACIONAIS DA AMÉRICA LATINA

  • Orientador : FERNANDO GENTIL DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FERNANDO GENTIL DE SOUZA
  • ANA LUCIA FONTES DE SOUZA VASCONCELOS
  • LAURA MARGARITA MEDINA CELIS
  • MARCO ANTONIO LARA MARTÍNEZ
  • ABIMAEL DE JESUS BARROS COSTA
  • Data: 11/07/2023

  • Mostrar Resumo
  • A COVID-19 marcou o ano de 2020 e ainda que se venha perdurando seus efeitos, torna-se precipitado concluir sobre consequências ou mencionar possíveis “casos de êxito". Todavia, destacam-se as Medidas Contingenciais da Pandemia (MCP) tomadas pelos governos como iniciativas de Governança Pública, sendo utilizadas como sistema para embasar decisões, avaliar e monitorar o financiamento e manutenção dos serviços públicos. Neste estudo, classificadas como MCP financeira e não financeiras. Nesse sentido, a Teoria da Contingência e a Teoria da Comunicação deram suporte na compreensão sobre como os governos subnacionais se adaptaram ao meio e às inovações com estratégias diversificadas, mesmo em situações que envolveram pressões institucionais em comum, resultantes da COVID-19. Portanto, destacando-se a lacuna de estudos existente sobre a discussão da Governança Pública no âmbito dessas teorias, esta tese tem como objetivo analisar as MCP para enfrentamento da COVID-19 instituídas pelos governos subnacionais dos maiores países da América Latina: Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru.  Esses países foram selecionados porque possuem os maiores PIBs da América Latina, e por terem os maiores números de casos e mortes pela COVID-19. Sendo assim, foram analisados os conteúdos das MCP editadas como resposta a COVID-19, dos anos 2020 e 2021, presentes em: normas, leis, decretos, políticas de contingência, orientações em cartilhas, aplicativos e incentivos fiscais e tributárias. A metodologia de análise qualitativa a partir dos textos identificados contemplam os capítulos da tese. Utilizou-se o software Iramuteq 2.0, tendo como suporte analítico: análise de correspondência fatorial; dendrograma,  com a apresentação das distância de qui-quadrado de cada palavra, frequência e categorização por classes; método de Reinert, apresentando a árvore de similitude, e nuvem de palavras. Nos cincos países analisados, os resultados indicaram que as MCP foram  implementadas como capacidade de resposta e boa governança, sinalizado mediante as 644 MCP dos 121 governos subnacionais. Ademais,  destacou-se a necessidade de reforma tributária, iniciadas no: Chile, Colômbia e Brasil. Esta tese contribui para apresentar as MCP instituídas nos países de estudo, que estão alinhadas aos pilares da ONU, porém  ajustadas em respeito aos contextos culturais,  infraestrutura, forma política, acessos as informações e estrutura orçamentária de cada país. As análises desenvolvidas evidenciaram os desafios trazidos pela pandemia, que exigiram esforços e inovações dos instrumentos de governança em curto tempo. Esses desafios foram fundamentais para desenvolver a compreensão das condições existentes dos países e para a coordenação de uma resposta eficaz  mediante das MCP. Essas MCP marcaram os esforços e as inovações nos países, sendo uma lição para os governos para lidar com os contextos de incerteza e instabilidade no futuro; trazendo também, como contributo a aprendizagem para o futuro.

     


  • Mostrar Abstract
  • A COVID-19 marcou o ano de 2020 e ainda que se venha pendurando nos seguintes anos os seus efeitos, torna-se precipitado concluir sobre consequências ou mencionar possíveis “casos de êxito". Mas, destacam-se as Medidas Contingenciais da Pandemia (MCP) que foram tomadas pelos governos que sinalizaram como a Governança Pública, foram utilizadas como sistema para embasar decisões, avaliar e monitorar o financiamento da manutenção dos serviços públicos e das medidas de contingências financeira e não financeiras ocorridas. Nesse sentido, a Teoria da Contingência (TCON) encara a organização como uma entidade que possui a capacidade de se adaptar ao meio e as inovações de forma diferente, mesmo em situações que envolvam pressões institucionais iguais (Lüder, 1992), como da COVID-19. Portanto, destacando-se a lacuna de estudos
    existente sobre a discussão da Governança Pública no âmbito da TCON. Este projeto de tese tem como objetivo central analisar como as medidas contingenciais de Governança pública orientaram os países o México e o Brasil no enfrentamento da COVID-19. Nesta tese, serão analisados os países Brasil e México.  Selecionados por apresentarem maior PIB, possuírem entes federados, por sofrerem forte influência do direito romano, sistema legal (code law) e implementaram como MCP diversas normas, leis, decretos, terem a adesão parcial as IPSAS e atenderem as recomendações das International Public Sector Accounting Standards Board (IPSASB) aos contadores para lidar com os efeitos financeiros correntes (Federação Internacional de Contadores [IFAC], 2021,
    Aggestam-Pontoppidan, 2011). Este projeto de tese está estruturado em três partes: Parte I, Panorama das medidas de contingência financeira dos países da América Latina, que se desenvolverá um panorama comparativo das medidas contingenciais financeiras de Governança Pública orientadas pela ONU de 5 países da América Latina no enfrentamento COVID19, com uma abordagem qualitativa de análise com uso do
    software Iramuteq; Parte II titulada Estudo do índice de medição de Governança Pública dos entes federados do Brasil e México, desenvolvido pela análise do índice de medição da governança pública (IGOVEP), que tem como base os princípios de governança, avaliados de acordo com a escala de mensuração estruturada por Oliveira e
    Pisa (2015) aplicados aos entes federados dos países de estudo; e Parte III, estudo comparado entre Brasil e México, serão examinados os fatores contingências (tecnologia, sociais, econômicos) podem se relacionar aos resultados obtidos dos índice de Governança Pública (IGOVEP) dos entes federativo do Brasil e do México. Os
    estudos da parte II e III se desenvolveram por uma análise quantitativa com o software Stata. A partir dos resultados, espera-se modelar inferências sobre: Medidas Contingenciais de Governança Pública com suporte a Teoria da Contingência, trazendo contribuições teóricas e práticas sobre o enfrentamento de pandemias.

4
  • CARLA JANAINA FERREIRA NOBRE RÊGO
  • GERENCIAMENTO DE RISCOS NA SAÚDE PÚBLICA BRASILEIRA:
    DETERMINANTES DOS NÍVEIS DE ALINHAMENTO DAS PRÁTICAS
    UTILIZADAS NA GESTÃO DAS REGIÕES DE SAÚDE A PARTIR DA
    PERCEPÇÃO DE GESTORES

  • Orientador : JERONYMO JOSE LIBONATI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANA FALANGOLA BENJAMIN BEZERRA
  • CHARLES ULISES DE MONTREUIL CARMONA
  • JERONYMO JOSE LIBONATI
  • PAULO ROBERTO NOBREGA CAVALCANTE
  • RAIMUNDO NONATO RODRIGUES
  • Data: 25/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • GERENCIAMENTO DE RISCOS NA SAÚDE PÚBLICA BRASILEIRA:
    DETERMINANTES DOS NÍVEIS DE ALINHAMENTO DAS PRÁTICAS
    UTILIZADAS NA GESTÃO DAS REGIÕES DE SAÚDE A PARTIR DA
    PERCEPÇÃO DE GESTORES


  • Mostrar Abstract
  • GERENCIAMENTO DE RISCOS NA SAÚDE PÚBLICA:
    DETERMINANTES DAS PRÁTICAS UTILIZADAS NA
    GESTÃO MUNICIPAL BRASILEIRA

5
  • JOSE JONAS ALVES CORREIA
  • INFLUÊNCIAS DA CULTURA DE INOVAÇÃO E DOS SISTEMAS DE
    CONTROLE GERENCIAL NO DESEMPENHO DE INOVAÇÃO:
    EVIDÊNCIAS EM EMPRESAS DE SERVIÇOS INTENSIVOS EM
    CONHECIMENTO

  • Orientador : FILIPE COSTA DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • EDICREIA ANDRADE DOS SANTOS
  • FILIPE COSTA DE SOUZA
  • GIANCARLO GOMES
  • UMBELINA CRAVO TEIXEIRA LAGIOIA
  • Data: 31/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esta tese teve o objetivo de investigar as influências da cultura de inovação e dos sistemas de
    controle gerencial (SCG) no desempenho inovador das empresas de serviços intensivos em
    conhecimento baseado em tecnologia ou Technology-based Knowledge Intensive Business
    Service (T-KIBS). O nível de análise do estudo é organizacional, para tal propósito,
    desenvolveu-se uma pesquisa descritiva, realizada por meio de um survey (levantamento),
    com abordagem quantitativa. A amostra foi composta por 194 respondentes entre
    proprietários, Chief Executive Officer (CEO), Chief Financial Officer (CFO), gestores,
    administradores, controllers, contadores ligados à gestão/administração das empresas T-KIBS
    localizadas na região Nordeste do Brasil. Para mapear as empresas de base tecnológica
    participantes deste estudo, utilizou-se da base da ‘EmpresAqui’, sendo estas filtradas por meio
    de sua Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), observando tanto a
    atividade principal quanto as secundárias. Os construtos analisados no nível da organização
    foram verificados a partir das percepções dos respondentes, são eles: cultura de inovação,
    SCG e desempenho de inovação, cujas hipóteses foram conjecturadas com base na literatura
    para verificar as relações das variáveis citadas. Para testar as hipóteses utilizou-se a técnica de
    modelagem de equações estruturais, estimada a partir dos mínimos quadrados parciais (PLS-
    SEM), com auxílio do software SmartPLS 4. Os resultados revelaram influência positiva da
    cultura de inovação no desempenho de inovação, sugerindo que empresas quando
    desenvolvem uma cultura concentrada em raízes inovadoras são mais propensas a obterem
    êxitos nos resultados organizacionais que envolvam inovação, principalmente, a tecnológica.
    Constatou-se também que a cultura de inovação influencia positivamente no uso dos SCG de
    crenças, restrições, diagnóstico e interativo. Esses achados enfatizam que as dimensões da
    cultura inovadora exercem um papel importante no desenho e uso das práticas gerenciais das
    organizações T-KIBS. A relação do uso dos SCG com o desempenho inovador só foi positiva
    e significativa para os sistemas de crenças e diagnóstico. Os SCG de restrições e uso
    interativo apresentaram relação negativa e não significativa. Observou-se que os SCG de
    crenças e uso diagnóstico auxiliam parcialmente para que a cultura de inovação intensifique
    os resultados organizacionais com o desempenho inovador, facilitando assim, esse processo.
    O estudo contribui teoricamente ao explorar de forma conjunta os construtos cultura de
    inovação, SCG e desempenho de inovação. Ao se encontrar significância na mediação do uso
    dos SCG na relação entre cultura de inovação e desempenho inovador, se avança no
    entendimento sobre como estas variáveis interagem no contexto das empresas T-KIBS. Em
    termos de contribuições práticas gerenciais, fornece informações sobre os efeitos da cultura de
    inovação e dos SCG no desempenho inovador, ao apresentar como as estratégias, o estímulo à
    inovação e a comunicação podem influenciar no uso dos SCG e nos resultados do
    desempenho inovador, apontando caminhos não só as empresas T-KIBS, mas também para
    outras companhias articularem os artefatos que tornam seu ambiente organizacional mais
    competitivo. Também apontam como o uso dos SCG pode ser configurado para facilitar o
    processo de inovação das empresas, e assim, melhorar o desempenho dos produtos, serviços e
    processos da organização.


  • Mostrar Abstract
  • INFLUÊNCIA DA CULTURA DE INOVAÇÃO NO DESEMPENHO
    INOVADOR MEDIADA PELOS SISTEMAS DE CONTROLE
    GERENCIAL: EVIDÊNCIAS EM EMPRESAS DE TECNOLOGIA DA
    INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO PORTO DIGITAL DO RECIFE

2022
Dissertações
1
  • MARIA EUGÊNIA PAIVA DA PENHA
  • DIVULGAÇÃO SOBRE RISCOS FISCAIS DA PANDEMIA COVID-19: UMA

    ANÁLISE NOS ESTADOS BRASILEIROS

  • Orientador : FERNANDO GENTIL DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ABIMAEL DE JESUS BARROS COSTA
  • MARCO ANTONIO LARA MARTINEZ
  • FERNANDO GENTIL DE SOUZA
  • Data: 08/02/2022

  • Mostrar Resumo
  •    

    A Lei de Responsabilidade Fiscal instituiu a obrigatoriedade de divulgação dos riscos fiscais
    há mais de 20 anos. Órgãos internacionais como o Fundo Monetário Internacional e Banco
    Mundial apontam as consequências da ausência de identificação e divulgação desses riscos,
    principalmente em momentos de crise, como epidemias, enchentes e outras calamidades. Os
    objetivos desta dissertação foram analisar como os governos estaduais divulgaram os riscos
    fiscais, no exercício financeiro de 2020, primeiro ano da pandemia da COVID-19 e analisar se
    os recursos transferidos para cada estado estão relacionados com essa divulgação. A pesquisa
    classifica-se como exploratória, descritiva, documental e cross-sectional. A população
    utilizada no estudo consistiu nas 27 unidades federativas brasileiras. Foram analisadas 25
    dessas unidades que dispunham das informações em seus sítios eletrônicos ou nos sítios
    eletrônicos das Assembleias Legislativas, Secretarias das Fazendas, Secretarias de
    Planejamento e Diários Oficiais dos Estados. Foi utilizado o método qualitativo e os
    procedimentos obedeceram duas etapas. Em uma primeira etapa, foi realizada a análise de
    conteúdo dos Anexos de Riscos Fiscais com o objetivo de identificar: I) menção dos riscos
    fiscais decorrentes da COVID-19; II) divulgação do Demonstrativo de Riscos Fiscais e III)
    quantificação dos riscos fiscais. A segunda etapa utilizou estatística descritiva com uso do
    software estatístico IBM SPSS Statistics 22, a partir de estatística descritiva. Os resultados
    demonstraram que apenas 16% dos estados divulgaram integralmente riscos fiscais em seu
    planejamento anual, 36% divulgaram informações exclusivamente qualitativas e 48% não
    divulgaram os riscos decorrentes da pandemia. Finalmente, o estudo destaca que apenas os
    estados do Acre, Alagoas, Ceará e Goiás, quantificaram os riscos e que estados que receberam
    mais recursos financeiros apresentaram uma menor divulgação dos riscos fiscais.


  • Mostrar Abstract
  •    

2
  • ANDRÉ LUIS DOS SANTOS ALVES
  • Uma análise acerca das características dos Sistemas de Controle Interno municipais.

  • Orientador : LUIZ CARLOS MIRANDA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUIZ CARLOS MIRANDA
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • JULIANA MATOS DE MEIRA
  • Data: 15/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem o objetivo de avaliar as características do Sistema de Controle Interno (SCI) Municipal, bem como analisar a relação dessas características com a recomendação contida no parecer prévio expedido pelos Tribunais de Contas (TCs) acerca das contas de governo. No capítulo I é aprofundada a análise dessa relação. Para realização do estudo foi utilizada a regressão Logit com dados de uma amostra composta por 214 municípios brasileiros com características diferentes e localizados em diferentes regiões do país. As informações utilizadas na pesquisa foram obtidas através de envio de questionários para as prefeituras, bem como consulta nos portais eletrônicos dos respectivos TCs. Os resultados descrevem que, apesar de o SCI ter sido implantado com a finalidade de melhorar a aderência dos municípios às normas e antecipar erros que, porventura, possam vir a acontecer, o estudo mostra que a relação entre a aprovação das contas de governo pelos TCs e a existência de um SCI no município não é estatisticamente significativa. Adicionalmente, observa-se que também não é estatisticamente significativa a relação entre a aprovação das contas e o fato de o responsável pelo SCI ser funcionário efetivo e reportar diretamente para o chefe do Poder Executivo. Em contrapartida, foi identificada que a relação entre a aprovação das contas e a realização de auditorias periódicas é estatisticamente significativa. O capítulo II se propõe a apresentar o resultado da pesquisa enviada para os municípios contendo perguntas sobre as características do Sistema de Controle Interno e Auditoria Interna de cada um dos respondentes. Para isso foram coletados dados de uma amostra composta por 307 municípios brasileiros com características diferentes e localizados em diferentes regiões do país. As informações utilizadas na pesquisa foram obtidas através de envio de questionários para as prefeituras. Em suma, os resultados demonstram que houve uma evolução na implantação do controle interno nos municípios, principalmente, a partir dos anos 2000. No entanto, ainda carece de aprimoramento em alguns aspectos de modo que seja possível concretizar sua missão institucional de maneira efetiva e mitigando o risco de ameaças à independência funcional dos profissionais de controle interno. De modo geral, os resultados propiciam melhor entendimento sobre o Sistema de Controle Interno municipal, contribuindo para o avanço acadêmico e prático, à medida que os resultados ajudam no entendimento e aprofundamento da temática.


  • Mostrar Abstract
  • Qualificação de projeto de dissertação.

3
  • MARJORIE CRISTINNE GOMES MENEZES CORREIA
  • Habilidades interpessoais dos profissionais contábeis:
    efetividade, conflitos e satisfação no trabalho

  • Orientador : CLAUDIO DE ARAUJO WANDERLEY
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDSON BRAGA DE AGUIAR
  • CLAUDIO DE ARAUJO WANDERLEY
  • JERONYMO JOSE LIBONATI
  • Data: 23/02/2022

  • Mostrar Resumo
  •    

    A partir das modificações a respeito do papel dos contadores dentro das empresas e a evolução da
    contabilidade, de uma forma geral, gerada principalmente pelas mudanças em alguns conceitos de
    gestão e da introdução de novos modelos de negócios. O atual estudo se propõe a explorar a relação
    do desenvolvimento das habilidades interpessoais dos contadores com a sua efetividade, o conflito
    entre gestores e a satisfação profissional. O estudo adota uma abordagem quantitativa, com
    delineamento transversal que utilizou a técnica de investigação survey. O questionário foi construído
    com base em instrumentos já testados previamente por outros autores e foi compartilhado
    eletronicamente através da plataforma Google Forms tendo obtido 74 questionários válidos,
    montando a amostra final. Os resultados mostram que os contadores que desenvolvem mais suas
    habilidades interpessoais dentro do âmbito organizacional tendem a possuir maiores níveis de
    efetividade, conflitos e satisfação no trabalho. Portanto, conclui-se que apesar do ambiente de
    mudança dos contadores e da contabilidade, os participantes do estudo possuem níveis que
    demonstram a relação entre as variáveis destacadas ponderando que a performance adotada
    internamente pode impactar no resultado final das tomadas de decisões gerenciais


  • Mostrar Abstract
  •    

4
  • LYNDON JHONSON SOARES DOS SANTOS
  •  

    Fatores Determinantes que Influenciam a Probabilidade de
    Rejeição das Contas de Governo Julgadas pelo Tribunal de
    Contas de Pernambuco

  • Orientador : JERONYMO JOSE LIBONATI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JERONYMO JOSE LIBONATI
  • CLAUDIO DE ARAUJO WANDERLEY
  • OTON DE ALBUQUERQUE VASCONCELOS FILHO
  • Data: 24/02/2022

  • Mostrar Resumo
  •    

    A presente dissertação teve como principal objetivo verificar quais são os fatores determinantes
    que influenciam a probabilidade de rejeição das contas de governo julgadas pelo Tribunal de
    Contas de Pernambuco – TCE/PE. Para alcançar tal objetivo, utilizou-se de metodologia
    quantitativa para verificar a influência de perfis de prefeitos e características socioeconômicas
    dos Municípios pernambucanos na probabilidade de rejeição das contas julgadas pelo TCE/PE
    no período de 2005 a 2016. A pesquisa também identificou, por meio de análise de conteúdo
    nos pareceres prévios das prestações de contas dos Municípios, quais irregularidades foram
    mais presentes nas rejeições de contas de governo, e, consequentemente, possuíram maior
    influência sobre a rejeição destas. As referências teóricas versaram sobre a ótica da temática
    relacionada ao processo de accountability em um contexto de governança nas organizações,
    sobre o controle externo e accountability nos Municípios brasileiros, sobre a atuação do
    TCE/PE nesse contexto do controle externo no que se refere ao julgamento das contas de
    governos municipais e estudos anteriores sobre a temática da pesquisa. Com uma amostra que
    possibilitou um total de 1.892 contas de governo julgadas pelo TCE/PE no período objeto de
    análise, sendo 1.179 em que o referido tribunal sugeriu sua aprovação no parecer prévio da
    respectiva prestação de contas e 713 sua rejeição, referente aos 184 Municípios do Estado,
    dentre os principais resultados, verifica-se que das variáveis estudadas com relação ao perfil
    dos prefeitos, a experiência política e o nível de escolaridade são os fatores mais determinantes
    para influenciar, respectivamente, aumentando e diminuindo, a probabilidade de rejeição das
    contas de governo dos Municípios. Da mesma maneira, todas as características
    socioeconômicas estudadas se demonstraram fatores determinantes nessa influência, ao passo
    que quanto maior o valor dos seus índices, menor a probabilidade de rejeição das contas
    julgadas pelo TCE/PE. As irregularidades mais presentes e, consequentemente, que mais
    influenciam nessa probabilidade, são classificadas como de Limites Constitucionais/Legais, de
    aspectos Previdenciários e as classificadas como de Gestão Fiscal/Financeira e gravíssimas. A
    análise do Índice de Correlação de Pearson, demonstrou correlações positivas expressivas entre a experiência política dos prefeitos e irregularidades classificadas no assunto “Diversos”,

    “Gestão Fiscal/Financeira”, “Gestão patrimonial”, “Planejamento/orçamento”, “Previdência” e
    “Transparência e Acesso à Informação” e irregularidades consideradas gravíssimas e
    moderadas. As correlações negativas, ficaram entre a experiência política do prefeito com a
    irregularidade classificada como de “Licitação”. Adicionalmente, verificou-se uma associação 

    positiva expressiva entre o IFDM1

    e as irregularidades classificadas como de “Transparência e

    Acesso à Informação” e a RFPM2

    per capita com as irregularidades classificadas como de
    “Diversos”, “Gestão Fiscal/Financeira”, “Gestão Patrimonial”, “Planejamento/Orçamento”,
    “Previdência” e “Transparência e Acesso à Informação”. A RFPM também apresentou
    correlação positiva com as irregularidades classificadas como gravíssimas e moderadas. As
    correlações negativas de intensidade moderada foram entre a RFPM per capita e as
    irregularidades classificadas como de “Licitação” e entre o IFDM com as irregularidades
    classificadas como de “Controle Interno” e “Licitação”, bem como entre o IFDM e as
    irregularidades classificadas como graves.


  • Mostrar Abstract
  •    

5
  • JOÃO INOCÊNCIO JUNIOR
  • THE LEGAL ENTITY: The influence of the accounting expert reports in the judicial decisions on disregard doctrine according to the Communicative Action Theory

  • Orientador : MARCIA FERREIRA NEVES TAVARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA LUCIA FONTES DE SOUZA VASCONCELOS
  • GABRIEL ULBRIK GUERRERA
  • MARCIA FERREIRA NEVES TAVARES
  • Data: 28/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • A dissertação objetivou analisar o princípio contábil da pessoa jurídica sobre a regra da decisão judicial em casos de direito civil que utiliza a informação contábil como meio de prova em decisões judiciais sobre a desconsideração da personalidade jurídica (doutrina da desconsideração) utilizando a Teoria da Ação Comunicativa de Habermas com a ênfase em como os juízes são influenciados pelos laudos periciais. uma época em que se trata de interesse público em um novo paradigma sobre o papel dos especialistas quando atuam em suas áreas de atuação em prol de uma decisão judicial mais precisa. Para medir a eficácia da comunicação entre o laudo pericial e os juízos coletamos dados de casos reais, catalogamos, classificamos e utilizamos estatísticas não paramétricas para verificar algumas hipóteses as quais serviram para entender os processos comunicativos. Em nossos resultados não foi confirmada a primeira hipótese (H1), a qual prediz que o número de características não influencia o juiz porque muitos deles nem mencionam o laudo para que a comunicação não esteja acontecendo. A segunda hipótese (H2) foi confirmada,  a qual analisou se o valor do litígio influencia o juiz a considerar o conteúdo da prova pericial; A terceira hipótese foi confirmada (H3) Trata do fato da apropriação da linguagem contábil utilizada na perícia contábil presente no processo assim constatamos que os relatos possuem uma captura da escola positivista em detrimento de qualquer outra. E a quarta hipótese (H4) se confirmou e constatamos que quando os laudos apresentam características mais voluntárias e informativas estes influenciam o tribunal e indicam que os peritos  têm uma influência positiva nas ações judiciais. Esta pesquisa encontrou algumas limitações devido ao sigilo da lei de muitos processos que pude contar na população em análise que poderiam ser diferentes com uma colaboração especial do poder judiciário, mas hoje em dia as leis não abrem exceções a não ser não apenas um, mas ambas as partes precisam concordar em abrir os livros para pesquisas futuras. Para pesquisas futuras sugiro que os pares utilizem a mesma teoria em outros tipos de processos judiciais julgados em outras áreas como comércio e disputas empresariais que não tem o sigilo legal do livro, então o processo comunicativo terá mais casos para novas estatísticas com mais dados.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation has the pragmatic mission of make a analysis the principle of the
    entity on the rule of judicial decision in corporate cases, of where it came from and in
    the comparative law.
    This study takes place at a time when society, for being complete, falls for
    ignoring respect for this principle, when this principle is under the eyes of the judiciary,
    it is no different.
    With the international convergence of national and foreign accounting, society
    expects that the court decision to ignore this principle will be based on evidence. As the
    years go by, accounting gains space among legal professionals, especially in business
    law professionals. The business phenomenon for the civil law tradition began to be
    understood as an activity and not with the formalist bias (of the old commercial code)
    since 2002, with the new Civil Code, which supplanted the old ordinances contained in
    the Commercial Code that dated from the time of the empire (acts of commerce theory).

6
  • PRISCILA CRISTINE PACHECO FERREIRA
  • INFLUÊNCIA DO LOBBYING NO PROCESSO DE CONSTITUIÇÃO DO INTERNATIONAL SUSTAINABILITY STANDARDS BOARD (ISSB)

  • Orientador : CHARLES ULISES DE MONTREUIL CARMONA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CHARLES ULISES DE MONTREUIL CARMONA
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • ORLEANS SILVA MARTINS
  • Data: 28/04/2022

  • Mostrar Resumo
  •      


  • Mostrar Abstract
  •    

7
  • BRUNO LUIZ DO NASCIMENTO SILVA SANTOS
  • CULTURA E APREENSÃO NA COMUNICAÇÃO DOS ESTUDANTES DE

    CONTABILIDADE DE PERNAMBUCO E PORTUGAL

  • Orientador : DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • ROMMEL DE SANTANA FREIRE
  • Data: 30/05/2022

  • Mostrar Resumo
  •    

    A cultura pode influenciar as relações sociais e sua análise permite a verificação de
    tendências de comportamento sociais. Através da teoria das dimensões culturais
    (Hofstede et al., 2010-a) permite-se a comparar culturas de nações e regiões,
    principalmente quando possuem determinados laços como o caso de Brasil e Portugal.
    A influência da cultura na sociedade pode ser relacionada de variadas formas, dentre
    elas o nervosismo na hora de se comunicar chamado de apreensão na comunicação
    (Mccroskey, 1984), pois apresenta relação com a dimensão cultural distância do poder,
    que mede o nível de aceitação da divisão desigual de poder no ambiente. O total de 365
    alunos do curso superior de Ciências Contábeis de Portugal e Pernambuco responderam
    os questionários CVSCALE, PRCA – 24 e variáveis sociodemográficas idade, período
    que está cursando, naturalidade, gênero, desempenho de atividade laboral, a fim de
    identificar o grau de influência da distância do poder e outras variáveis na apreensão na
    comunicação. Na

    análise dos resultados identificou-se que a apreensão da comunicação
    está relacionada com a distância do poder e com gênero dos respondentes, indicando
    que a distância do poder é capaz de funcionar como elemento predecessor a apreensão
    na comunicação levando em consideração o gênero. O modelo de regressão ampliou o
    escopo de análise, indicando que a idade está negativamente relacionada com a
    apreensão e a localidade também pode influenciar na apreensão. A dificuldade nas
    habilidades de comunicação além de prejudicar o desenvolvimento profissional
    contábil, evidencia os riscos que a distância do poder acarretar através da superposição
    de questões hierárquicas sobre as funcionais no julgamento contábil, nas questões éticas
    e no desempenho empresarial.


  • Mostrar Abstract
  •    

    A cultura pode influenciar as relações sociais e sua análise permite a
    verificação de tendência de comportamento sociais. Através da Teoria das
    Dimensões Culturais (Hofstede, 2010) permite-se a comparar culturas de nações e
    regiões, principalmente quando possuem determinados laços como o caso de Brasil
    e Portugal. A influência da cultura na sociedade pode ser relacionada de variadas
    formas, dentre elas o nervosismo na hora de se comunicar chamado de apreensão
    na comunicação (Mccroskey, 1984), pois apresenta relação com a dimensão cultural
    distância do poder, que mede o nível de aceitação da divisão desigual de poder no
    ambiente. O objetivo deste artigo é identificar se no âmbito dos alunos do curso
    superior de Ciências Contábeis de Portugal e Pernambuco a distância do poder
    continua sendo elemento indicador de apreensão na comunicação ao considerarmos
    os efeitos de variáveis sociodemográficas. Os dados coletados compuseram as
    variáveis distância do poder e a apreensão na comunicação, já as questões
    sociodemográficas foram idade, período que está cursando, naturalidade, gênero,
    desempenho de atividade laboral. Na análise das variáveis identificou-se que a
    apreensão da comunicação está relacionada com a distância do poder e com gênero
    dos respondentes, indicando que a distância do poder é capaz funcionar como elemento predecessor a apreensão na comunicação levando em consideração o

    gênero. A dificuldade nas habilidades de comunicação além de prejudicar o
    desenvolvimento profissional contábil, evidencia os riscos que a superposição de
    questões hierárquicas sobre as funcionais trazido pela distância do poder pode
    acarretar no julgamento contábil, nas questões éticas e no desempenho empresarial.
    Sugere-se ainda que novas pesquisas sejam realizadas para identificar a influência
    da dimensão masculinidade versus feminilidade,  foram encontradas evidências de sua relação com aa preensão na comunicação.

8
  • CÁIO DE PAULA CABRAL
  • Conexão
    Política e Retorno de Empresas de Capital Aberto: Evidências para o Brasil, do
    mestrando Caio de Paula Cabral na área de concentração Informação Contábil

  • Orientador : GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • MEMBROS DA BANCA :
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • VINICIUS GOMES MARTINS
  • GUSTAVO RAMOS SAMPAIO
  • Data: 23/11/2022

  • Mostrar Resumo
  •    

    Conexão
    Política e Retorno de Empresas de Capital Aberto: Evidências para o Brasil, do
    mestrando Caio de Paula Cabral na área de concentração Informação Contábil


  • Mostrar Abstract
  •    

9
  • THAÍS MONTEIRO DE SOUZA BARBOSA
  • Análise do Papel da Cultura Nacional na Relação entre Desempenho e Disclosure Ambientais 

  • Orientador : RAIMUNDO NONATO RODRIGUES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • PAULO ROBERTO NOBREGA CAVALCANTE
  • RAIMUNDO NONATO RODRIGUES
  • Data: 28/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação tem como objetivo investigar o papel da cultura na relação entre o
    desempenho ambiental e o nível de divulgação (disclosure) ambiental. Os dados
    relativos ao desempenho ambiental foram coletados a partir do Ranking Global 100 da
    revista Corporate Knights, que lista as 100 entidades mais sustentáveis do mundo, para
    os anos de 2019 e 2020. As dimensões culturais da distância do poder, individualismo,
    masculinidade, aversão à incerteza, orientação para o longo prazo e indulgência foram
    utilizadas como proxies das culturas nacionais. O disclosure ambiental, variável
    dependente do estudo, foi avaliado, utilizando-se a regressão de mínimos quadrados
    ordinários com dados empilhados, a partir de um checklist de itens presentes nos
    relatórios de sustentabilidade das entidades. Os resultados encontrados mostram uma
    relação positiva e significativa de 0,3983 a um nível de significância de 5% com R² de
    9,72% entre o disclosure e o desempenho ambiental apenas quando as dimensões
    culturais foram incluídas como mediadoras na relação, contrariamente aos modelos
    propostos que relacionaram os dois aspectos diretamente ou ainda com a inclusão das
    dimensões culturais como variáveis independentes. Verificou-se que a relação positiva
    entre desempenho e disclosure ambiental diminui em função dos níveis de
    individualismo e de distância do poder. Estes resultados sugerem que os aspectos
    culturais influenciam o nível de divulgação ambiental e o desempenho ambiental. O
    estudo contribui, assim, para a literatura em torno das relações entre estas duas
    variáveis, adicionando a perspectiva da influência cultural. Adicionalmente, fornece
    evidências aos normatizadores e reguladores da importância da consideração dos
    aspectos culturais quando da implementação ou análise do cumprimento de diretrizes
    sobre o nível de divulgação e o desempenho ambiental.


  • Mostrar Abstract
  • ANÁLISE DO PAPEL DA CULTURA NACIONAL NA
    RELAÇÃO ENTRE DESEMPENHO E DISCLOSURE
    AMBIENTAIS

10
  • BRUNO LINDOSO DE MÉLO
  • CARACTERÍSTICAS DE EMPRESAS LISTADAS NA B3 MAIS (MENOS) AFETADAS PELO ANÚNCIO DO PRIMEIRO CASO DE COVID-19 NO BRASIL

  • Orientador : VINICIUS GOMES MARTINS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • KLÉBER FORMIGA MIRANDA
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • VINICIUS GOMES MARTINS
  • Data: 30/11/2022

  • Mostrar Resumo
  •    O objetivo deste trabalho é analisar a reação do mercado de ações brasileiro em função do anúncio na imprensa da confirmação do primeiro caso de COVID-19 no Brasil e, secundariamente, verificar quais caraterísticas das firmas estão associadas com o maior (menor) impacto nos preços de suas ações. Para o desenvolvimento da pesquisa, fez o uso de uma amostra de 87 firmas, de alta liquidez, listadas na B3. A metodologia de estudos de eventos foi utilizada para capturar o impacto do evento estudado no retorno anormal das ações. Para obter evidências das associações entre as medidas de retorno anormal e as características das firmas, foram utilizados modelos de regressão linear (MQO) e modelos de regressão quantílica. As evidências apontaram que todos os setores foram afetados negativamente com o anúncio do primeiro caso de Covid-19 no Brasil, com destaque para os setores apontados como os mais vulneráveis. Os resultados mais robustos sugerem que as firmas mais impactadas negativamente foram aquelas mais alavancadas, por outro lado, as que tiveram impacto negativo mais brando e impacto positivo mais significativo foram as firmas com melhor desempenho (ROA). Assim, o anúncio da divulgação do primeiro caso de COVID-19 no Brasil contribuiu para influenciar o surgimento de retornos anormais nas cotações de ações em função das características das empresas, e o resultado deste trabalho visa aprimorar as habilidades de decisão de usuários e participantes do mercado acionário.


  • Mostrar Abstract
  •    

Teses
1
  • PAULO HENRIQUE LEAL
  • A INFLUÊNCIA DA ESTRUTURA DE GOVERNANÇA
    CORPORATIVA NA REMUNERAÇÃO ANORMAL DE
    EXECUTIVOS

  • Orientador : LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • MARCELO ÁLVARO DA SILVA MACEDO
  • MARCOS ROBERTO GOIS DE OLIVEIRA MACEDO
  • PAULO AGUIAR DO MONTE
  • RAIMUNDO NONATO RODRIGUES
  • Data: 22/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo da presente tese é investigar o efeito da governança corporativa como mecanismo
    determinante de contratos de remuneração anormal de diretores executivos e CEO. Para isso,
    foi realizada uma pesquisa quantitativa com empresas listadas na B3, usando dados de
    demonstrações financeiras, bem como dos Formulários de Referência referentes ao período de
    2011-2020. Utilizou-se, inicialmente, um modelo de regressão que mensura a remuneração
    anormal como oriunda da parte não explicada pelas características representativas de
    habilidade, esforço e desempenho dos executivos, podendo ser remuneração anormal positiva
    (overpayment), remuneração anormal negativa (underpayment) ou remuneração anormal
    geral. Os resultados encontrados demonstraram que a remuneração anormal é crescente ao
    longo dos dez anos da pesquisa, sendo que os executivos são mais excessivamente
    remunerados do que insuficientemente remunerados. A análise inferencial evidenciou que
    conselhos mais numerosos tendem a apresentar maior remuneração anormal geral e
    overpayment tanto para diretores executivos, quanto para o CEO. A análise da diversidade de
    gênero nos conselhos evidenciou que a presença

    feminina nos conselhos de administração
    induz a contratos menos eficazes para a diretoria executiva. A proporção de membros
    externos no conselho de administração é capaz de influenciar negativamente a remuneração
    anormal geral e o overpayment de CEOs, indicando que a presença de membros externos nos
    conselhos de administração tende a aumentar a eficácia dos contratos de remuneração para os
    CEOs. Empresas que têm a presença de um comitê de auditoria demonstram maior
    overpayment para diretores executivos e CEOs. Enquanto isso, a relação do CEO com o
    controlador indicou associação negativa com o overpayment de diretores executivos e CEOs,
    demonstrando a visão de turnover em que o CEO pode temer sua rotatividade ao não atender
    aos interesses do investidor, tendendo a não influenciar os conselhos nos contratos de
    remuneração. Em vista disso, conclui-se que a governança corporative, por meio do tamanho
    do conselho, diversidade de gênero no conselho, proporção de membros externos no conselho
    e comitê de auditoria influencia os contratos de remuneração anormal geral e overpayment.
    Entretanto, a governança não é capaz de influenciar o underpayment, indicando que os
    executivos exercem seu poder gerencial para aumentar seus pacotes de remuneração, mas não
    o fazem para reduzi-los a níveis insuficientes.


  • Mostrar Abstract
  • A INFLUÊNCIA DA ESTRUTURA DE GOVERNANÇA CORPORATIVA NA REMUNERAÇÃO ANORMAL DE EXECUTIVOS

2
  • VANESSA JANISZEWSKI
  • Data driven worth funding conditions: A study on the likelihood
    of venture capital backed companies’ success in Brazil.

  • Orientador : KATHERINE ELIZABETH HORTON
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANABELA CARVALHO ALVES
  • ALDO LEONARDO CUNHA CALLADO
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • KATHERINE ELIZABETH HORTON
  • LUIZ CARLOS MIRANDA
  • Data: 25/04/2022

  • Mostrar Resumo
  •      


  • Mostrar Abstract
  •    

3
  • ELYROUSE CAVALCANTE DE OLIVEIRA BELLINI
  • (In)eficiência e qualidade na prestação dos serviços de atenção
    primária dos municípios do sudeste brasileiro nos modelos de
    administração direta e organizações sociais de saúde.

  • Orientador : MAURICIO ASSUERO LIMA DE FREITAS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADRIANA FALANGOLA BENJAMIN BEZERRA
  • ANA LUCIA FONTES DE SOUZA VASCONCELOS
  • ISLANDIA MARIA CARVALHO DE SOUSA
  • MAURICIO ASSUERO LIMA DE FREITAS
  • MONALIZA DE OLIVEIRA FERREIRA
  • Data: 26/04/2022

  • Mostrar Resumo
  •    

    A Atenção Primária à Saúde tem se consolidado nos diversos países como estratégia central à
    melhoria dos Sistemas Públicos de Saúde. No Brasil, ela vem passando por inúmeras
    mudanças, no financiamento e na forma da prestação de serviços de saúde por entidades
    privadas sem fins lucrativos ou, mais recentemente, por uma agência autônoma de direito
    privado do governo Federal, a Agência de Desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde.
    Ao mesmo tempo, o setor de saúde pública enfrenta inúmeros desafios como a capacidade de
    investimentos e o aumento da carga de doenças da população que podem comprometer os
    serviços prestados. Nesse sentido, a contratualização do poder público com organizações
    sociais de saúde tem sido realizada como uma alternativa à prestação de serviços públicos
    diretos, com o discurso oficial de melhorar, dentre outros, o acesso, a eficiência e a qualidade
    dos serviços prestados. O que se pergunta é até que ponto esta contratação é uma alternativa
    eficiente na prestação de cuidados primários. Apesar do progresso demonstrado na Atenção
    Primária à Saúde nos últimos anos, inclusive com maior cobertura da ESF, é plausível um
    estudo que avalie o desempenho das unidades produtivas. Neste sentido, o objetivo do estudo
    foi analisar os fatores que influenciam a eficiência ou ineficiência das Organizações Sociais
    de Saúde e da Administração Direta na prestação de cuidados primários dos municípios do
    Sudeste brasileiro e se os seus serviços são prestados com qualidade. Para tanto, essa tese
    divide-se em três artigos. No primeiro fez-se uma revisão sistemática para identificar, na
    literatura, o desempenho de entidades privadas sem fins lucrativos na prestação de serviços de
    Atenção Primária à Saúde e fatores que o influencia e compará-las com provedores públicos
    de serviços de saúde. Os resultados demonstraram que em termos de melhoria de acesso as
    entidades privadas sem fins lucrativos foram mais eficazes, entretanto, houve falta de
    evidências para afirmar a superioridade de um modelo de gestão sobre o outro. O segundo,
    objetivou analisar a eficiência do Estado na prestação de serviços da APS e a identificação de
    fatores que a influencia, tendo como amostra municípios da Região Sudeste comparando os
    modelos de gestão pela AD e por OSS, utilizando-se do modelo DEA BCC dois estágios,
    orientação produto, e da regressão Tobit. Os resultados mostraram que: (i) os scores médios
    de eficiência se apresentaram baixos para ambos os modelos de gestão analisados, com
    melhores resultados nos municípios de pequeno porte e com administração direta; (ii) apenas
    as variáveis ̳cobertura da atenção primária‘ e ̳índice de desenvolvimento municipal de
    educação e saúde‘, mostraram-se associadas à eficiência considerando todos os municípios da
    amostra e (iii) apenas as variáveis ̳total de despesas com pessoal por habitante‘ e ̳despesa
    total com saúde por habitante‘, mostraram-se associadas à eficiência nos municípios acima de
    100.000 habitantes. Para consolidar os achados anteriores, o terceiro artigo analisou o efeito
    de recursos humanos e materiais sobre indicadores de qualidade na atenção primária à saúde,
    tendo como base a Região Sudeste. Foi utilizada a correlação canônica, na qual se obteve uma
    correlação moderada em um dos pares e no outro não se observou significância estatística. Os
    resultados demonstraram que existe uma indicação de que ocorre desperdício de recursos,
    ensejando melhores práticas gerenciais. Por meio dos dados desta tese se pode inferir que a
    prestação de serviços na Atenção Primária à Saúde 

    tem espaço para melhorias e que a

    contratação de organizações sociais de saúde, ou outras entidades privadas, devem ser
    realizadas com cautela, pautada no estudo técnico e, não por questões ideológicas ou políticas
    sem o devido embasamento.


  • Mostrar Abstract
  •    

4
  • MARCELO VICTOR JOSE DE BARROS RIBEIRO
  • AVALIAÇÃO DOS DETERMINANTES DOS NÍVEIS DE MATURIDADE DE
    GERENCIAMENTO DE RISCOS DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS

  • Orientador : JERONYMO JOSE LIBONATI
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JERONYMO JOSE LIBONATI
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • LUIZ CARLOS MIRANDA
  • FRANCISCO DE SOUSA RAMOS
  • JOSE RAIMUNDO DE OLIVEIRA VERGOLINO
  • Data: 30/05/2022

  • Mostrar Resumo
  • A presente tese teve o objetivo de avaliar os determinantes dos níveis de maturidade de
    gerenciamento de riscos dos municípios brasileiros com mais de 50.000 habitantes. Para
    alcançar os resultados pretendidos foi enviado um questionário, subdividido em duas partes,
    para 207 municípios. A primeira parte tinha o propósito de se conhecer o perfil do gestor
    respondente, em relação ao seu tempo de contratação, tempo desempenhado na função atual,
    formação acadêmica e nível de escolaridade. Já a segunda parte, composta por 20 questões e
    formatado na escala likert, tinha por objetivo a verificação da aderência dos municípios às
    premissas do framework COSO-ERM 2017. Os scores foram comparados com variáveis
    socioeconômicas, a saber, riqueza dos municípios (PIB), performance (IFGF), dependência
    financeira (IDF), população e perfil do gestor, e através de uma regressão linear multivariada,
    verificou-se os determinantes do nível de maturidade de gerenciamento de riscos dos
    municípios analisados. A aderência dos municípios às premissas do framework COSO-ERM
    2017 indicou que para o item "Governança e Cultura", 33,14% ficaram na área de discordância,
    9,37% neutros e 57,49% concordantes. Em relação a "Estratégia e Definição de Objetivos",
    32,61% encontram-se em área de discordância, 12,20% neutros e 55,19% aderentes. No que
    tange "Desempenho", 42,13% ficaram em área de discordância, 15,85% neutros e 42,03% em
    área de concordância. Em relação a "Revisão", 38,16% estão em área de discordância, 14,50%
    neutros e 47,34% aderentes. No que tange "Informação, comunicação e reporte" 66,83% das
    entidades municipais aderem 

    ao que dispõe o framework, 23,67% estão em área de discordância
    e 9,50% estão neutros. De forma geral, se forem considerados o somatório das áreas de
    discordância (AD) e neutros (N), verificou-se que 46,23% dos municípios brasileiros ainda não
    atendem aos princípios do COSO. Em relação ao score do nível de maturidade de
    gerenciamento de riscos, a região sudeste obteve 26 municípios com score avançado, 30
    intermediários, 25 básicos e 1 inicial. Já a região nordeste dispôs de 25 municípios com
    pontuação “avançado”, 17 “intermediário”, 10 básicos e 2 iniciais. A região sul com 13
    avançados, 21 intermediários, 13 básicos. A região norte obteve 3 municípios avançados, 6
    intermediários e 3 básicos. O centro-oeste obteve 9 municípios “intermediários” e 3 “básicos”.
    Em seguida, foram investigados, através de regressão linear multivariada, os possíveis
    determinantes do nível de maturidade de gerenciamento de riscos dos municípios. Os resultados
    apontam que o índice de dependência financeira está relacionado ao nível de maturidade de GR.
    Estima-se que um aumento de 10% no IDF provoca um acréscimo de 3,38 pontos no score.
    Ademais, a formação acadêmica em direito se correlacionou positivamente com o score
    enquanto a formação acadêmica em administração de forma negativa. Como principais
    limitações, aponta-se o fato de a análise ter sido feita a partir da auto avaliação dos gestores.
    Sugerem-se como pesquisas futuras, a realização de entrevistas e utilização de outros dados
    secundários, tais como relatórios de auditoria intern e externa, a fim de avaliar se os municípios, de fato, adotam práticas de gerenciamento de riscos.


  • Mostrar Abstract
  • PROPOSTA DE MODELO DE GERENCIAMENTO DE RISCOS FINANCEIROS PARA MUNICÍPIOS BRASILEIROS

5
  • MARCO TULIO JOSE DE BARROS RIBEIRO
  •  Influência das Transferências Intergovernamentais na Arrecadação de Receita Tributária Municipal

  • Orientador : YONY DE SA BARRETTO SAMPAIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • YONY DE SA BARRETTO SAMPAIO
  • JERONYMO JOSE LIBONATI
  • FRANCISCO DE SOUSA RAMOS
  • GUSTAVO RAMOS SAMPAIO
  • JOSE RAIMUNDO DE OLIVEIRA VERGOLINO
  • Data: 24/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta tese consiste em analisar as transferências intergovernamentais no
    processo de geração de receita tributária própria sob as perspectivas política, gestão fiscal
    e desenvolvimento municipal brasileiro. Para os críticos, em geral, as transferências do
    governo central ajudam a financiar a prestação de serviços públicos municipais, por outro
    lado, minam a autonomia fiscal local, evitando a necessidade de geração de receita
    tributária própria. Porém, as transferências intergovernamentais são, necessariamente,
    perversas como a literatura enfatiza como efeito freerider (“preguiça fiscal”)? Para
    análise, no que tange às variáveis que serão utilizadas, aquela a ser explicada é a geração
    de receita tributária per capita (RTp). Para as variáveis explicativas, foram estabelecidas
    três dimensões de análise para cada Região Brasileira, onde cada dimensão se refere às
    hipóteses formuladas nesta tese, conforme identificação à seguir: Dimensão Política
    (DP): “as transferências intergovernamentais para governos municipais alinhados
    politicamente estimulam a geração de receita tributária municipal”; Dimensão Gestão
    Fiscal (DGF): “as transferências intergovernamentais para municípios com gestão fiscal
    responsável estimulam a geração de receita tributária municipal” e Dimensão
    Desenvolvimento Municipal (DDM): “as transferências intergovernamentais expandem
    as economias locais, estimulando a geração de receita tributária municipal”. A tabulação
    e análise dos dados em painel utilizando modelos Log-Log foram realizadas no programa
    estatístico RStudio, utilizando linguagem R, versão 4.1.2, cujo período de análise foi de
    2005 à 2019, em razão da disponibilidade dos dados, perfazendo um horizonte de análise
    de 15 anos. Após análise e consolidação, restaram identificados 4.753 cidades,
    representando 85,33% do total de municípios brasileiros. Os achados desta tese
    apresentaram os seguintes níveis de conformidade, de forma que quanto mais próximo de
    1 mais aderente à hipótese formulada: 0,75 de conformidade para municípios da amostra
    localizados nas Regiões Norte e Nordeste em detrimento das demais regiões, com índice
    de 0,5 de aderência (dimensão política); 0,50 de nível de conformidade para todas as
    regiões brasileiras, com exceção no observado para a Região Centro Oeste, com índice
    de 0,25 de aderência (dimensão gestão fiscal); e 0,75 de aderência para municípios
    localizados nas Regiões Sul e Sudeste enquanto que nas demais regiões brasileiras foi
    observado um índice de 0,25 (dimensão desenvolvimento municipal). No contexto
    municipal, a partir dos resultados da presente tese, nota-se que a dependência das
    Transferências Intergovernamentais tem uma especificidade geográfica bem definida,
    com concentração, principalmente, nas Regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste. Isto quer
    dizer que o problema das desigualdades observadas nos resultados empíricos, na qual
    municípios de Regiões ricas ficam mais ricos com o atual sistema brasileiro de
    transferências intergovernamentais em detrimento de outras cidades em Regiões com
    problemas conjunturais e estruturais, deve ser reformado tendo como base a eficácia do
    sistema de transferências. A eficácia de um modelo conceitual para fortalecimento de um
    Sistema de Transferências baseado em Desempenho Municipal (STDM), como
    apresentado nesta tese, promove ao menos três vantagens para o país, numa perspectiva
    futura de reformas: baseia-se na avaliação municipal em cada Região Brasileira tendo

    como base indicadores de desempenho das cidades, evitando lobby por parte dos
    governos subnacionais; um STDM, se projetado adequadamente, pode eliminar o
    desincentivo inerente ao sistema de transferências intergovernamentais e; mais
    importante, pode ser um meio eficaz para abordar questões de disparidade regional.
    Assim, este estudo vem contribuir com o design de reformas no ambiente das
    transferências intergovernamentais, visando incentivos construtivos orientados a
    resultado de governos municipais.


  • Mostrar Abstract
  • Influência das Transferências Intergovernamentais na Arrecadação de Receita Tributária Municipal

6
  • JULIANA GONCALVES DE ARAUJO
  • O jeito startup de gerenciar e a crise: investigação sobre o papel da crise no uso de práticas de controle gerencial

  • Orientador : LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • CLAUDIO DE ARAUJO WANDERLEY
  • DANIEL JOSE CARDOSO DA SILVA
  • ANTÔNIO GUALBERTO PEREIRA
  • CLAYTON LEVY LIMA DE MELO
  • Data: 30/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • Estudos anteriores analisaram pequenas empresas e startups quanto ao uso de Sistemas de
    Controle Gerenciais (SCGs) e/ou Práticas de Contabilidade Gerencial (PCGs), mas não tiveram a
    oportunidade de discutir tais resultados em um contexto de crise econômica e de saúde. O
    presente estudo, portanto, avança nesse sentido, tendo como base a Teoria de Contingência, e
    objetivando analisar como as startups têm utilizado sistemas de controle gerencial em
    períodos de crise econômica. Por utilizar uma abordagem qualitativa, fazendo uso de
    entrevistas, o estudo conseguiu encontrar as motivações para o uso, seja na forma de adoção
    ou intensificação, de SCGs em startups. As empresas representadas por esse estudo são
    startups que possuem uma base tecnológica para operacionalização de seu negócio e tiveram
    sua fundação em um período pré-pandêmico, sendo representadas por entrevistados(as) que
    tinham o perfil de influência no processo decisório (ex.: CEO, COO, sócio-fundador, entre
    outros). Os resultados obtidos foram alcançados por meio de uma análise temática, através de
    codificação e categorização dos temas emergentes. Os principais resultados encontrados
    sinalizam que a crise é um fator externo à organização e que desempenha influência nas
    características organizacionais, sendo identificadas como fontes de financiamento (fator
    externo à organização), crescimento (estágio de ciclo de vida organizacional) e tamanho, sendo
    essas duas últimas fatores internos à organização, sendo esses os principais influenciadores na
    adoção de SCGs, com maior destaque às fontes de financiamento, majoritariamente obtido em
    rodadas de investimentos. Ademais, foi possível compreender que a crise ocasionou mudanças
    organizações, as quais promoveram oportunidades para os negócios (a exemplo da promoção
    da escalabilidade do produto e adaptabilidade ao ambiente digital e remoto), assim como
    desafios (como a redefinição de produtos e serviços prestados, a alta rotatividade do time e
    um cenário de incerteza do pós-crise). Conclui-se, portanto, que a crise é um propulsor de
    mudanças organizações, mas que ela, isoladamente, não é o fator que está diretamente
    relacionado ao uso de SCGs, visto que tais organizações estão sob constantes crises por
    estarem inseridas em um cenário de incerteza.


  • Mostrar Abstract
  • O USO DA TECNOLOGIA COMO PROMOÇÃO DA ADOÇÃO DE PRÁTICAS DE CONTABILIDADE GERENCIAL
    POR MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

7
  • MARCIO NUNES DA SILVA
  • Uma quebra de paradigmas na auditoria independente? A tecnologia blockchain e sua influência na competência e independência do auditor externo

  • Orientador : MARCIA FERREIRA NEVES TAVARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANA LUCIA FONTES DE SOUZA VASCONCELOS
  • CLAUDIO DE ARAUJO WANDERLEY
  • ILSE MARIA BEUREN
  • MARCELO BOTELHO DA COSTA MORAES
  • MARCIA FERREIRA NEVES TAVARES
  • Data: 29/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo da tese foi evidenciar como a tecnologia blockchain influencia na independência e competência dos auditores externos. Para alcançar este objetivo, três artigos foram realizados. O objetivo do primeiro artigo foi realizar uma revisão sistemática acerca da influência da tecnologia blockchain na independência e competência dos auditores externos. O primeiro passo foi a realização da busca pelos artigos nas bases científicas (Scopus, Web of Science, Science direct e nas revistas que fazem parte do The American Accounting Association). Em seguida, houve a exclusão dos artigos repetidos em cada base. Após as exclusões de artigos repetidos, foi realizada a leitura do título e resumo de cada pesquisa e, após analisar as que não tratavam da temática abordada neste estudo, foram excluídos. Por fim, foi realizada a leitura completa dos artigos para que fosse extraída a amostra da pesquisa. A análise se baseou nas categorias da competência do auditor e nas categorias da independência do auditor, definidas com base na literatura. Foi realizada a leitura completa de cada artigo da amostra e cada trecho referente a categoria relacionada foi agrupada em uma planilha do aplicativo Ms Excel 2016. Após finalizar a leitura e a planilha das categorias, foi realizada a análise do resultado. Por fim foram criados dois frameworks conceituais baseados nos resultados da pesquisa. Enquanto que o segundo artigo teve o objetivo de explorar como os auditores vêm percebendo as transformações que a blockchain está promovendo no setor de auditoria, sobretudo quanto à competência e a independência dos auditores independentes. A estratégia de pesquisa adotada neste estudo foi o questionário. O questionário da pesquisa foi elaborado e validado por um grupo focal formado por professores e profissionais do mercado. Após a realização do grupo focal, o questionário foi alterado e os convites a(os) auditore(a)s foram enviados por meio da plataforma LinkedIn. O critério para a escolhas das empresas se baseou na lista das 6 maiores empresas de auditoria do mundo. Foram enviadas 113 mensagens, a(o)s auditore(a)s, pela rede social LinkedIn, mas apenas 12 responderam. Os resultados evidenciaram que que há uma expectativa positiva dos auditores quanto à influência da blockchain na competência e independência dos auditores, mas que ainda estão descobrindo e aprendendo sobre a tecnologia e seus impactos. Por fim, no terceiro artigo foi realizado um estudo de caso com a finalidade de averiguar a atuação da auditoria independente, na percepção dos gestores, de um hipermercado que já utiliza a tecnologia blockchain, sobretudo quanto à competência e a independência dos auditores externos. A estratégia de pesquisa adotada neste artigo foi o estudo de caso em um hipermercado, denominado pela pesquisa de empresa Alfa. Após a elaboração do questionário foi realizado um grupo focal para validá-lo. Na reunião com o grupo focal, os participantes sugeriram que houvesse a redução no número de perguntas, que a rede social LinkedIn fosse adotada para entrar em contato com possíveis participantes da pesquisa e que as perguntas fossem mais objetivas. Todas as sugestões foram atendidas e o questionário foi ajustado. O processo de coleta dos dados, foi realizado por meio de entrevistas com 04 membros-chave que possuíam conhecimento sobre a blockchain, as quais foram gravadas. A interpretação dos dados foi concebida a partir de uma triangulação entre documentos fornecidos pelas empresas, pelas entrevistas, observação direta e literatura. Os resultados dos três artigos demonstraram o quanto a temática sobre blockchain na auditoria ainda é incipiente e o quanto ainda há o que avançar. Convergindo todos os resultados desta tese construiu-se um framework que unifica os conceitos de forma sistemática.


  • Mostrar Abstract
  •     

8
  • SHEILA SAYURI KATAOKA
  • INFLUÊNCIA DA SITUAÇÃO FINANCEIRA DAS PATROCINADORAS NAS DECISÕES DE ALOCAÇÃO DOS RECURSOS DOS PLANOS DE BENEFÍCIO DEFINIDO

  • Orientador : CHARLES ULISES DE MONTREUIL CARMONA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CHARLES ULISES DE MONTREUIL CARMONA
  • LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS
  • MARCOS ROBERTO GOIS DE OLIVEIRA MACEDO
  • LUIZ CARLOS SANTOS JUNIOR
  • WILSON TOSHIRO NAKAMURA
  • Data: 29/09/2022

  • Mostrar Resumo
  •  

    RESUMO
     
    Na literatura sobre transferência de riscos envolvendo o ativo financeiro dos planos de benefício definido, existe uma lacuna em relação ao comportamento de alocação dos recursos nos planos em que não há a presença obrigatória de um seguro para cobertura de eventuais problemas de repasse de contribuições por parte das empresas patrocinadoras. Assim, o objetivo desse estudo foi investigar os aspectos da situação financeira das patrocinadoras que podem ser associados à decisão na alocação dos recursos dos planos de benefício definido das Entidades Fechadas de Previdência Complementar brasileiras no período anual de 2013 a 2019. Foram analisados 134 planos de benefícios, e suas respectivas patrocinadoras, durante o período de 7 anos, totalizando 938 observações. A alocação de recursos foi dividida em categorias de decisão de acordo com a composição das carteiras, variando da decisão D1, onde os recursos são aplicados 100% no segmento de renda fixa, até a decisão D7, em que menos de 50% dos recursos são aplicados em renda fixa e o restante está divido entre renda variável e outros segmentos, com maior percentual de alocação nesse segundo grupo. Essa tese segue uma metodologia quantitativa, através da adaptação do modelo utilizado por Guan e Lui (2016), com a técnica estatística de regressão pelo modelo logístico multinomial. Os resultados encontrados nessa pesquisa mostram que o nível de financiamento, o grau de solvência, o tamanho da empresa e a alavancagem financeira, são aspectos sobre a situação financeira da patrocinadora que podem influenciar à decisão na alocação dos recursos dos planos. Além disso, aspectos ligados ao plano previdenciário, como: rentabilidade passada, maturidade financeira e solvência atuarial também podem ser associados à decisão de alocação. Não foram encontradas evidências estatísticas que comprovem a existência de transferência de riscos, porém os resultados encontrados são consistentes com estudos anteriores que confirmam a existência de uma postura de gerenciamento de riscos. Dessa forma, essa pesquisa contribui para o debate sobre a relação entre o portifólio dos planos previdenciários e a situação financeira da patrocinadora, a partir da perspectiva de que fatores como inexistência de adesão obrigatória a um seguro e tipificação jurídica da empresa patrocinadora podem ser considerados entre os determinantes que caracterizam a transferência ou o gerenciamento de riscos.

     


  • Mostrar Abstract
  •  

    RESUMO
     
    Na literatura sobre transferência de riscos envolvendo o ativo financeiro dos planos de benefício definido, existe uma lacuna em relação ao comportamento de alocação dos recursos nos planos em que não há a presença obrigatória de um seguro para cobertura de eventuais problemas de repasse de contribuições por parte das empresas patrocinadoras. Assim, o objetivo desse estudo foi investigar os aspectos da situação financeira das patrocinadoras que podem ser associados à decisão na alocação dos recursos dos planos de benefício definido das Entidades Fechadas de Previdência Complementar brasileiras no período anual de 2013 a 2019. Foram analisados 134 planos de benefícios, e suas respectivas patrocinadoras, durante o período de 7 anos, totalizando 938 observações. A alocação de recursos foi dividida em categorias de decisão de acordo com a composição das carteiras, variando da decisão D1, onde os recursos são aplicados 100% no segmento de renda fixa, até a decisão D7, em que menos de 50% dos recursos são aplicados em renda fixa e o restante está divido entre renda variável e outros segmentos, com maior percentual de alocação nesse segundo grupo. Essa tese segue uma metodologia quantitativa, através da adaptação do modelo utilizado por Guan e Lui (2016), com a técnica estatística de regressão pelo modelo logístico multinomial. Os resultados encontrados nessa pesquisa mostram que o nível de financiamento, o grau de solvência, o tamanho da empresa e a alavancagem financeira, são aspectos sobre a situação financeira da patrocinadora que podem influenciar à decisão na alocação dos recursos dos planos. Além disso, aspectos ligados ao plano previdenciário, como: rentabilidade passada, maturidade financeira e solvência atuarial também podem ser associados à decisão de alocação. Não foram encontradas evidências estatísticas que comprovem a existência de transferência de riscos, porém os resultados encontrados são consistentes com estudos anteriores que confirmam a existência de uma postura de gerenciamento de riscos. Dessa forma, essa pesquisa contribui para o debate sobre a relação entre o portifólio dos planos previdenciários e a situação financeira da patrocinadora, a partir da perspectiva de que fatores como inexistência de adesão obrigatória a um seguro e tipificação jurídica da empresa patrocinadora podem ser considerados entre os determinantes que caracterizam a transferência ou o gerenciamento de riscos.

     

9
  • LIVIA VILAR LEMOS
  • “O SEGREDO MORA NOS PEQUENOS DETALHES?” A RELAÇÃO ENTRE FATORES DA EMPRESA E O POSICIONAMENTO DO AUDITOR INDEPENDENTE SOBRE CONTINUIDADE OPERACIONAL

  • Orientador : MARCIA FERREIRA NEVES TAVARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CESAR AUGUSTO TIBURCIO SILVA
  • GUILLERMO OSCAR BRAUNBECK
  • MARCIA FERREIRA NEVES TAVARES
  • VAGNER ANTONIO MARQUES
  • VINICIUS GOMES MARTINS
  • Data: 30/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • A opinião modificada do auditor relativa à continuidade operacional é cunhada na literatura acadêmica sob o termo Going-concern Opinion (GCO) e é estudada como um dos atributos de qualidade de auditoria. Uma das lacunas da literatura sobre o tema é compreender os determinantes que embasam a decisão do auditor sobre a GCO em países como o Brasil, cujo contexto institucional é diferente dos países anglo-saxões onde se é realizada a maior parte das pesquisas sobre o assunto. Considerando esse contexto, o objetivo desta tese foi analisar os fatores acerca da firma auditada relacionados ao posicionamento do auditor independente referente ao uso da base contábil de continuidade operacional. Os indicadores contábeis, os reportes de situações de insolvência (recuperação judicial e falência) e os responsáveis pela auditoria contratada constituem os fatores relacionados à firma; já o posicionamento do auditor é caracterizado pelo tipo de opinião proferida e o conteúdo dos parágrafos de ênfases sobre continuidade operacional, presentes no Relatório do Auditor Independente (RAI). A base de dados da pesquisa foi construída a partir das demonstrações financeiras padronizadas e dos RAI de 393 companhias abertas listadas na bolsa de valores brasileira, no período de 2010 a 2015, totalizando 2.113 observações. Esses dados e os reportes das situações de insolvência das empresas foram coletados no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Utilizou-se a análise de conteúdo no RAI para a construção das variáveis sobre o posicionamento do auditor (GCO, tipo da opinião e ênfase). Na abordagem empírica foram aplicados modelos econométricos que incluem características de natureza contábil/financeira, fatores de ordem não-financeira e intrínsecos às empresas de capital aberto, bem como a consideração de efeitos fixos de setor, da firma auditada, do auditor e da empresa de auditoria. Foram empregados os Métodos dos Mínimos Quadrados Ordinários, Logit, Probit e Multinomial Logit a fim de se atingir o objetivo geral proposto. Os principais resultados obtidos na pesquisa consistem na associação estatística entre a GCO e os indicadores contábeis da liquidez corrente, liquidez geral, caixa operacional, caixa de investimentos, PL negativo, prejuízo operacional e imobilização, quando considerado o efeito fixo de setor. Entretanto, ao considerar as características intrínsecas (constantes no tempo) da firma, em conjunto com as características dos responsáveis pela auditoria, o fato de a firma sinalizar a recuperação judicial capta a relevância dos indicadores contábeis como fator para a emissão da GCO. Os resultados obtidos apresentam-se robustos após o balanceamento dos painéis, a winsorização das variáveis contínuas e testes com os métodos Logit e Probit.


  • Mostrar Abstract
  • UM ESTUDO SOBRE OS FATORES DA EMISSÃO DE GOING-CONCERN OPINION NO BRASIL

2021
Dissertações
1
  • GIANCARLO FREIRE GALINDO
  • Lead Time entre Empenho e Liquidação: Uma Análise do Exército

    Brasileiro

  • Orientador : MARCOS ROBERTO GOIS DE OLIVEIRA MACEDO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JERONYMO JOSE LIBONATI
  • MARCOS ROBERTO GOIS DE OLIVEIRA MACEDO
  • NADI HELENA PRESSER
  • Data: 23/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • O trabalho, composto de duas partes, analisa o prazo para liquidação dos empenhos
    realizados em 2018 e 2019 por diferentes unidades do Exército Brasileiro. No primeiro
    ensaio, são analisadas as unidades presentes nos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas,
    Pernambuco e Paraíba e; no segundo ensaio, é abrangida toda a região Nordeste e suas
    unidades. Em ambos os casos, são testados modelos matemáticos para aferir se há
    significância entre a variável dependente e as variáveis independentes selecionadas, e
    então, são observados os prazos necessários em diferentes contextos para a liquidação
    da despesa pública, buscando aferir o prazo médio individualmente. Da análise, é
    possível observar que há diferenças importantes no lead time envolvendo características
    distintas. O estudo, ao utilizar também estatística descritiva para aferição do lead time,
    torna-se relevante e oferece oportunidades de melhoria aos gestores ao permitir que
    sejam identificados empenhos com certas características que os tornam mais propensos
    a uma maior ou menor eficiência quanto ao prazo para liquidação e, desta forma,
    também podem contribuir para a melhoria do desempenho da entidade pública.


  • Mostrar Abstract
  • O trabalho, composto de duas partes, analisa o prazo para liquidação dos empenhos
    realizados em 2018 e 2019 por diferentes unidades do Exército Brasileiro. No primeiro
    ensaio, são analisadas as unidades presentes nos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas,
    Pernambuco e Paraíba e; no segundo ensaio, é abrangida toda a região Nordeste e suas
    unidades. Em ambos os casos, são testados modelos matemáticos para aferir se há
    significância entre a variável dependente e as variáveis independentes selecionadas, e
    então, são observados os prazos necessários em diferentes contextos para a liquidação
    da despesa pública, buscando aferir o prazo médio individualmente. Da análise, é
    possível observar que há diferenças importantes no lead time envolvendo características
    distintas. O estudo, ao utilizar também estatística descritiva para aferição do lead time,
    torna-se relevante e oferece oportunidades de melhoria aos gestores ao permitir que
    sejam identificados empenhos com certas características que os tornam mais propensos
    a uma maior ou menor eficiência quanto ao prazo para liquidação e, desta forma,
    também podem contribuir para a melhoria do desempenho da entidade pública.

2
  • LUANA LEITE PEREIRA DOS SANTOS
  • JUSTIÇA ATUARIAL: VISÃO DOS PROFESSORES DA UNIVERSIDADE

    FEDERAL DE PERNAMBUCO

  • Orientador : FILIPE COSTA DE SOUZA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • FILIPE COSTA DE SOUZA
  • ROMMEL DE SANTANA FREIRE
  • WILTON BERNARDINO DA SILVA
  • Data: 26/08/2021

  • Mostrar Resumo
  • Sendo a ciência contábil a ciência da produção de informação a nível patrimonial, econômico,
    e financeiro, que possa subsidiar a tomada de decisão, e levando em consideração que as
    ciências sociais se valem de princípios comportamentais para estudar determinados fenômenos,
    o presente estudo objetivou identificar a visão dos professores da Universidade Federal de
    Pernambuco acerca do tema de justiça atuarial. Em linhas gerais, justiça atuarial propõe que as
    pessoas (indivíduos e organizações) numa relação de contratos que envolva riscos arquem
    proporcionalmente com cada risco a que estão expostos. Foi inquerido acerca da opinião sobre
    temas como a idade mínima para aposentadoria diferente para homens e mulheres, preço do
    seguro automotivo com base em sexo, valor da mensalidade de plano de saúde com base em
    sexo, se consideram os seguros pay per use justos, e por fim tópicos diversos sobre o
    compartilhamento de informação com seguradoras. Além disso eles foram questionados a
    respeito de seus respectivos sexos, idade, renda, área de formação e contratos de seguros que
    possuem, a fim de associar esses traços de perfis com as questões sobre seus pontos de vista.
    Foram aplicados 600 questionários com os professores através de seus e-mails, dos quais 422
    obtiveram respostas válidas para fins de observação. Além da análise descritiva dos dados,

    foram aplicados testes qui-quadrado de Pearson, teste exato de Fisher, teste U de Mann-
    Whitney, e o Kruskal-Wallis, utilizando os softwares Microsoft Excel® e IBM SPSS® versão

    25. Entre os principais resultados, observou-se que a maioria dos indivíduos (56%) concordam
    com a igualdade dos sexos na idade mínima para aposentadoria, e que não há diferença
    significativa entre homens e mulheres nessa opinião. O estudo também identificou que 51%
    desses professores acreditam que o preço do seguro automotivo deveria ser igual para ambos
    os sexos, mesmo sendo indicado que mulheres sofrem menos acidentes de trânsito em relação
    aos homens, o que vai de encontro ao conceito de justiça atuarial, uma vez que de acordo com
    essa informação dada os homens correm mais riscos que as mulheres nesse sentido, e, portanto,
    deveriam arcar com prêmios maiores no seguro automotivo. Nesse mesmo sentido foi
    identificado que 91% dos professores concordaram com uma mensalidade de plano de saúde
    igual para ambos os

    os sexos, mesmo sendo informado que as mulheres se consultam com mais
    frequência que os homens. Por fim, identificou-se que, dos 11 tipos de informações elencadas
    para compor a formação do preço de plano de saúde, em média os indivíduos estariam dispostos
    a compartilhar aproximadamente 4, sendo idade a que possui maior concordância (73%), e
    informações genéticas a que possui maior aversão (58%). Dentre todas as opções listadas para
    seguradoras de automóvel, localização em tempo real é a que os indivíduos têm maior aversão
    a compartilhar (75%), enquanto o histórico de multas é a que possui maior concordância (86%)
    com o compartilhamento. Existe uma lacuna de 5% de indivíduos que se mantém neutros, sem
    aceitar compartilhar nenhuma informação, mas também não rejeitando nenhuma delas,
    enquanto 3% deles aceitariam informar todos os itens elencados. Também foi identificado que
    existe associação entre o fato de o indivíduo possuir seguro automotivo e as opções de
    informações elencadas para compartilhamento, havendo maior concordância, mas, ao mesmo
    tempo maior aversão, em média, do que os professores que não possuem seguro automotivo.
    Além disso foi observado que quanto mais contratos de seguros os indivíduos possuem, mais
    informações em média eles estão dispostos a compartilhar tanto com seguradoras de automóveis
    quanto com operadoras de planos de saúde. Como sugestão para estudos futuros indica-se
    aumentar a variedade de perfis de indivíduos a fim de reduzir a uniformidade de fatores como
    profissão, renda, estabilidade no mercado de trabalho, entre outros.


  • Mostrar Abstract
  • Sendo a ciência contábil a ciência da produção de informação a nível patrimonial, econômico,
    e financeiro, que possa subsidiar a tomada de decisão, e levando em consideração que as
    ciências sociais se valem de princípios comportamentais para estudar determinados fenômenos,
    o presente estudo objetivou identificar a visão dos professores da Universidade Federal de
    Pernambuco acerca do tema de justiça atuarial. Em linhas gerais, justiça atuarial propõe que as
    pessoas (indivíduos e organizações) numa relação de contratos que envolva riscos arquem
    proporcionalmente com cada risco a que estão expostos. Foi inquerido acerca da opinião sobre
    temas como a idade mínima para aposentadoria diferente para homens e mulheres, preço do
    seguro automotivo com base em sexo, valor da mensalidade de plano de saúde com base em
    sexo, se consideram os seguros pay per use justos, e por fim tópicos diversos sobre o
    compartilhamento de informação com seguradoras. Além disso eles foram questionados a
    respeito de seus respectivos sexos, idade, renda, área de formação e contratos de seguros que
    possuem, a fim de associar esses traços de perfis com as questões sobre seus pontos de vista.
    Foram aplicados 600 questionários com os professores através de seus e-mails, dos quais 422
    obtiveram respostas válidas para fins de observação. Além da análise descritiva dos dados,

    foram aplicados testes qui-quadrado de Pearson, teste exato de Fisher, teste U de Mann-
    Whitney, e o Kruskal-Wallis, utilizando os softwares Microsoft Excel® e IBM SPSS® versão

    25. Entre os principais resultados, observou-se que a maioria dos indivíduos (56%) concordam
    com a igualdade dos sexos na idade mínima para aposentadoria, e que não há diferença
    significativa entre homens e mulheres nessa opinião. O estudo também identificou que 51%
    desses professores acreditam que o preço do seguro automotivo deveria ser igual para ambos
    os sexos, mesmo sendo indicado que mulheres sofrem menos acidentes de trânsito em relação
    aos homens, o que vai de encontro ao conceito de justiça atuarial, uma vez que de acordo com
    essa informação dada os homens correm mais riscos que as mulheres nesse sentido, e, portanto,
    deveriam arcar com prêmios maiores no seguro automotivo. Nesse mesmo sentido foi
    identificado que 91% dos professores concordaram com uma mensalidade de plano de saúde
    igual para ambos os

    os sexos, mesmo sendo informado que as mulheres se consultam com mais
    frequência que os homens. Por fim, identificou-se que, dos 11 tipos de informações elencadas
    para compor a formação do preço de plano de saúde, em média os indivíduos estariam dispostos
    a compartilhar aproximadamente 4, sendo idade a que possui maior concordância (73%), e
    informações genéticas a que possui maior aversão (58%). Dentre todas as opções listadas para
    seguradoras de automóvel, localização em tempo real é a que os indivíduos têm maior aversão
    a compartilhar (75%), enquanto o histórico de multas é a que possui maior concordância (86%)
    com o compartilhamento. Existe uma lacuna de 5% de indivíduos que se mantém neutros, sem
    aceitar compartilhar nenhuma informação, mas também não rejeitando nenhuma delas,
    enquanto 3% deles aceitariam informar todos os itens elencados. Também foi identificado que
    existe associação entre o fato de o indivíduo possuir seguro automotivo e as opções de
    informações elencadas para compartilhamento, havendo maior concordância, mas, ao mesmo
    tempo maior aversão, em média, do que os professores que não possuem seguro automotivo.
    Além disso foi observado que quanto mais contratos de seguros os indivíduos possuem, mais
    informações em média eles estão dispostos a compartilhar tanto com seguradoras de automóveis
    quanto com operadoras de planos de saúde. Como sugestão para estudos futuros indica-se
    aumentar a variedade de perfis de indivíduos a fim de reduzir a uniformidade de fatores como
    profissão, renda, estabilidade no mercado de trabalho, entre outros.

3
  • JOÃO MARCOS AUAD SCALDINI
  • BALANÇO CONTÁBIL DAS NAÇÕES: EVIDÊNCIAS
    EMPÍRICAS DAS PARTICIPAÇÕES DOS MUNICÍPIOS
    DAS MESORREGIÕES DAS CAPITAIS DO NORDESTE
    BRASILEIRO NA PRESERVAÇÃO DO MEIO
    AMBIENTE

  • Orientador : RAIMUNDO NONATO RODRIGUES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSÉ ROBERTO KASSAI
  • JERONYMO JOSE LIBONATI
  • RAIMUNDO NONATO RODRIGUES
  • Data: 17/11/2021

  • Mostrar Resumo
  •    

    O objetivo desta dissertação é verificar por meio da metodologia do Balanço Contábil
    das Nações (BCN), qual a participação dos municípios das Mesorregiões das
    Capitais do Nordeste na preservação do meio ambiente. O presente estudo é
    caracterizado como empírico, exploratório, longitudinal e documental que, com a
    utilização de dados secundários verifica-se os indicadores que compõem o balanço
    contábil das nações; em quais condições o método BCN pode ser aplicado a um
    contexto regional e sua elaboração para as mesorregiões das capitais do Nordeste e
    um consolidado da região; e a elaboração de um cenário projetado para 2050.
    Utilizou-se como população os municípios da região Nordeste e a amostra
    selecionada foi representada pelos 122 municípios que compõem as mesorregiões
    das capitais do Nordeste, correspondentes a 50,57% do PIB da região. Os principais
    achados foram: identificação dos indicadores que compõem o balanço contábil das
    nações, como: Produto Interno Bruto (PIB), PIB per capita, População, Tonelada
    Equivalente de Petróleo (TEP), Consumo de Energia em TEP per capita,
    Depreciação, Estoque MtC, Sequestro MtC e Emissão MtC; constatação de que as
    mesorregiões das capitais do Nordeste encontra-se em uma situação patrimonial
    deficitária, tendo 79 municípios com resultados positivos, porém 16 municípios
    encontram-se com o Patrimônio Líquido Ambiental muito próximo de zero, indicando

    que se não houver redução na emissão de CO2 tais municípios se tornarão
    deficitários. Ademais o Patrimônio Líquido Ambiental dos nove piores municípios é
    13,7 vezes menor e degrada 1,5 vezes mais o meio ambiente em relação aos nove
    melhores municípios que tem menos polos industriais e mais preocupações
    socioambientais. O cenário projetado para 2050 demonstra uma situação muito
    preocupante e que se não diminuir a emissão de carbono e desmatamento a região
    Nordeste entrará em situação crítica para com o meio ambiente.


  • Mostrar Abstract
  •    

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa04.ufpe.br.sigaa04