PPGECCSA PROGRAMA DE POS-GRADUACAO EM ECONOMIA - CCSA DEPARTAMENTO DE ECONOMIA - CCSA Telefone/Ramal: Não informado
Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFPE

2022
Dissertações
1
  • FERNANDA DA SILVA
  • O impacto da pré-escola sobre as habilidades socioemocionais e cognitivas

  • Orientador : TATIANE ALMEIDA DE MENEZES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • NAERCIO AQUINO MENEZES FILHO
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • TATIANE ALMEIDA DE MENEZES
  • Data: 31/03/2022

  • Mostrar Resumo
  • A pré-escola é o primeiro ambiente escolar de convivência entre as crianças. Existem diversas evidências apontando os benefícios da entrada neste ambiente sobre o rendimento escolar no futuro, as chamadas habilidades cognitivas. No entanto, a literatura ainda é muito escassa sobre a relação entre esta primeira etapa escolar e o desenvolvimento de habilidades socioemocionais. Assim, esta pesquisa visa contribuir ao mensurar o impacto médio da pré-escola sobre as habilidades socioemocionais e cognitivas, para crianças pertencentes ao sétimo ano do ensino fundamental. Os dados que medem essas habilidades foram providenciados pela pesquisa primária da Fundação Joaquim Nabuco, para o ano de 2018, em que as habilidades socioemocionais foram mensuradas através do Instrumento SENNA e as aptidões cognitivas mediante notas de provas de matemática e português. O estudo foi feito para escolas públicas do município de Recife, no estado de Pernambuco, sendo estas escolas escolhidas de forma aleatória. Para mensurar estes efeitos, foi aplicado a metodologia de mínimos quadrados em dois estágios a um modelo IV-SLX, sendo utilizado como instrumento a pré-escola realizada pelos amigos indiretos. A partir deste modelo, foram encontrados alguns resultados significativos: (i) a pré-escola possui, em média, impacto positivo sobre as habilidades socioemocionais de autogestão e de assertividade no engajamento com os outros e (ii) a pré-escola demonstrou, em média, efeito positivo sobre as habilidades cognitivas.


  • Mostrar Abstract
  • A pré-escola é o primeiro ambiente escolar de convivência entre as crianças. Existem diversas evidências apontando os benefícios da entrada neste ambiente sobre o rendimento escolar no futuro, as chamadas habilidades cognitivas. No entanto, a literatura ainda é muito escassa sobre a relação entre esta primeira etapa escolar e o desenvolvimento de habilidades socioemocionais. Assim, esta pesquisa visa contribuir ao mensurar o impacto médio da pré-escola sobre as habilidades socioemocionais e cognitivas, para crianças pertencentes ao sétimo ano do ensino fundamental. Os dados que medem essas habilidades foram providenciados pela pesquisa primária da Fundação Joaquim Nabuco, para o ano de 2018, em que as habilidades socioemocionais foram mensuradas através do Instrumento SENNA e as aptidões cognitivas mediante notas de provas de matemática e português. O estudo foi feito para escolas públicas do município de Recife, no estado de Pernambuco, sendo estas escolas escolhidas de forma aleatória. Para mensurar estes efeitos, foi aplicado a metodologia de mínimos quadrados em dois estágios a um modelo IV-SLX, sendo utilizado como instrumento a pré-escola realizada pelos amigos indiretos. A partir deste modelo, foram encontrados alguns resultados significativos: (i) a pré-escola possui, em média, impacto positivo sobre as habilidades socioemocionais de autogestão e de assertividade no engajamento com os outros e (ii) a pré-escola demonstrou, em média, efeito positivo sobre as habilidades cognitivas.

Teses
1
  • JOEBSON MAURILIO ALVES DOS SANTOS
  • ENSAIOS EM ECONOMIA URBANA: APLICAÇÕES EM ECONOMIA DA SAÚDE, ECONOMIA DO SETOR PÚBLICO E ECONOMIA DO CRIME

  • Orientador : TATIANE ALMEIDA DE MENEZES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • TATIANE ALMEIDA DE MENEZES
  • RAUL DA MOTA SILVEIRA NETO
  • DIEGO FIRMINO COSTA DA SILVA
  • EDILBERTO TIAGO DE ALMEIDA
  • JULYAN GLEYVISON MACHADO GOUVEIA LINS
  • Data: 23/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta tese aborda a relevância do espaço no estudo de diversos fenômenos de ordem social, econômica, entre outros, à medida que com a observação dos diversos padrões de comportamento através do espaço é possível investigar as diversas dimensões da interação humana e como isto pode estar relacionado com os fenômenos que são objeto de estudo. Sendo assim, foram realizadas três aplicações onde a influência das características ou interações através do espaço se mostraram de extrema relevância para se obter resultados consistentes dos modelos proposto ao longo desta tese. No capítulo 2, investigou-se como a variação exógena do clima pode afetar a dinâmica da disseminação da COVID-19 nos estados brasileiros. Para isso, foi empregado um painel diário dos casos confirmados da COVID-19 referentes a primeira fase da pandemia onde ainda não havia muitas políticas de intervenção para combater a propagação do SARS-CoV-2. Além disso, controlou-se a influência de diversas características dos estados que podem ter influência nas taxas referentes à COVID-19. Os resultados mostraram que estados que apresentam maior temperatura, maior quantidade de incidência solar e maior umidade relativa do ar, apresentam menores taxas diárias de prevalência da COVID-19. No capítulo 3, buscou-se mensurar o impacto dos repasses voluntários do governo federal para realização de obras públicas sobre a probabilidade de paralisação destas. Devido à endogeneidade presente nos dados, foi feito uso do alinhamento partidário comum entre governo municipal e federal com o objetivo de eliminar a endogeneidade citada. Os resultados mostraram que considerando a filiação partidária em comum entre governos como instrumento, quanto maior o montante de repasses do governo federal para o municipal, menor a chance de uma obra pública ser paralisada mesmo considerando a influência de spillovers espaciais das covariáveis e diversas mudanças na especificação econométrica. No capítulo 4, avaliou-se o impacto de um programa de segurança pública do governo federal denominado Em Frente, Brasil. Aqui, utilizou-se a abordagem de diferenças em diferenças para mensurar o efeito causal do EFB sobre as taxas de homicídios ocorridos nos municípios brasileiros. Todavia, recentes descobertas empíricas mostraram que caso não haja o devido controle de possíveis spillovers espaciais do programa, os estimadores obtidos por pela abordagem DiD podem ser enviesados e inconsistente. Os resultados obtidos, levando em consideração os efeitos indiretos da política, mostraram que o EFB reduziu as taxas de homicídios nos municípios tratados em aproximadamente 17%.


  • Mostrar Abstract
  • Esta tese aborda a relevância do espaço no estudo de diversos fenômenos de ordem social, econômica, entre outros, à medida que com a observação dos diversos padrões de comportamento através do espaço é possível investigar as diversas dimensões da interação humana e como isto pode estar relacionado com os fenômenos que são objeto de estudo. Sendo assim, foram realizadas três aplicações onde a influência das características ou interações através do espaço se mostraram de extrema relevância para se obter resultados consistentes dos modelos proposto ao longo desta tese. No capítulo 2, investigou-se como a variação exógena do clima pode afetar a dinâmica da disseminação da COVID-19 nos estados brasileiros. Para isso, foi empregado um painel diário dos casos confirmados da COVID-19 referentes a primeira fase da pandemia onde ainda não havia muitas políticas de intervenção para combater a propagação do SARS-CoV-2. Além disso, controlou-se a influência de diversas características dos estados que podem ter influência nas taxas referentes à COVID-19. Os resultados mostraram que estados que apresentam maior temperatura, maior quantidade de incidência solar e maior umidade relativa do ar, apresentam menores taxas diárias de prevalência da COVID-19. No capítulo 3, buscou-se mensurar o impacto dos repasses voluntários do governo federal para realização de obras públicas sobre a probabilidade de paralisação destas. Devido à endogeneidade presente nos dados, foi feito uso do alinhamento partidário comum entre governo municipal e federal com o objetivo de eliminar a endogeneidade citada. Os resultados mostraram que considerando a filiação partidária em comum entre governos como instrumento, quanto maior o montante de repasses do governo federal para o municipal, menor a chance de uma obra pública ser paralisada mesmo considerando a influência de spillovers espaciais das covariáveis e diversas mudanças na especificação econométrica. No capítulo 4, avaliou-se o impacto de um programa de segurança pública do governo federal denominado Em Frente, Brasil. Aqui, utilizou-se a abordagem de diferenças em diferenças para mensurar o efeito causal do EFB sobre as taxas de homicídios ocorridos nos municípios brasileiros. Todavia, recentes descobertas empíricas mostraram que caso não haja o devido controle de possíveis spillovers espaciais do programa, os estimadores obtidos por pela abordagem DiD podem ser enviesados e inconsistente. Os resultados obtidos, levando em consideração os efeitos indiretos da política, mostraram que o EFB reduziu as taxas de homicídios nos municípios tratados em aproximadamente 17%.

2
  • ANDREI DE LIMA E SILVA
  • CAPACIDADE DE PAGAMENTO E UNIVERSALIZAÇÃO NO SANEAMENTO: UMA ABORDAGEM DE OTIMIZAÇÃO MULTIOBJETIVO DE PRECIFICAÇÃO PARA SISTEMAS URBANOS

  • Orientador : MARCIA MARIA GUEDES ALCOFORADO DE MORAES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCIA MARIA GUEDES ALCOFORADO DE MORAES
  • SAULO DE TARSO MARQUES BEZERRA
  • JOÃO CARLOS DOS SANTOS ALVES VIEIRA
  • RODRIGO RODRIGUES SILVA
  • SIMONE ROSA DA SILVA
  • Data: 25/02/2022

  • Mostrar Resumo
  • Os desafios da universalização dos serviços de saneamento básico ao lado da necessidade de garantia de equilíbrio econômico-financeiro das companhias de produção e distribuição de águas, que possa viabilizar os investimentos para ampliação dos serviços são ainda maiores num contexto de escassez hídrica. O uso da precificação da água como ferramenta de gestão de demanda pode conciliar estes múltiplos objetivos, através do estabelecimento de tarifas por município, baseada em modelos que levem em conta múltiplos critérios. Este trabalho introduz um modelo de otimização multiobjetivo como apoio a tomada de decisão de precificação de água para os municípios do estado de Pernambuco. As duas funções objetivo representam dois critérios de otimização: uma explicita a receita menos os custos da companhia (função a ser maximizada) e a outra, a diferença entre o valor do pagamento da conta de água e a capacidade de pagamento dos consumidores (função a ser minimizada). Como restrições do problema de otimização, estabeleceram-se: 1) a quantidade demandada total de consumidores representativos não pode ultrapassar a disponibilidade hídrica total do ano em estudo e 2) os preços relacionam-se com as quantidades demandadas através de funções de demanda com elasticidades-preço constantes. As variáveis de decisão são os preços dados em blocos tarifários crescentes e as quantidades demandadas de consumidores representativos. O modelo é aplicado em abrangência municipal, em que a base de dados e o modelo são construídos a partir de consumidores representativos, com base no total do município dividido pela quantidade de consumidores, de acordo com cinco tipos (social, residencial, comercial, industrial e público), e por faixas de quantidades de consumo, no horizonte de um ano. O modelo geral é aplicado a partir de dois modelos específicos. O Modelo 1 é feito considerando a tarifa média e o Modelo 2 considera os blocos tarifários. Os resultados evidenciados no Modelo 1 revelam que a COMPESA atua num ponto Pareto dominado próximo da Fronteira privilegiando a capacidade de pagamento (função objetivo 1 – FO1) em detrimento ao desempenho financeiro (função objetivo 2 – FO2), e que é possível alterar significativamente a FO2 com pequena alteração na FO1 no ponto em que a COMPESA atua. À medida que vamos nos deslocando do Ponto de atuação da COMPESA ao Centro da Fronteira, é necessário cada vez mais abrir mão da FO1 para se obter mais FO2. Os resultados do Modelo 2 revelam que a estratégia de preços para se obter um ganho na Função Objetivo Financeira (F02) com perda na Função Objetivo Social (FO1) está associada a um aumento de preços acompanhado de redução no volume faturado ótimo.


  • Mostrar Abstract
  • Os desafios da universalização dos serviços de saneamento básico ao lado da necessidade de garantia de equilíbrio econômico-financeiro das companhias de produção e distribuição de águas, que possa viabilizar os investimentos para ampliação dos serviços são ainda maiores num contexto de escassez hídrica. O uso da precificação da água como ferramenta de gestão de demanda pode conciliar estes múltiplos objetivos, através do estabelecimento de tarifas por município, baseada em modelos que levem em conta múltiplos critérios. Este trabalho introduz um modelo de otimização multiobjetivo como apoio a tomada de decisão de precificação de água para os municípios do estado de Pernambuco. As duas funções objetivo representam dois critérios de otimização: uma explicita a receita menos os custos da companhia (função a ser maximizada) e a outra, a diferença entre o valor do pagamento da conta de água e a capacidade de pagamento dos consumidores (função a ser minimizada). Como restrições do problema de otimização, estabeleceram-se: 1) a quantidade demandada total de consumidores representativos não pode ultrapassar a disponibilidade hídrica total do ano em estudo e 2) os preços relacionam-se com as quantidades demandadas através de funções de demanda com elasticidades-preço constantes. As variáveis de decisão são os preços dados em blocos tarifários crescentes e as quantidades demandadas de consumidores representativos. O modelo é aplicado em abrangência municipal, em que a base de dados e o modelo são construídos a partir de consumidores representativos, com base no total do município dividido pela quantidade de consumidores, de acordo com cinco tipos (social, residencial, comercial, industrial e público), e por faixas de quantidades de consumo, no horizonte de um ano. O modelo geral é aplicado a partir de dois modelos específicos. O Modelo 1 é feito considerando a tarifa média e o Modelo 2 considera os blocos tarifários. Os resultados evidenciados no Modelo 1 revelam que a COMPESA atua num ponto Pareto dominado próximo da Fronteira privilegiando a capacidade de pagamento (função objetivo 1 – FO1) em detrimento ao desempenho financeiro (função objetivo 2 – FO2), e que é possível alterar significativamente a FO2 com pequena alteração na FO1 no ponto em que a COMPESA atua. À medida que vamos nos deslocando do Ponto de atuação da COMPESA ao Centro da Fronteira, é necessário cada vez mais abrir mão da FO1 para se obter mais FO2. Os resultados do Modelo 2 revelam que a estratégia de preços para se obter um ganho na Função Objetivo Financeira (F02) com perda na Função Objetivo Social (FO1) está associada a um aumento de preços acompanhado de redução no volume faturado ótimo.

3
  • FREDERICO DE MORAES BEZERRA
  • Energias Renováveis e Empregos: Três análises sobre efeitos e integração de políticas

  • Orientador : FRANCISCO DE SOUSA RAMOS
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDUARDO AGUIAR SODRE
  • SILVINHA PINTO VASCONCELOS
  • FRANCISCO DE SOUSA RAMOS
  • JOAO POLICARPO RODRIGUES LIMA
  • PAULO GLICIO DA ROCHA
  • Data: 10/03/2022

  • Mostrar Resumo
  • A corrida mundial pelo net zero, reforçada na COP26, inseriu o mercado de energias re-
    nováveis em um dos mais promissores a atrair investimentos até 2050. Para alguns países

    em desenvolvimento com vocação para energias renováveis, este volume de recursos pode
    gerar um impulso ao desenvolvimento socio-econômico local. Para alcançar este objetivo,
    torna-se relevante a consideração de aspectos sociais nas políticas energéticas. Dentre os
    temas sociais, as dinâmicas de empregos têm chamado grande atenção de formuladores

    de política e da academia, tanto pelas perdas potenciais de empregos de fontes de com-
    bustíveis fósseis como pelo incremento através das fontes sustentáveis. Esta tese busca

    preencher parte do espaço existente na literatura empírica que analisa a relação entre

    energias renováveis e empregos. Para isso, serão realizadas três ensaios sobre o tema apli-
    cado ao Brasil. O primeiro ensaio objetiva avaliar a contribuição de plantas de geração

    eólica para criação de empregos em nível local no semiárido brasileiro. O segundo pro-
    põe uma metodologia de planejamento da expansão da geração brasileira considerando a

    criação de empregos entre as diferentes tecnologias de geração. O terceiro ensaio utiliza
    dados primários de plantas de geração de energia eólica e solar fotovoltaica existentes no
    Brasil para estimar multiplicadores de empregos nacionais das fontes de geração.


  • Mostrar Abstract
  • A corrida mundial pelo net zero, reforçada na COP26, inseriu o mercado de energias re-
    nováveis em um dos mais promissores a atrair investimentos até 2050. Para alguns países

    em desenvolvimento com vocação para energias renováveis, este volume de recursos pode
    gerar um impulso ao desenvolvimento socio-econômico local. Para alcançar este objetivo,
    torna-se relevante a consideração de aspectos sociais nas políticas energéticas. Dentre os
    temas sociais, as dinâmicas de empregos têm chamado grande atenção de formuladores

    de política e da academia, tanto pelas perdas potenciais de empregos de fontes de com-
    bustíveis fósseis como pelo incremento através das fontes sustentáveis. Esta tese busca

    preencher parte do espaço existente na literatura empírica que analisa a relação entre

    energias renováveis e empregos. Para isso, serão realizadas três ensaios sobre o tema apli-
    cado ao Brasil. O primeiro ensaio objetiva avaliar a contribuição de plantas de geração

    eólica para criação de empregos em nível local no semiárido brasileiro. O segundo pro-
    põe uma metodologia de planejamento da expansão da geração brasileira considerando a

    criação de empregos entre as diferentes tecnologias de geração. O terceiro ensaio utiliza
    dados primários de plantas de geração de energia eólica e solar fotovoltaica existentes no
    Brasil para estimar multiplicadores de empregos nacionais das fontes de geração.

4
  • VINICIUS PHILLIPE DE ALBUQUERQUE MELLO
  • Tributação de cigarros sob a presença de contrabando

  • Orientador : RAFAEL COUTINHO COSTA LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • MARCELO EDUARDO ALVES DA SILVA
  • ROZANE BEZERRA DE SIQUEIRA
  • NELSON PAES LEITÃO
  • CASSIO DA NOBREGA BESARRIA
  • JEVUKS MATHEUS DE ARAÚJO
  • Data: 10/03/2022

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho investiga a tributação de cigarros sob a presença de contrabando. O primeiro capítulo apresenta um debate acerca dos malefícios do tabagismo, o uso de políticas públicas para redução da prevalência, em especial, a tributação de cigarros. Nesse sentido, adentra a questão da tributação de cigarros sob a presença de contrabando, o caso brasileiro. O segundo capítulo objetiva a criação de um modelo de equilíbrio geral computável com micro-fundamentos e características da economia brasileira, para análise dos impactos distributivos e de bem-estar na alíquota de imposto sobre os cigarros. Para isso, debruça-se sobre a PEC 110, em discussão no Congresso Nacional, bem como apresenta propostas alternativas à mesma, avaliando os resultados de cada cenário. O terceiro capítulo estima a proporção do consumo de cigarros ilícitos no Brasil, por Unidade Federativa e Nível de Escolaridade. Com isso, usa dessas informações inovadoras para examinar a causalidade entre a elevação da alíquota de imposto sobre os cigarros, decorrente da implementação do Fundo de Combate à Pobreza - FECOEP/FCP, sobre o consumo de cigarros ilícitos. Os resultados da pesquisa apontam a efetividade que a adoção de políticas tributárias teriam para redução do tabagismo, sem implicar em uma fuga de consumidores para o mercado ilícito, sendo a proposta alternativa um a mais eficiente. Quanto ao exame empírico realizado, não se pode concluir pela causalidade entre a política adotada e a elevação do consumo de cigarros ilícitos no grupo de tratamento.


  • Mostrar Abstract
  • Este trabalho investiga a tributação de cigarros sob a presença de contrabando. O primeiro capítulo apresenta um debate acerca dos malefícios do tabagismo, o uso de políticas públicas para redução da prevalência, em especial, a tributação de cigarros. Nesse sentido, adentra a questão da tributação de cigarros sob a presença de contrabando, o caso brasileiro. O segundo capítulo objetiva a criação de um modelo de equilíbrio geral computável com micro-fundamentos e características da economia brasileira, para análise dos impactos distributivos e de bem-estar na alíquota de imposto sobre os cigarros. Para isso, debruça-se sobre a PEC 110, em discussão no Congresso Nacional, bem como apresenta propostas alternativas à mesma, avaliando os resultados de cada cenário. O terceiro capítulo estima a proporção do consumo de cigarros ilícitos no Brasil, por Unidade Federativa e Nível de Escolaridade. Com isso, usa dessas informações inovadoras para examinar a causalidade entre a elevação da alíquota de imposto sobre os cigarros, decorrente da implementação do Fundo de Combate à Pobreza - FECOEP/FCP, sobre o consumo de cigarros ilícitos. Os resultados da pesquisa apontam a efetividade que a adoção de políticas tributárias teriam para redução do tabagismo, sem implicar em uma fuga de consumidores para o mercado ilícito, sendo a proposta alternativa um a mais eficiente. Quanto ao exame empírico realizado, não se pode concluir pela causalidade entre a política adotada e a elevação do consumo de cigarros ilícitos no grupo de tratamento.

5
  • CARLOS ANTONIO ARAUJO CAVALCANTI JUNIOR
  • ENSAIOS SOBRE A DINÂMICA E A CONJUNTURA ECONÔMICA DA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL

  • Orientador : JOAO POLICARPO RODRIGUES LIMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ABRAHAM BENZAQUEN SICSU
  • ANDRE LUIZ DE MIRANDA MARTINS
  • JAIR DO AMARAL FILHO
  • JOAO POLICARPO RODRIGUES LIMA
  • JOSE LAMARTINE TAVORA JUNIOR
  • MARIA FERNANDA FREIRE GATTO PADILHA
  • Data: 10/06/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta tese busca tratar da temática do desenvolvimento socioeconômico da Região
    Nordeste do Brasil. O trabalho é dividido em três capítulos.
    O primeiro capítulo foca na abordagem do desenvolvimento socioeconômico do
    Nordeste ao longo das duas primeiras décadas do século 21. O trabalho contextualiza a região,
    seu histórico, algumas políticas públicas atuantes e dá ênfase ao Território do Semiárido,
    notadamente uma sub-região de interesse devido as suas ainda frágeis bases socioeconômicas.
    A análise, que trabalhou com informações a nível de regiões, estados e microrregiões, buscou
    destacar dois quadros. O primeiro, tomando uma perspectiva mais de curto prazo, focando nos
    resultados em torno do período da crise brasileira de 2014. O segundo acompanha a evolução
    em todo o período estudado, de modo que as trajetórias de crescimento das regiões possam ser
    observadas. Dentre os resultados, observou-se no período uma lenta, mas significativa redução
    das desigualdades regionais no país, com o Nordeste (e mais ainda sua área semiárida) se
    mostrando mais dinâmico que o Brasil e a Região Sudeste.
    O segundo capítulo procurou estudar a conjuntura e a dinâmica de crescimento do setor
    de serviços na Região Nordeste para o período entre 2002-2018. Para alcançar este resultado o
    estudo buscou principalmente analisar as séries históricas disponíveis dos setores de serviços
    públicos e privados na região, com foco central na análise a nível microrregional. Dentre os
    principais resultados, é possível afirmar uma importante expansão do setor privado de serviços
    dentro do território nordestino, inclusive diminuindo a diferença entre as regiões mais
    desenvolvidas e tradicionais para as regiões mais periféricas. Porém, o trabalho mostrou ainda
    que a importância do setor público se mantém relevante no território, com mais da metade das
    microrregiões possuindo participação no PIB acima de 35% na média dos anos mais recentes.
    O terceiro capítulo por sua vez procura aprofundar a discussão do capítulo anterior,
    desta vez focando em aspectos do mercado de trabalho formal nordestino no período 2002-
    2019, observando o comportamento dos serviços para conjuntos de subsetores. A análise em
    questão levou em conta as variáveis de vínculos empregatícios e salários médios setoriais, de
    modo que temas como a produtividade do trabalho e a qualificação média dos trabalhadores
    pudessem ser discutidas. Dentre os resultados, observa-se uma expansão do emprego dos
    serviços privados no período, aumentando significativamente sua participação no total do
    Nordeste, ao mesmo tempo que se verifica uma perda nos demais setores (industrial, agrícola e
    serviços públicos). Além disso, essa expansão foi acompanhada de uma desconcentração regional das atividades privadas, apesar da clara dificuldade ainda existente para isto de atividades como os serviços financeiros e de saúde.


  • Mostrar Abstract
  • Esta tese busca tratar da temática do desenvolvimento socioeconômico da Região
    Nordeste do Brasil. O trabalho é dividido em três capítulos.
    O primeiro capítulo foca na abordagem do desenvolvimento socioeconômico do
    Nordeste ao longo das duas primeiras décadas do século 21. O trabalho contextualiza a região,
    seu histórico, algumas políticas públicas atuantes e dá ênfase ao Território do Semiárido,
    notadamente uma sub-região de interesse devido as suas ainda frágeis bases socioeconômicas.
    A análise, que trabalhou com informações a nível de regiões, estados e microrregiões, buscou
    destacar dois quadros. O primeiro, tomando uma perspectiva mais de curto prazo, focando nos
    resultados em torno do período da crise brasileira de 2014. O segundo acompanha a evolução
    em todo o período estudado, de modo que as trajetórias de crescimento das regiões possam ser
    observadas. Dentre os resultados, observou-se no período uma lenta, mas significativa redução
    das desigualdades regionais no país, com o Nordeste (e mais ainda sua área semiárida) se
    mostrando mais dinâmico que o Brasil e a Região Sudeste.
    O segundo capítulo procurou estudar a conjuntura e a dinâmica de crescimento do setor
    de serviços na Região Nordeste para o período entre 2002-2018. Para alcançar este resultado o
    estudo buscou principalmente analisar as séries históricas disponíveis dos setores de serviços
    públicos e privados na região, com foco central na análise a nível microrregional. Dentre os
    principais resultados, é possível afirmar uma importante expansão do setor privado de serviços
    dentro do território nordestino, inclusive diminuindo a diferença entre as regiões mais
    desenvolvidas e tradicionais para as regiões mais periféricas. Porém, o trabalho mostrou ainda
    que a importância do setor público se mantém relevante no território, com mais da metade das
    microrregiões possuindo participação no PIB acima de 35% na média dos anos mais recentes.
    O terceiro capítulo por sua vez procura aprofundar a discussão do capítulo anterior,
    desta vez focando em aspectos do mercado de trabalho formal nordestino no período 2002-
    2019, observando o comportamento dos serviços para conjuntos de subsetores. A análise em
    questão levou em conta as variáveis de vínculos empregatícios e salários médios setoriais, de
    modo que temas como a produtividade do trabalho e a qualificação média dos trabalhadores
    pudessem ser discutidas. Dentre os resultados, observa-se uma expansão do emprego dos
    serviços privados no período, aumentando significativamente sua participação no total do
    Nordeste, ao mesmo tempo que se verifica uma perda nos demais setores (industrial, agrícola e
    serviços públicos). Além disso, essa expansão foi acompanhada de uma desconcentração regional das atividades privadas, apesar da clara dificuldade ainda existente para isto de atividades como os serviços financeiros e de saúde.

2021
Dissertações
1
  • FRANCISCO HENRIQUE BRITO DOS SANTOS
  • Como o tempo de deslocamento afeta o gênero Lacuna na oferta de trabalho? Provas de empresas que Realocar
  • Orientador : BRENO RAMOS SAMPAIO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIOGO GERHARD CASTRO DE BRITTO
  • BRENO RAMOS SAMPAIO
  • GIUSEPPE TREVISAN CRUZ
  • Data: 08/10/2021

  • Mostrar Resumo
  • A compensação dos diferenciais para a distância de deslocamento afeta as lacunas de gênero no mercado de trabalho? Neste artigo, tiramos vantagem de um experimento quase natural quadro investigando como os resultados do mercado de trabalho, como ganhos anuais e a situação do emprego responde às mudanças na distância de deslocamento induzida pelas empresas que se deslocou em 2015 no universo dos trabalhadores no Brasil no período 2013-2018 período. Descobrimos que o aumento na distância de deslocamento devido a uma realocação firme reduz o rendimento anual do trabalho das trabalhadoras em 21,3 pontos percentuais relative aos seus homólogos masculinos na linha de base. Também é mostrado que a probabilidade de um trabalhadora deixa o emprego após um aumento na distância de deslocamento é, em média, cerca de 1% maior do que sua contraparte masculina.


  • Mostrar Abstract
  • A compensação dos diferenciais para a distância de deslocamento afeta as lacunas de gênero no mercado de trabalho? Neste artigo, tiramos vantagem de um experimento quase natural quadro investigando como os resultados do mercado de trabalho, como ganhos anuais e a situação do emprego responde às mudanças na distância de deslocamento induzida pelas empresas que se deslocou em 2015 no universo dos trabalhadores no Brasil no período 2013-2018 período. Descobrimos que o aumento na distância de deslocamento devido a uma realocação firme reduz o rendimento anual do trabalho das trabalhadoras em 21,3 pontos percentuais relative aos seus homólogos masculinos na linha de base. Também é mostrado que a probabilidade de um trabalhadora deixa o emprego após um aumento na distância de deslocamento é, em média, cerca de 1% maior do que sua contraparte masculina.

2
  • ADRIANO LOPES DE SOUZA
  • ACESSO ESPACIAL AO EMPREGO E OPORTUNIDADES: UM ESTUDO PARA A REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE

  • Orientador : RAUL DA MOTA SILVEIRA NETO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • DIEGO FIRMINO COSTA DA SILVA
  • RAUL DA MOTA SILVEIRA NETO
  • ROBERTA DE MORAES ROCHA
  • Data: 17/11/2021

  • Mostrar Resumo
  • A infraestrutura de uma cidade é de grande importância para seu mercado e economia, proporcionando a seus habitantes as condições para moradia, transporte, trabalho e muito mais. Assim sendo, a qualidade da infraestrutura urbana possui impactos diretos e indiretos na vida dos agentes econômicos que se utilizam desta, podendo ser fatores relevantes para o aumento ou redução de suas produtividades, suas escolhas de moradia, de emprego e até de suas performances no mercado de trabalho como um todo.  Na área de Economia Urbana tem surgido vários trabalhos que investigam os mecanismos e as relações de diversos fatores da infraestrutura das cidades e seus mercados de trabalho, suas organizações residenciais, seus sistemas de transporte, entre outros. Particularmente importante nesse tipo de investigação, é o conceito de mismatch espacial, uma desconexão espacial entre os trabalhadores e as oportunidades de trabalho de uma dada região, ou seja, quando uma restrição física, como a falta de meios de transporte, reduz a capacidade do trabalhador de acessar o mercado de trabalho e, consequentemente, afeta negativamente seu desempenho neste mercado. Neste sentido, esta dissertação realiza uma análise, empregando uma estratégia empírica, da relação entre o mismatch espacial e os resultados do mercado de trabalho na Região Metropolitana do Recife (RMR), de forma a medir o impacto que a acessibilidade aos centros de emprego da região tem sobre a inserção dos trabalhadores no mercado de trabalho. Para tal, foi verificado o quanto o nível de acessibilidade impacta as probabilidades de um agente econômico estar desempregado, procurando emprego ou trabalhando na informalidade. Além disso, foi também levado em consideração características dos indivíduos tais como sexo, idade, cor ou raça, nível de escolaridade, estado civil e se a pessoa é ou não a chefe da família, para melhor compreender os efeitos analisados entre diferentes grupos. Os resultados do estudo apontam que, para os residentes da região, a acessibilidade possui um impacto positivo na probabilidade de participação do mercado, negativo na probabilidade de estar empregado informalmente e não significativo na probabilidade de estar desempregado.


  • Mostrar Abstract
  • A infraestrutura de uma cidade é de grande importância para seu mercado e economia, proporcionando a seus habitantes as condições para moradia, transporte, trabalho e muito mais. Assim sendo, a qualidade da infraestrutura urbana possui impactos diretos e indiretos na vida dos agentes econômicos que se utilizam desta, podendo ser fatores relevantes para o aumento ou redução de suas produtividades, suas escolhas de moradia, de emprego e até de suas performances no mercado de trabalho como um todo.  Na área de Economia Urbana tem surgido vários trabalhos que investigam os mecanismos e as relações de diversos fatores da infraestrutura das cidades e seus mercados de trabalho, suas organizações residenciais, seus sistemas de transporte, entre outros. Particularmente importante nesse tipo de investigação, é o conceito de mismatch espacial, uma desconexão espacial entre os trabalhadores e as oportunidades de trabalho de uma dada região, ou seja, quando uma restrição física, como a falta de meios de transporte, reduz a capacidade do trabalhador de acessar o mercado de trabalho e, consequentemente, afeta negativamente seu desempenho neste mercado. Neste sentido, esta dissertação realiza uma análise, empregando uma estratégia empírica, da relação entre o mismatch espacial e os resultados do mercado de trabalho na Região Metropolitana do Recife (RMR), de forma a medir o impacto que a acessibilidade aos centros de emprego da região tem sobre a inserção dos trabalhadores no mercado de trabalho. Para tal, foi verificado o quanto o nível de acessibilidade impacta as probabilidades de um agente econômico estar desempregado, procurando emprego ou trabalhando na informalidade. Além disso, foi também levado em consideração características dos indivíduos tais como sexo, idade, cor ou raça, nível de escolaridade, estado civil e se a pessoa é ou não a chefe da família, para melhor compreender os efeitos analisados entre diferentes grupos. Os resultados do estudo apontam que, para os residentes da região, a acessibilidade possui um impacto positivo na probabilidade de participação do mercado, negativo na probabilidade de estar empregado informalmente e não significativo na probabilidade de estar desempregado.

3
  • RUTE ALVES DA CUNHA
  • PEERS, BULLYING E RENDIMENTO ESCOLAR: EXPLORANDO O PAPEL DAS AMIZADES

  • Orientador : TATIANE ALMEIDA DE MENEZES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • BLADIMIR CARRILLO BERMUDEZ
  • TATIANE ALMEIDA DE MENEZES
  • ISABEL PESSOA DE ARRUDA RAPOSO
  • Data: 20/12/2021

  • Mostrar Resumo
  • Evidências em estudos de diversos campos apontam para a prejudicialidade de se sofrer bullying sobre indicadores de sucesso na vida de um indivíduo. Com vistas a mensurar e entender o impacto deste, sendo um evento inerentemente social, este trabalho investiga como as amizades de alunos do Ensino Fundamental II no município do Recife influenciam sobre a probabilidade destes serem vítimas de tal fenômeno e qual seu efeito sobre o rendimento acadêmico destes estudantes. É aplicado o método de mínimos quadrados em dois estágios a um modelo IV-SLX, utilizando laços de amizades indiretas como instrumento, e são encontrados resultados significantes a 95% de confiança: aumentar em 10% as chances de ser vitimizado pelo bullying, em média, faz reduzir a nota de português em 2,33% e a de matemática em 2,75%.


  • Mostrar Abstract
  • Evidências em estudos de diversos campos apontam para a prejudicialidade de se sofrer bullying sobre indicadores de sucesso na vida de um indivíduo. Com vistas a mensurar e entender o impacto deste, sendo um evento inerentemente social, este trabalho investiga como as amizades de alunos do Ensino Fundamental II no município do Recife influenciam sobre a probabilidade destes serem vítimas de tal fenômeno e qual seu efeito sobre o rendimento acadêmico destes estudantes. É aplicado o método de mínimos quadrados em dois estágios a um modelo IV-SLX, utilizando laços de amizades indiretas como instrumento, e são encontrados resultados significantes a 95% de confiança: aumentar em 10% as chances de ser vitimizado pelo bullying, em média, faz reduzir a nota de português em 2,33% e a de matemática em 2,75%.

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01.ufpe.br.sigaa01