Banca de DEFESA: CAMILLA MEDEIROS ARAUJO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CAMILLA MEDEIROS ARAUJO
DATA : 27/04/2022
HORA: 09:30
LOCAL: google meet
TÍTULO:

PAD TEST PARA IDENTIFICAÇÃO DA INCONTINÊNCIA URINÁRIA EM ADULTOS: REVISÃO SISTEMÁTICA DA ACURÁCIA DE TESTE DIAGNÓSTICO


PALAVRAS-CHAVES:

Incontinência urinária, Índice de gravidade da doença, Confiabilidade dos dados, Reprodutibilidade dos testes, Medidas de associação, exposição, risco ou desfecho.


PÁGINAS: 100
RESUMO:

O Pad Test é uma ferramenta diagnóstica para classificação da gravidade da incontinência urinária (IU) e também usado para o monitoramento da resposta terapêutica. No entanto, a confiabilidade e a reprodutibilidade deste teste têm sido questionadas. A revisão sistemática teve como objetivo investigar a qualidade da evidência dos estudos de acurácia do Pad Test para diagnóstico da incontinência urinária em adultos em comparação com o exame urodinâmico e resumir as propriedades de acurácia e reprodutibilidade. Foi realizada uma revisão sistemática da acurácia do teste diagnóstico (PROSPERO: CRD42020219392). Os critérios de elegibilidade foram estudos que avaliaram a acurácia diagnóstica e as propriedades de reprodutibilidade de quatro protocolos de teste do absorvente em adultos de ambos os sexos. As fontes de busca foram MEDLINE, Science Direct, Cochrane Database, Web of Science, LILACS e Pedro. Dois revisores independentes avaliaram a elegibilidade dos artigos. O risco de viés foi avaliado com a ferramenta QUADAS-2. Foram incluidos 18 estudos, dos quais 8 mediram a acurácia do Pad Test. No total  foram analisados 1.070 indivíduos, com idade de 20 a 90 anos. O risco de viés entre os estudos foi alto e, devido aos diferentes pontos de corte adotados pelos estudos não foi posível realizar metanálise. A acurácia dos protocolos de longa duração foi geralmente moderada a alta (sensibilidade: 60%–93%; especificidade: 60%–84%). Os protocolos de 1 hora obtiveram valores de acurácia superiores aos protocolos de longa duração. A reprodutibilidade geral foi moderada a alta (κ ≥ 0,66). O pad test de 1 hora teve melhor acurácia, mas menor reprodutibilidade em comparação com os testes de longa duração. Dessa forma, concluimos que os resultados do Pad Test devem ser usados com cautela na prática clínica.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 2315546 - CAROLINE WANDERLEY SOUTO FERREIRA
Externa à Instituição - VANESSA PATRÍCIA SOARES DE SOUSA - UFRN
Externa à Instituição - CINARA SACOMORI
Notícia cadastrada em: 05/04/2022 17:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01.ufpe.br.sigaa01