PPGPSI PROGRAMA DE POS-GRADUACAO EM PSICOLOGIA - CFCH DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA - CFCH Telefone/Ramal: Não informado

Banca de DEFESA: DIEGO HENRIQUE BARBOSA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DIEGO HENRIQUE BARBOSA DA SILVA
DATA : 23/02/2022
HORA: 14:30
LOCAL: Remoto/Videoconferência
TÍTULO:

Significados de autonomia para pessoas idosas residentes em uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI)


PALAVRAS-CHAVES:

Pessoa idosa. Autonomia. Processo de significação. Instituição de Longa Permanência para Idosos. Psicologia do idoso.


PÁGINAS: 79
RESUMO:

O envelhecimento tem sido discutido mundialmente nas últimas décadas devido às mudanças na expectativa de vida de pessoas com 60 anos ou mais. No Brasil, algumas leis foram implementadas na tentativa de promover e garantir os diretos dessa população. A Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) surge como um equipamento viável para a garantia de direitos dessa população. No entanto, essa instituição é questionada quanto à sua origem, estrutura e finalidade, por vezes controversa, que imporia um controle sobre os residentes ao ponto de perderem sua autonomia, o que iria de encontro às políticas públicas que preconizam esse fator primordial para um envelhecimento ativo. Sendo assim, questiona-se: qual a relação que existe entre as significações de autonomia de pessoas idosas institucionalizadas e o contexto de acolhimento em que vivem? O objetivo geral da pesquisa é investigar os significados de autonomia para pessoas idosas residentes em uma ILPI e indicar como essas significações se relacionam com o ambiente em que vivem e repercutem em seus processos de envelhecimento. Foi selecionada uma instituição privada sem fins lucrativos da Região do Agreste Central de Pernambuco, e oito idosos participaram da pesquisa, de natureza qualitativa, tendo como procedimento de coleta entrevistas semiestruturadas com foco em suas concepções sobre autonomia. Para alcançar o objetivo do trabalho, optou-se pela análise microgenética proposta pela perspectiva teórica da Rede de Significações. Os resultados sugerem uma série de fatores atrelados à percepção que um idoso tem de sua autonomia dentro da ILPI. São eles: decisão de entrada na instituição; busca por possíveis compensações sobre perda de autonomia; credibilidade social de ser uma pessoa autônoma; desenvolvimento de laços socioafetivos entre os integrantes da ILPI; e valores atrelados a ações e decisões que afetam diretamente a concepção de autonomia desses residentes. Mesmo com as dificuldades encontradas para a realização da pesquisa devido à pandemia provocada pela COVID-19, foi possível refletir sobre as implicações desses fatores no processo de autonomia desses residentes. Reconhece-se o caráter inicial dessas discussões frente à temática e à necessidade de um maior aprofundamento dessa investigação em outras instituições com contextos e razões sociais distintos.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - CIRLENE FRANCISCA SALES DA SILVA
Presidente - 2130233 - MARIA ISABEL PATRICIO DE CARVALHO PEDROSA
Interna - 2477856 - RENATA LIRA DOS SANTOS ALESSIO
Notícia cadastrada em: 22/02/2022 18:20
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFPE) - (81) 2126-7777 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01.ufpe.br.sigaa01